RedeGN - Espaço do Leitor

Outros Destaques

Política

Espaço do Leitor

Artigo: Carta aberta em defesa da cultura gonzagueana e o engenho da arte

Em uma carta aberta destinada aos políticos pernambucanos, o jornalista local, Ney Vital, pós-graduado em ensino de comunicação social e membro do Conselho de Cultura do Parque Asa Branca/Museu do Gonzagão faz uma cobrança sobre a valorização da cultura nordestina, com a criação de um diálogo sobre a programação da Semana Gonzagueana de Cultura, em Exu, no Sertão do Araripe. Para ele, os governos federal e estadual vêm deixando de lado o setor cultural que envolve a tradição gonzagueana. Confiram a carta na íntegra.

A cultura gonzagueana e o engenho da arte..

Espaço Leitor

Artigo: A solicitude é humana

A solicitude talvez seja uma das mais agradáveis atitudes da relação humana; comportamento percebido nos que ainda exaltam o bem como parte indispensável entre as relações e o respeito como a principal essência da vida coletiva.

Tratar o outro como gostaria de ser tratado pode até ser considerado um ato de sensatez, mas quando esse tratamento diverge da resposta esperada por alguma das partes o recíproco dará lugar ao inesperado, o que pode provocar resultados desastrosos...

Espaço Leitor

População denuncia queima de lixo em terrenos baldios no N-11, em Petrolina: "Comprometendo a saúde dos moradores"

A queima de lixo em terrenos baldios vem causando incômodo aos moradores do N-11 do Projeto de Irrigação Senador Nilo Coelho, na zona rural de Petrolina. De acordo com os comunitários, a queima acontece geralmente às 1h30 da madrugada, entre as ruas D e da Amizade, como também na área do canal. A foto acima, registrada pela manhã, aponta um dos locais onde a queima acontece.

"[A queima vem] comprometendo a saúde dos moradores (crianças, idosos) pela fumaça e mal cheiro. Impedido de dormir direito, afetando a qualidade de vida dos moradores dessas ruas, principalmente agora em tempos difíceis de pandemia, afetando a respiração, provocando falta de ar, dor de cabeça e enchaceca e agravando a saúde de outros que sofre de problemas respiratórios", diz um comunicado enviado pelos moradores...

Da Redação RedeGN

Macondo do Vale: “O incesto político”

MACONDO DO VALE é uma comunidade de talentos das mais diversas artes, música, teatro, cinema, literatura, poesia, artes plásticas, escultura, dança, oratória, novelas de rádio e uma rica mitologia. É berço de músicos famosos e inovadores, com premiações e reconhecimento internacionais. No esporte é destaque, principalmente com a bola nos pés e conquista olímpica.

Na economia desponta como grande polo produtor e exportador de frutas, contribuindo bastante com a balança comercial. Em matéria de urbanismo, entretanto, Macondo do Vale não é, nunca foi e não parece ter qualquer vocação como referência em planejamento. Ao contrário, prima pela cultura do improviso, com crescimento desordenado e caótico. Macondo tem uma rixa com seu patrimônio histórico, demolindo acervos artísticos e arquitetônicos, como os belos camarotes e parapeitos de sua orla fluvial...

Espaço Leitor

ARTIGO - Velho Chico: O grande homenageado!

O Rio, Juazeiro/Petrolina e o parreiral Salve, salve 4 de outubro de 1501! Nessa data, há 520 anos, o navegador genovês Américo Vespúcio, ao se encantar diante do esplendor da foz daquele rio belíssimo, batizou-o com o nome do Santo do Dia, ou seja: SÃO FRANCISCO. Não imaginava o navegador, contudo, que aquelas águas encerravam no Oceano Atlântico uma brilhante trajetória de 2.863 Km, iniciada após a sua nascente histórica na Serra da Canastra, no município de São Roque de Minas, centro-oeste de Minas Gerais.

A partir daí segue no seu curso garboso e altaneiro através dos Estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, e entre os Estados de Sergipe e Alagoas, onde conclui no Oceano todo o seu percurso, após passar por 521 municípios...

Artigo: Dia do Nordestino

Dia 8 é comemorado do dia do Nordestino. Mas o que é ser nordestino? Talvez a gente nunca se faça essa pergunta. Apenas somos. Nascemos na região denominada de Nordeste e por isso nos autointitulamos ou nos chamam de nordestinos. Mas, quais seriam as características comuns desse povo? Os símbolos? Os hábitos, os aspectos culturais etc... Talvez a minha condição de professor, pesquisador e sociólogo tenha me feito, algumas vezes, parado para refletir ou tentado entender o significado de ser nordestino.

