RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 1596 registros para a palavra: bolsonaro

Bolsonaro defendeu esterilização de pobres em projetos passados

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) apresentou projetos e defendeu em discursos nas últimas décadas a esterilização dos pobres como meio de combater a criminalidade e a miséria. Em 2013 ele afirmou na marcha dos prefeitos a Brasília que estuda colocar no seu plano de governo uma proposta de planejamento familiar, mas não a detalhou.

"Não estou autorizado a falar isso, que botei na mesa, mas eu gostaria que o Brasil tivesse um programa de planejamento familiar. Um homem e uma mulher com educação dificilmente vão querer ter um filho a mais para engordar um programa social." Nas dezenas de discursos que ele proferiu sobre o assunto, na Câmara, nos últimos 25 anos, defendeu a adoção pelo Estado de um rígido programa de controle de natalidade, com foco nos pobres...

Documentos relatam espionagem a Bolsonaro durante ditadura

Após denunciar os baixos salários pagos a militares durante a ditadura, o então capitão Jair Bolsonaro e a família dele passaram a ser espionados pelo Serviço Nacional de Informações (SNI), que seguiu os passos do atual candidato à Presidência por anos. Como divulgado pelo O Globo, em 1986, o deputado escreveu o artigo "O salário está baixo", no qual reclama dos rendimentos dos cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman). Quando optou por publicar o texto, Bolsonaro sabia que estava desafiando o sistema e temia que a sua carreira fosse “seriamente ameaçada”.

O artigo escrito pelo presidenciável ainda foi usado por partidos como PCB e PCdoB para mobilizar suas bases contra o Exército. Um dossiê de 1989, com 37 páginas, reúne informes do SNI sobre o caso. Atualmente, os documentos integram o acervo do Arquivo Nacional e estão disponíveis para consulta pública desde 2012. Na época, o prontuário 097160-08, que documentou diversos momentos da vida do militar entre 1986 e 1989, foi classificado como "secreto". O primeiro registro é sobre o artigo, que, aliás, resultou em 15 dias de detenção para Bolsonaro...

Sem PT, disputa fica apertada entre Bolsonaro, Marina e Ciro, aponta novo Datafolha

A pesquisa do Datafolha divulgada neste domingo (10) pela Folha de São Paulo também avaliou o cenário sem a participação do PT nas eleições deste ano. Os dados mostram disputa mais apertada no primeiro turno. Jair Bolsonaro (PSL) aparece em primeiro com 19%, Marina Silva (Rede) vem logo atrás com 15% e Ciro Gomes (PDT) chega em terceiro com 11%, Geraldo Alckmin (PSDB) surge em quarto com7%, Álvaro Gomes (Podemos) em quinto tem 4%. O número dos que não têm candidato é superior ao do líder nessa amostragem e chega a 34%.  A pesquisa foi feita entre os dias 6 e 7 de junho passados com margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. ..

MP Eleitoral pede ao TRE suspensão da carreata de Bolsonaro em Salvador (BA) nesta quinta (24)

O Ministério Público Eleitoral ajuizou pedido de providências nesta quarta-feira (23) requerendo que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da Bahia determine a suspensão da carreata em prol do deputado federal e pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro, prevista para ser realizada no fim da manhã desta quinta-feira (24), com saída do aeroporto de Salvador (BA) e suposta participação do político.

De acordo com o documento, de autoria do procurador Regional Eleitoral auxiliar Samir Nachef, a carreata pode configurar propaganda eleitoral antecipada, não devendo ser realizada. O evento vem sendo divulgado por meio de correntes no aplicativo Whatsapp. “A passeata, com participação do pretenso candidato, tem a nítida intenção de demonstrar que o candidato possui amplo apoio do eleitorado, explicitando ao eleitor que o mesmo possui grande “força eleitoral” para lograr êxito na vindoura campanha”, afirma Nachef no pedido...

Bolsonaro diz que ações do MST de invadir terras devem ser tipificadas como terrorismo e tem que ser tratadas com chumbo

Em mais uma declaração contra os movimentos sociais, o pré-candidato do PSL à Presidência, deputado Jair Bolsonaro, disse que as ações do MST e do MTST de invadir propriedades devem ser tipificadas como ações “terroristas”.  "Nós temos que tipificar como terroristas as ações desses marginais (do MST e do MTST"), atacou Bolsonaro, que fez palestra para centenas de empresários na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ). Para ouvir Bolsonaro, que pouco falou sobre como pretende resolver os problemas econômicos do país, cada empresário desembolsou R$ 220, caso não fosse associado à ACRJ. Sócios pagaram R$ 180. Cerca de 300 ingressos foram adquiridos. "Proriedade privada, é privada. É sagrado e ponto final. Invadiu, garantindo que é ato ilegal, chumbo", pregou o deputado. De acordo com ele, é preciso ser “radical” com essas questões. Ele classificou os militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) como “vagabundos e marginais”. O MST disse, por meio da assessoria, que não iria responder aos ataques para “não entrar na agenda de discussão do Bolsonaro”. Já o pré-candidato do PSOL à Presidência e líder do MTST respondeu duramente ao adversário:

"Bolsonaro deveria seguir o conselho dos seus marqueteiros e ficar calado. Além disso, vagabundo é quem recebe auxílio moradia tendo casa própria. E terrorista é quem foi “aposentado” pelo Exército brasileiro por planejar explodir um quartel", disse por meio da assessoria. Questionado sobre questões econômicas, como a alta dos preços dos combustíveis, Bolsonaro disse que a “Petrobras não pode” querer recuperar o que perdeu com a corrupção às custas do consumidor...

Bolsonaro compara execuções do regime militar a 'tapa no bumbum do filho'

O pré-candidato do PSL à Presidência da República, deputado federal Jair Bolsonaro (RJ), comparou as autorizações sumárias dadas pelo presidente Ernesto Geisel para executar opositores do regime militar no Brasil a uma espécie de punição usada por pais contra seus filhos. "Quem nunca deu um tapa no bumbum do filho e depois se arrependeu? Acontece", disse o parlamentar à Rádio Super Notícia, de Belo Horizonte.

Documento escrito pelo diretor da CIA em 1974, William Colby, e revelado na quinta (10/5) afirma que Geisel, quando assumiu o governo, deu continuidade à política de repressão e execução de presos políticos então praticada por seu antecessor, Emílio Médici. Bolsonaro desmereceu o documento da agência americana de inteligência e defendeu a atuação dos militares à época...

Eleições 2018: Bolsonaro vem à Bahia em breve e partido decidirá se terá candidato próprio ao governo do estado 

Wank Medrado já teve nome mensionado como possível candidato ao governo da Bahia, no Palanque de Bolsonaro 

A presidente do PSL, na Bahia, Dayane Pimentel, confirmou ontem (09), em conversa com o Bahia Notícias, que o pré-candidato a Presidência da República, Jair Bolsonaro, deve vir ao estado ainda neste mês de maio, possivelmente à Salvador, sem confirmar a data da visita.

De acordo com Dayane, os detalhes dessa visita ainda estão sendo trabalhados e no momento oportuno será divulgada a data: “Estamos cuidando dos detalhes e logo estaremos anunciando a data, no momento em que Bolsonaro autorizar. Faremos isso por questão de segurança, porque a gente tem inimigos fortes”, justificou.

Indagada se o partido teria candidatura própria ao governo do estado, a presidente do PSL disse que o assunto está sendo discutido internamente e o nome deve ser confirmado antes da chegada de Bolsonaro à capital baiana...

Bolsonaro, seguido por Joaquim Barbosa, lidera pesquisa divulgada neste sábado

A pesquisa Datapoder360, divulgada neste sábado (21) aponta que o deputado Jair Bolsonaro lidera as intenções de voto para presidente da República. O candidato do PSL tem entre 20% e 22%. Em segundo lugar aparece Joaquim Barbosa (PSB) com 13% a 16% das intenções de voto. Já no terceiro aparecem praticamente empatados Ciro Gomes (PDT) com 8,4% e Marina Silva (Rede), com 8,2%.

O estudo aponta ainda Fernando Haddad (PT), com 7,4% das intenções de voto e  Álvaro Dias (Podemos), com 6,3%. Outros 17,3% responderam que votariam branco ou nulo e 8,2% não responderam. A pesquisa DataPoder360 foi realizada nos dias 16 a 19 de abril, por meio de ligações telefônicas (para aparelhos celulares e fixos), e teve 2.000 entrevistas em 278 cidades brasileiras. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. O estudo está registrado no TSE sob o número BR-06596/2018...

ARTIGO - BOLSONARO E O BEZERRO DE OURO

Frustrados nas suas expectativas, após o longo exílio do Egito, os hebreus resolveram construir um “bezerro de ouro”, “um deus que marchasse à sua frente” (Ex. 32, 1), como o único capaz de conduzir o povo pela tortuosa travessia daquele deserto infindo. 

Conforme o citado texto bíblico, foi necessária a intervenção do próprio Deus para que o mesmo povo, por conta daquela escolha precipitada, não viesse a degenerar-se, perdendo sua unidade e caindo nas mãos dos inimigos...

