RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 1650 registros para a palavra: bolsonaro

Bolsonaro tem 26%, Haddad e Ciro vão a 13%, diz Datafolha

Fisicamente fora da campanha eleitoral desde que foi esfaqueado no dia 6, Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida à Presidência com 26%, segundo nova pesquisa do Datafolha. Na semana em que foi oficializado candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad viu sua intenção de voto subir de 9% para 13%. Está empatado numericamente com Ciro Gomes (PDT), que manteve sua pontuação, e na margem de erro também com Geraldo Alckmin (PSDB), que oscilou de 10% para 9%.

Em curva francamente descendente está Marina Silva (Rede), que caiu de 11% para 8% e hoje tem metade das intenções de voto que tinha quando sua candidatura foi registrada em agosto. O levantamento foi feito entre quinta (13) e sexta (14), ouvindo 2.820 eleitores em 187 cidades, com uma margem de erro de dois pontos para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pela Folha de S.Paulo e pela Rede Globo...

Rede desautoriza apoio a Bolsonaro e adverte Julio Lossio

O ex-prefeito de Petrolina e candidato a Governador de Pernambuco havia sinalizado, ontem  quarta-feira (12), através da aliança com o coronel Meira, um apoio a Bolsonaro num possível segundo turno. O objetivo seria repassar o eleitorado do capitão da reserva para o representante da Rede. A aliança foi costurada por Gilson Machado, nome de Bolsonaro no Estado. Órfãos de um apoiador do presidenciável do PSL no Estado, os militantes acharam em Lóssio um nome para representar Bolsonaro.

Leia a nota, na íntegra: ..

Bolsonaro passa bem após nova cirurgia, diz hospital

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, foi submetido no final da noite desta quarta-feira (12) a uma cirurgia para correção de aderência na região abdominal. Após mais de uma hora de operação, o Hospital Albert Einstein informou na madrugada desta quinta-feira (13) que o procedimento foi “bem-sucedido”.

A assessoria do hospital informou ainda que maiores detalhes serão fornecidos nesta quinta-feira por volta das 10h em um novo boletim médico. A cirurgia foi acompanhada pela mulher de Bolsonaro, Michelle, que está em São Paulo, e por assessores...

Bolsonaro passa por cirurgia de emergência

O candidato à presidência Jair Bolsonaro, do PSL, passa por cirurgia neste momento (23h30) para tratar uma aderência que está obstruindo seu intetino delgado, segundo boletim médico divulgado há pouco pelo Hospital Albert Einstein, onde está internado desde o último sábado, dia 7. Bolsonaro "evoluiu agora com distensão abdominal progressiva e náuseas, foi submetido a uma tomografia de abdômen". O exame mostrou a presença da obstrução e a indicação foi o tratamento cirúrgico.

Durante a tarde desta quarta-feira (12), Bolsonaro teve náuseas e distensão abdominal. O paciente passou por uma tomografia, que apontou a obstrução. No boletim da manhã, os médicos informaram a suspensão da alimentação oral por causa do surgimento da distensão abdominal (inchaço do abdômen provocado por ar e que é consequência da redução do movimento do intestino). Desde então, ele vinha recebendo alimentação pela veia. ..

Ciro diz que sai da política se Bolsonaro vencer

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, disse que em caso de eleição de Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas de intenção de votos, ele sairá da política e não integrará oposição a ele. "(Se Bolsonaro ganhar) Eu vou desejar boa sorte a ele, cumprimentá-lo pelo privilégio e depois eu vou chorar com a minha mãe. Eu saio da política. A minha razão de estar na política é amor, paixão, confiança. Se nosso povo por maioria não corresponder, vou chorar".

Em sabatina no jornal "O Globo", o pedetista foi questionado sobre sua relação com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sobre por que ainda não foi visitá-lo na prisão, em Curitiba, onde está desde abril. Ciro afirmou que tentou em diversas instâncias e recorreu até o Superior Tribunal de Justiça para vê-lo. 