Para o historiador Durval Muniz de Albuquerque Jr, autor de um importante trabalho de pesquisa sobre essa região, a ideia de Nordeste não passa de uma invenção. Uma criação humana. O livro dele, resultado de uma tese de doutorado, se chama, inclusive: A invenção do Nordeste e outras artes. E diz que a criação dessa região atendeu aos interesses das oligarquias políticas e das classes economicamente bem sucedidas que dominavam essas terras no final do século XIX e início do século XX. Esses grupos contaram com o apoio de artistas e intelectuais como escritores, poetas, romancistas, cantores e todas as suas manifestações artísticas como a música, a literatura, a artes plásticas, o cinema etc. ..

Espaço Leitor

Tapando a poeira com a peneira

As tempestades de areia têm se tornado cada vez mais constantes no interior de São Paulo. Pior, às vezes elas vem com fuligem da palha da cana queimada ou até mesmo com fogo. Esses dias tivemos as quatro primeiras vítimas humanas desse fenômeno, e com elas cerca de 100 cabeças de vaca. Enfim, vidas humanas e de outros animais já começam a ser sacrificadas no altar da devastação.

Porém, essa não é uma exclusividade do interior paulista. Aqui em Juazeiro da Bahia grande parte da cidade ainda é brindada com fuligem de cana na época da queima da palha, um problema que atravessa anos a fio e até hoje não foi resolvido, mesmo já existindo uma legislação ambiental específica para o assunto...

Espaço Leitor

Notícia crime é apresentada ao MP-BA apontando supostas irregularidades com empresa responsável por concurso da Educação em Juazeiro

Uma notícia crime cível, direcionada ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), apresenta supostos indícios de irregularidades contra o Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib), empresa responsável pelo concurso público dos professores da Prefeitura de Juazeiro, conforme destacou uma leitora da RedeGN, cujo nome será preservado a pedido da mesma, ao entrar em contato com a nossa redação.O certame está ofertando mais de 500 vagas destinadas ao provimento de cargos do quadro pessoal da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc) e, também, para formação de cadastro reserva.

"Ao que parece a Prefeitura Municipal de Juazeiro terá de prestar mais um esclarecimento a sociedade e aos órgãos fiscalizadores, desta vez trata-se da contratação de empresa que realizará concurso público já com inscrições abertas na cidade, sendo que os indícios de irregularidade são bastante fortes. Já se fala, inclusive, em possível instauração de inquérito para apuração dos fatos, com elementos que indicam a necessidade de suspensão da execução do concurso para evitar danos aos candidatos. Segundo as informações, o Ministério Público da Bahia - Promotoria de Juazeiro, já teria se atendado as possíveis irregularidades do Processo, com a contratação direta da empresa através de dispensa de licitação, e ainda, pairam severas dúvidas quanto a idoneidade da Contratada que receberá diretamente os valores relativo as inscrições realizadas, sendo que nenhum valor passará pelos cofres municipais, mesmo se tratando de um concurso público", destaca a leitora, no trecho inicial do seu artigo...

Da Redação RedeGN

Artigo: Saí sem o celular

Os sábados estão se tornando dias enfadonhos. Um misto da ausência objetiva do que fazer (não ter expediente no trabalho), acrescido de outras preocupações comezinhas (consertar o carro, comprar a carne), atrelados a outras tantas permanentes (dívidas, futuro, incertezas, pecados, faltas morais).

Por outro lado, para uma pequena minoria, esses problemas não fazem sentido, pois simplesmente não lhes afetam, ou lhes dizem respeito, não importa o expediente (pois garantido na estabilidade de um bom salário, ou no próprio negócio que lhe faz dono de si e de lucros, sem agruras), muito menos as coisas comezinhas (pois tem quem as supra) e, claro, pelas outras coisas permanentes (pois, ou não existem e, quando existem, é possível vários sábados para aplacá-las), sim, vários sábados!..

Espaço Leitor

Paciente na iminência de perder a perna aguarda transferência para o Hospital Regional, que nega regulação, diz filho. Veja o vídeo 

Em apelo encaminhado à redeGN, Francisco José, morador do Bairro Castelo Branco, em Juazeiro, pede uma ação de urgência na regulação do paciente José Tavares Silva (foto), que segundo ele está na eminência de perder uma perna, após já ter amputado parte do pé.