Pesquisa Datafolha aponta Bolsonaro e Marina empatados tecnicamente em cenário sem Lula


Pesquisa Datafolha divulgada ontem pelo jornal Folha de S.Paulo aponta queda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que caiu de 37% para 31% após sua prisão, na semana passada.

De acordo com os números divulgados pelo Datafolha Lula tinha 37% em Janeiro e apareceu com 31% na simulação feita neste domingo, 15 de abril...

Eleitores do pré-candidato Jair Bolsonaro promovem encontro em Petrolina neste sábado (14)

O Grupo denominados 'simpatizantes" do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) participarão de um  encontro neste sábado (14) em Petrolina, a partir das 15h30, na Associação de Moradores do Bairro Areia Branca, próximo ao Bodódromo, na Avenida São Francisco.

O deputado federal Jair Bolsonaro oficializou sua filiação ao PSL no dia 07 de março, no anexo 2 da Câmara dos Deputados. Na ocasião, Bolsonaro justificou sua mudança de legenda – deixou o PSC – por considerar que o PSL é “ó único partido de direita” que o Brasil tem hoje, dentro de um espectro conservador, e afirmou que pretende disputar a Presidência da República nas próximas eleições, em outubro...

PGR denuncia Bolsonaro por 'quilombolas não servem nem para procriar'

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentou na quinta-feira, 12, ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma denúncia contra o deputado federal e pré-candidato do PSL à Presidência da República Jair Bolsonaro (RJ) por racismo praticado contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs. O filho do deputado, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também foi denunciado, por ameaçar uma jornalista. 

De acordo com a denúncia, em uma palestra no Clube Hebraica do Rio de Janeiro, em abril de 2017, o deputado federal, em pouco mais de uma hora de discurso, "usou expressões de cunho discriminatório, incitando o ódio e atingindo diretamente vários grupos sociais". ..

Wank Medrado  está a caminho do PSL e pode ser o candidato a governador no Palanque de Bolsonaro

Wank Medrado deve deixar o MDB para ingressar no PSL, partido de Bolsonaro

Em contato mantido com a redação do Blog Geraldo José, nesta segunda-feira (02), o advogado Wank Medrado confirmou sua saída do MDB, antigo PMDB, e um possível ingresso no PSL, partido que deverá referendar a candidatura de Bolsonaro à Presidência da República. 

A filiação, segundo Wank, pode acontecer ainda esta semana e as conversa giram em torno de uma candidatura sua ao governo do estado, pelo PSL, conforme entendimento com a presidente da legenda na Bahia, Daiane Pimentel. “Eu recebi um convite de Daiane Pimentel, que é a presidente do partido no estado, que me convidou para uma conversa, eu estive em salvador na semana passada e devo voltar quinta-feira para avançar,mas a probabilidade é grande", admitiu.

De acordo com Wank, numa conversa que já está agendada para quinta-feira, em Salvador, “deveremos falar sobre ajustes para uma possível candidatura a governador e montar o palanque que vai referendar a candidatura de Bolsonaro no estado”, explicou...

Em novo partido, Bolsonaro projeta criar a bancada da bala e metralhadora e diz que todo mundo tem um amigo gay

Ao se filiar ao nanico PSL, o deputado e pré-candidato ao Planalto Jair Bolsonaro (RJ) disse que vai se empenhar em eleger o maior número de parlamentares para endurecer leis penais, evitar o desarmamento e garantir maioria no Legislativo. Ele disse ainda a uma plateia de militantes que lotou um auditório da Câmara que tentará levar um maior número de policiais e integrantes das Forças Armadas para o Congresso. "A bancada da bala, chamada assim de forma jocosa, vai se transformar na bancada da metralhadora." 

Bolsonaro ainda afirmou que, caso eleito, deverá nomear para seu ministério o general Augusto Heleno Ribeiro (Defesa), o ex-astronauta Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e o economista Paulo Guedes (Fazenda). Ele também disse que pretende fundir as pastas da Agricultura e do Meio Ambiente. "O ministro de Ciência e Tecnologia hoje não sabe diferenciar gravidez de gravidade", afirmou numa crítica ao ministro Gilberto Kassab. "Eu não sou bom, mas os outros são muito ruins", disse...

Bolsonaro opina sobre intervenção no Rio: 'remendo'

Líder nas intenções de voto para as eleições presidenciais em cenários sem Lula, o ex-capitão do Exército e deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) usou as suas redes sociais para opinar sobre a intervenção federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro. E atirou para todos os lados. De acordo com o parlamentar, que garante apoiar a intervenção federal que repassou a segurança no Estado às Forças Armadas por meio de decreto presidencial, é preciso dar retaguarda jurídica aos agentes, garantindo que nenhum dele será investigado por atitudes cometidas durante o período de intervenção.