"Não visito Lula hoje porque não é mais oportuno. Mas pedi à juíza de Execuções Penais, recorri ao Tribunal Regional, ao STJ, que demorou demais. Depois o critério mudou: botaram o Lula para decidir quem poderia ir, mas até hoje não fui distinguido com essa honra"...

IBOPE: Bolsonaro lidera, seguido pelo quarteto Ciro, Marina, Alkmin e Haddad


Pesquisa de intenção de votos divulgada há pouco pelo Ibope, apontou novos números do Instituto para a corrida presidencial. Sem o nome de Lula, que já teve nome substituído por Fernando Haddad, Bolsonaro lidera com 26% das intenções, seguido por Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (REDE), Alkmin (PSDB) e Haddad (PT), que mantém empate técnico na corrida para o segundo turno.

No quesito rejeição, Bolsonaro lidera com folga, com 41%, seguido por Marina Silva, com 24%, Haddad 23%, Alkmin 19% e Ciro com 17% ...

Após ataque, Bolsonaro tem 30% das intenções, mas vê rejeição passar de 50%

Após ser vítima de uma facada durante campanha eleitoral em Juiz de Fora (MG), o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) atingiu 30% das intenções de voto, segundo pesquisa BTG/FSB divulgada nesta segunda-feira (10/9).

Na pesquisa espontânea (quando os nomes dos candidatos não são mostrados para os entrevistados), Bolsonaro tem 26%. A rejeição do candidato também parece ter subido: chega a 51%. ..

Hospital diz que Bolsonaro terá de fazer nova cirurgia; estado ainda é grave

O hospital Albert Einstein divulgou na manhã desta segunda-feira (10) um novo boletim médico sobre as condições clínicas de Jair Bolsonaro. Segundo o documento, o estado de saúde do candidato à Presidência da República “ainda é grave”.

Os médicos afirmam que Bolsonaro precisa continuar “em terapia intensiva” e avisam que “será necessária nova cirurgia de grande porte posteriormente, a fim de reconstruir o trânsito intestinal e retirar a bolsa colostomia”...

Imagem forte: Foto da cicatriz de Bolsonaro é divulgada após "fake news"

O senador Magno Malta (PR) divulgou nas redes sociais uma foto que mostra a cicatriz da cirurgia deputado federal e candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). O registro mostra o corte feito pelos médicos da Santa Casa de Juiz de Fora. O parlamentar decidiu divulgar a imagem após internautas levantarem dúvidas sobre a veracididade do atentado contra o presidenciável, na última quinta-feira (6). “Isso é mentira, teatro, canalhas?”, questionou o senador. 

De acordo com o médico Luiz Henrique Borsato, da equipe que atendeu Bolsonaro na Santa Casa de Juiz de Fora, o candidato não deverá ter alta hospitalar antes de "uma semana ou 10 dias". O presidenciável fez uma colostomia temporária para evitar uma infecção no intestino grosso. O procedimento encaminha as fezes e os gases do intestino grosso para uma bolsa fora do corpo, na região abdominal...

Agressor de Bolsonaro é transferido de MG para presídio em Mato Grosso do Sul

Adélio Bispo de Oliveira, que deu uma facada em Jair Bolsonaro deixou Juiz de Fora, em Minas Gerais, por volta das 7h55 deste sábado (8) para o presídio federal de Campo Grande. Segundo a GloboNews, ele foi levado em um avião da Polícia Federal.

A transferência foi determinada pela Justiça Federal durante a audiência de custódia, na tarde desta sexta (7). Adélio Bispo foi preso pela Polícia Militar de Minas Gerais logo após Bolsonaro ser atacado em Juiz de Fora e confessou ser o autor da facada no candidato...

Filho diz que Bolsonaro não deve voltar a fazer campanha nas ruas e ataca a imprensa

Filho do presidenciável Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (7), em um vídeo ao vivo veiculado no Facebook, que o pai não deve voltar a fazer campanha nas ruas. "Ele está numa situação delicada e com dificuldade de falar. [...] Mas podem ter certeza de uma coisa: ele está lá se recuperando, provavelmente não consegue mais ir para as ruas nessa campanha. Ele não pode ir às ruas, mas nós podemos", disse.