De acordo com Francisco José, que é filho do paciente, o Hospital Regional já negou duas vezes a regulação, enquanto o paciente sofre e a família está apreensiva com o que possa acontecer...

Redação redeGN

ESPAÇO DO LEITOR: Desabamento da Casa dos Artífices Juazeirenses: um evento mais numa crônica de morte anunciada

Foto: Laís Lino

A leitura é longa, já lhes aviso. E me desculpo por não ser sucinto, mas não há tempo para sê-lo...

Foto: Laís Lino

Artigo: Meu nome é Saul e tenho uma história para contar

Colocaram um banco voltado para o coreto logo ali no lado mais próximo da Santa Casa. Por favor, camarada, sente aqui comigo. Tenho uma história para contar. 

Meu nome é Saul e das inúmeras coisas que fiz, de jogador do Veneza a Presidente da Liga Desportiva Juazeirense, de operário da Navegação a Presidente do Partido da União Trabalhista, poucas amei como a Sociedade dos Artistas Juazeirenses. ..

Espaço Leitor

Juazeiro: Morador reclama de falta de água no Rodeadouro, neste final de semana

Rafael Moreira, morador da comunidade do Rodeadouro, em Juazeiro, encaminhou email à redação da redeGN reclamando da falta de água no povoado neste final de semana.

"Moro no rodeadouro, e venho fazer uma reclamação. Desde sábado, a comunidade do rodeadouro está sofrendo com a falta de água. O rodeadouro é um ponto turístico, e sofreu muito com a pandemia. E não é possível que continuemos a sofrer, desta vez sem água em nossas torneiras...

Da redação redeGN

Artigo: “Nada não está tão ruim...”

“...que não possa piorar”. Embora seja um ditado popular, com sentido e conotação específica, a sua escolha como tema, nesta oportunidade, decorre do fato de que o Brasil passa por um momento trágico da sua história, e não poderia ser mais inadequada e infeliz a sua citação em discurso pelo Presidente da República, nesta semana. Isso porque num período de dor e sofrimento pela perda de milhares de brasileiros para o COVID-19, com uma forte carga emocional causada pela falta de emprego e alimento, e uma saúde cheia de carências, seria de se esperar do Chefe do Estado brasileiro, palavras de fé, confiança e otimismo para a superação das dificuldades, nunca afirmar, com ar de indiferença, que ainda pode piorar muito mais!

Embora, aquilo que foi dito, apenas corrobora frases já enunciadas pelo Presidente em outras ocasiões graves da Pandemia, que merecem ser relembradas: a) “Vamos encarar a realidade. Todos nós vamos morrer um dia”; b) “Estão superdimensionando o poder desse vírus”; c) “Não sou coveiro”; d) Sobre a vacina, em 17/12/20: “Se você virar um chi... virar um jacaré, é problema de você, pô. Não vou falar outro bicho, porque vão pensar que eu vou falar besteira aqui, né?”; entre outras expressões minimizadoras e divergentes diante de uma realidade atroz para o País...

O circo está armado 

Uma das expressões mais usadas no Brasil, 'armar o circo', é na verdade uma característica de situações mal resolvidas, seguidas de inevitáveis constrangimentos, tanto para quem arma quanto para os envolvidos no contexto.

Dependendo da região, o ato de provocar barulho e confusão é denominado como um 'escarcéu', 'arruaça' e 'barraco', manifestações que acontecem geralmente quando algo não está de acordo com o ponto de vista daquele, ou daqueles, que, por algum motivo, sentem-se prejudicados ou no dever de defenderem o que consideram certo. ..

Espaço Leitor

Artigo - Nem o céu, nem o inferno

Nesses últimos dias pairaram em mim muitas inquietações. Fiquei mexido por dentro em razão do desvalor que alguns conterrâneos adjetivam a cidade em que nascemos e escolhemos para viver, enaltecendo a cidade vizinha de Petrolina como forma de depreciar Juazeiro e seu povo, estabelecendo uma constante carência de aceitação ao nosso torrão.