"O que falta ao nosso policial militar, civil, federal, agente penitenciário, da Polícia Rodoviária Federal, e passando pelos integrantes das Forças Armadas para cumprir a sua missão é retaguarda jurídica, o excludente de ilicitude em operação. [É] uma garantia que lá na frente não será submetido a uma auditoria militar ou a um tribunal do júri. Só tratando essa questão a partir disso podemos discutir segurança no Rio de Janeiro e no Brasil", opinou. ..

Pesquisa: 40% dos eleitores de Lula no Rio devem migrar para Bolsonaro

Pesquisas realizadas pelo instituto Ideia Big Data revelaram que 40% dos eleitores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP) no Rio de Janeiro devem migrar para o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) nas eleições de outubro deste ano.

No Brasil, a proporção é menor: um a cada dez lulistas devem migrar para Bolsonaro. O Rio de Janeiro é o estado que registra o maior número de pessoas trocando de candidato entre os dois políticos, que possuem propostas opostas...

Bolsonaro processa Jean Wyllys por calúnia e injúria

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) está sendo processado pelo colega Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pelos crimes de calúnia e injúria. Segundo o advogado do presidenciável, Gustavo Bebianno Rocha, a queixa-crime foi apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF), com base em uma entrevista que Wyllys concedeu ao jornal "O Povo", em agosto do ano passado.

Ainda de acordo com a defesa de Bolsonaro, na oportunidade, Jean Wyllys utilizou termos como "fascista", "racista", "burro", "corrupto", "ignorante", "desqualificado" e "canalha" ao se referir ao pré-candidato à Presidência da República, embora não o tenha citado diretamente. Para Rocha, Wyllys deixou claro que se referia a Bolsonaro por mencionar seu antigo partido, o PP, e por destacar que muitas pessoas o chamam de "mito". "A ação, deliberada e gratuita, revelou uma vontade específica de magoar e ferir o amor-próprio do parlamentar", considerou o advogado...

Equipe de Bolsonaro quer dono da Riachuelo como vice, diz colunista

Integrante do projeto "Brasil 200", que demanda agenda de liberalismo político e conservadorismo nos costumes, o presidente da Riachuelo, Flávio Rocha, está em conversas com a equipe de Jair Bolsonaro para se tornar vice na campanha presidencial do deputado. Segundo o jornal O Globo, o mentor econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes, tem se encontrado com o empresário a fim de convencê-lo a fazer parte da chapa do parlamentar.

Na semana passada, no entanto, Rocha chegou a dizer que não há entre os possíveis presidenciáveis um projeto que se apresente como liberal na economia e conservador nos costumes. Ao falar sobre Bolsonaro para o jornal O Estado de S. Paulo, o dono da Riachuelo afirmou que o deputado possui em seu projeto demandas conservadoras nos costumes mas, por outro lado, traz "ideias estatizantes" na economia...

TSE nega retirada de outdoors de Bolsonaro no interior da Bahia

O vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, negou pedido de liminar do Ministério Público Eleitoral que solicitava a retirada de outdoors com suposta propaganda eleitoral em favor do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no interior da Bahia. Na representação, o MPE afirma que as peças estariam sendo replicadas em publicações nas redes sociais. O outdoor, com uma foto de Bolsonaro, leva o texto "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos. Bolsonaro. Pela honra, moral e ética. Paulo Afonso - BA". 

Na decisão, Fux, que assume a presidência da Corte Eleitoral no dia 6 de fevereiro, cita trecho da lei que determinou que casos com menção à pretensa candidatura e exaltação das qualidades pessoais dos pré-candidatos não se configuram como propaganda eleitoral antecipada. O ministro do TSE baseia a argumentação na nova Lei das Eleições, alterada pela reforma eleitoral de 2015...

Bolsonaro sugere que Lula pedirá asilo à Etiópia após julgamento

Um dos principais adversários do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa de outubro, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) usou as redes sociais para dizer que o petista estaria planejando morar na Etiópia para se livrar de uma eventual punição, caso seja condenado em segunda instância pelo caso do Triplex no Guarujá. Em um vídeo divulgado em suas páginas, o presidenciável afirma que uma autorização para assessores de Lula viajarem para o país africano foi publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (16).

“O Lula não precisa de autorização para sair do Brasil, é um cidadão como outro qualquer. Agora o curioso: o julgamento do mesmo ocorrerá dia 24. Estaria Lula preparando uma saída estratégica temendo uma condenação via TRF4?”, questiona Bolsonaro...