O candidato à Presidência do PSL foi atacado com uma faca em Juiz de Fora (MG), onde foi submetido a uma cirurgia na Santa Casa da cidade. Nesta sexta (7), um dia após o ocorrido, Bolsonaro foi transferido para o hospital Albert Einstein, em São Paulo...

ONU apela para que diferenças políticas no Brasil não sejam resolvidas pela violência

Após ataque ao candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, e diante de um clima de tensão política, o Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos apela ao “diálogo” no Brasil. Bolsonaro foi esfaqueado na quinta-feira, 6, quando participava de uma agenda de campanha em Juiz de Fora (MG). Líder nas pesquisas de intenção de votos, Bolsonaro era carregado na região central da cidade quando foi golpeado na altura do abdome por seu agressor, identificado como Adelio Bispo de Oliveira, de 40 anos, que foi preso. “Soubemos do ataque ao candidato ontem (quinta-feira)”, disse Ravina Shamdasani, porta-voz do Alto Comissariado da ONU, durante uma coletiva de imprensa em Genebra nesta sexta-feira. “Entendemos que ele está se recuperando e nossos pensamentos estão com ele e sua família. Também entendemos que o incidente está sendo investigado”, afirmou Ravina.

O atentado teve uma ampla repercussão na imprensa internacional, que destacou o clima de tensão e ódio durante a campanha eleitoral no Brasil. Além do ataque contra Bolsonaro, incidentes com caravanas do PT e mesmo a morte da vereadora Marielle Franco foram citados como exemplos do clima de violência no País. “Pedimos que quaisquer diferenças em opiniões políticas sejam resolvidas pelo diálogo, e não pela violência, em qualquer ambiente eleitoral. E o Brasil não é uma exceção”, apelo Ravina. Na quinta-feira, o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, disse ao Estado estar “muito preocupado com a crescente intolerância” no País. Para Silva e Luna, essa intolerância está causando “apreensão a todos que têm responsabilidade com a garantia da estabilidade das instituições, da lei e da ordem”. ..

Atentado: Para especialistas, Jair Bolsonaro tende a ser visto como vítima, reduzindo sua alta taxa de rejeição

Líder nas pesquisas de intenção de voto sem o petista Luiz Inácio Lula da Silva na corrida presidencial, Jair Bolsonaro (PSL) tem mais chances de subir a rampa do Planalto depois do atentado sofrido ontem em Juiz de Fora (MG), afirmam analistas. “Simbolicamente, ele fica fortalecido, e os ataques a ele podem se reduzir”, diz Maria Tereza Sadek, professora de Ciência Política da Universidade de São Paulo (USP).

 “Ele ganha votos por simpatia e pena”, explica David Fleischer, professor de Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB). Na avaliação do professor, as chances que aumentam são de vitória no segundo turno, pois a possibilidade de Bolsonaro chegar à etapa final era praticamente certa antes da agressão, segundo as pesquisas...

Após ser esfaqueado, Bolsonaro fala pela primeira vez: 'Somos mortais'

Após ter levado uma facada durante um ato de campanha nas ruas de Juiz de Fora (MG), na tarde dessa quinta-feira (6), Jair Bolsonaro (PSL), candidato à Presidência da República, falou pela primeira vez depois do ocorrido. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o candidato ao Senado Magno Malta (PSL) fazendo uma oração pela recuperação de Bolsonaro. 
 
"Estamos aqui agradecidos porque o Senhor poupou a vida dele. Vamos vê-lo de pé muito rapidamente. Os médicos vão se assustar com a intervenção do Senhor, que está acima do remédio e do médico. Declaramos essa vitória", proferiu Magno Malta, enquanto Bolsonaro, acamado, ouvia a oração.

Com dificuldades para falar, Bolsonaro agradeceu à equipe médica e a Deus por estar vivo. Ele também disse ter ficado preocupado com o atentado logo depois de ser esfaqueado. "Parecia apenas uma pancada na boca do estômago. Mas a dor era insuportável. Parecia que tinha algo mais grave acontecendo", relembrou...