Não preciso de referência política para falar a verdade e reconhecer que o "certo é certo, o errado é errado" (lembrança do xerife da Maringá). Neste sentido, logo afirmo que Petrolina é mais desenvolvida do que Juazeiro e os políticos de lá são mais influentes do que os de cá. Mas o município pernambucano está longe de abrigar em seu espaço geográfico uma cidade escandinava ou um país nórdico, cujas características são os bons índices econômicos e sociais e a igualdade entre as pessoas...

Texto do presidente do Conselho Municipal de Juventude de Juazeiro, em alusão à Campanha Setembro Amarelo

"Criar esperança por meio da ação", esse é o tema de 2021 da Campanha Internacional de Prevenção ao Suicídio, que acontece no dia 10 de setembro. Data que inspirou a criação do 'Setembro Amarelo' no Brasil.

"Em setembro de 1994, nos Estados Unidos, o jovem de 17 anos, Mike Emme, cometeu suicídio. Ele tinha um Mustang 68 amarelo e, no dia do seu velório, seus pais e amigos decidiram distribuir cartões amarrados em fitas amarelas, com frases de apoio para pessoas que pudessem estar enfrentando problemas emocionais". Daí surge o uso do amarelo em setembro, na campanha de prevenção ao suicídio.

Já passaram na orla de Juazeiro? A natureza está amarela. Uma coincidência que nos faz lembrar desse tema tão delicado que é o suicídio...

Artigo: Impacto da pandemia na saúde mental e doenças do coração

Após um ano e meio de pandemia no Brasil, é chegada a hora de avaliar o impacto desse período de tantas dores e incertezas na saúde dos brasileiros. O risco de contaminação pela Covid-19 mudou inesperadamente a nossa vida. 

O distanciamento social e a consequente limitação do convívio e da liberdade de ir e vir, indicado por governos e instituições de saúde no mundo inteiro, necessário para evitarmos um problema maior, que seria uma crise na saúde, sem assistência adequada, suscitou outra preocupação: as consequências dessa realidade para a saúde mental.  ..

Moradora pede limpeza de matagal por trás do Complexo Policial em Juazeiro (BA)

Venho por meio do blog solicitar da Sesp - Secretaria de Serviços Públicos da prefeitura de Juazeiro através do secretário Charles leal que em caráter de urgência o mesmo envie um trator, ou uma máquina para realizar o desmatamento e limpeza desta área que fica por trás do Detran, IML e Complexo Policial de Juazeiro.

À noite os meliantes estão se escondendo no matagal e assaltando os transeuntes a exemplo de senhoras, trabalhadores e alunos que passam pelo local. Nem a presença do Complexo Policial tem inibido a ação dos meliantes. Pedimos providências urgentes...

124 anos da Sociedade 28 de Setembro

A 28 de Setembro é um patrimonio histórico e Centenário de Juazeiro da Bahia. Sociedade 28 de Setembro a nossa  Setembrina.

Fundada em 1928 pelo saudoso Saul Rosas, a Sociedade Beneficente dos Artífices Juazeirenses conseguiu a época unificar o operariado local e influenciar vida social, política e administrativa da cidade...

Coletivo individualista homenageia Matheus Moura, filho, aluno, amigo e ciclista querido por todos

Quanto custa uma paixão? Infelizmente para Matheus Moura (Matheuzinho) que aos 22 anos de vida, em plena vida curtia a sua magrela, paixão avassaladora que o preenchia de alegrias e amigos, custou-lhe o seu bem mais precioso, que o transformava em uma pessoa especial, impar, festejado e admirado por onde distribuía seu sorriso largo e confortante, uma criança em sua inocência.

Muitos falam em responsabilidades nesses momentos de dor, responsabilidades individuais. Quem foi o responsável por tamanha covardia? Atropelar um ciclista em pleno acostamento e ainda por cima não prestar socorro e evadir-se do local do fato com a ajuda de outras pessoas, sendo que quem realmente precisava de ajuda era o Matheus e seu companheiro de pedal!..

Espaço Leitor

Artigo - Pensamento nosso de cada dia

Estava aqui pensando, em um episódio interessante que acontece em quase todos os lugares aonde chego, que o diálogo terapêutico entre as pessoas está cada vez mais raro.

Para simplificar, considero o diálogo terapêutico a uma boa conversa capaz de trazer resultados positivos entre os indivíduos. Por isso, não custa dizer que, o sistema de convivência do ser humano com a internet está em crise, porque evidências no dia a dia deixam nítido a busca neurótica por Wi-Fi...