Imprensa internacional repercute ataque a Bolsonaro em Minas Gerais

Diversos jornais internacionais repercutiram o ataque a faca sofrido pelo candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira (6/9). Quase todas as publicações apresentam o deputado como o candidato da extrema-direita brasileira.

O Clarín, da vizinha Argentina, dedicou boa parte da capa de seu portal às notícias relativas ao ataque — ocorrido na cidade de Juiz de Fora (MG). Com letras vermelhas, a manchete diz: "Violência na campanha eleitoral". Há ainda uma outra reportagem que apresenta o suspeito do ataque, Adelio Bispo de Oliveira, como um "ativista"...

Presidenciáveis repudiam ataque contra Jair Bolsonaro

Após o ataque com uma faca ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), outros candidatos à Presidência da República lamentaram o incidente. Candidato a vice na chapa do PT ao Planalto, Fernando Haddad classificou como "absurdo" e "lastimável". "Nós, democratas, temos que garantir o processo tranquilo e pacífico e reforçar o papel das instituições", declarou Haddad, ao ser informado sobre o episódio, durante entrevista ao canal MyNews.

Pelo Twitter, o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, classificou o ataque como uma "barbárie" e disse exigir "que as autoridades identifiquem e punam o ou os responsáveis". "Acabo de ser informado em Caruaru, Pernambuco, onde estou, que o Deputado Jair Bolsonaro sofreu um ferimento a faca. Repudio a violência como linguagem politica, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam o ou os responsáveis por esta barbárie."..

Após facada, Jair Bolsonaro é operado em Minas Gerais

Após sofrer um ataque a faca durante um ato de campanha em Juiz de Fora, em Minas Gerais, o deputado federal Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência, passa por uma cirurgia, segundo informações de sua assessoria. De acordo com as primeiras informações, o ferimento teria atingido o fígado do parlamentar.

Bolsonaro estava sendo carregado por apoiadores quando fez uma expressão de dor e foi retirado do local. O deputado foi retirado do local às pressas, em um carro da Polícia Federal, e levado para a Santa Casa de Misericórdia. Ao chegar ao hospital, ele fez um ultrassom, quando foi identificada a necessidade de cirurgia. Bolsonaro era acompanhado por segurança da Polícia Federal e usava um colete à prova de balas no momento do ataque...

PF abre inquérito para investigar atentado contra Bolsonaro em Juiz de Fora

A Polícia Federal (PF) divulgou nota nesta quinta-feira (6) para informar que abriu inquérito para investigar o atentado contra o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, em Juiz de Fora (MG). O presidenciável foi atacado com uma faca durante um ato de campanha no centro da cidade da zona da mata mineira.

No comunicado, a assessoria da PF afirma que Bolsonaro estava sendo escoltado na agenda eleitoral em Juiz de Fora por policiais federais. O agressor, segundo a Polícia Federal, foi preso em flagrante e conduzido para a sede da corporação na cidade...

Bolsonaro é esfaqueado durante ato de campanha em Minas Gerais;Veja o vídeo

O candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, foi agredido durante um ato de campanha, em Juiz de Fora (MG), nesta tarde (6). A assessoria da Polícia Militar de Minas Gerais confirmou que o candidato foi retirado do local por populares e levado para atendimento em Hospital Santal Casa em Juiz de Fora e que uma pessoa foi detida.

Em sua conta no Twitter, o filho de Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, escreveu há pouco que seu pai foi esfaqueado, mas não corre risco de morte. "Jair Bolsonaro sofreu um atentado agora em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdômen. Graças a Deus, foi apenas superficial e ele passa bem"...

Pesquisa IBOPE: Bolsonaro lidera e Marina ou Ciro disputariam vaga no segundo turno

Pesquisa divulgada nesta quarta-feira (5), pelo IBOPE, apontou o nível de intenção de voto dos candidatos à Presidência da República.

Na pesquisa, conforme nota divulgada pelo IBOPE, o nome de Lula foi excluído, em função de decisão do TSE que indeferiu o registro da sua candidatura...