RedeGN - Espaço do Leitor

Outros Destaques

Especial Coronavírus

Acompanhe o mapa do COVID-19 em tempo real em nossa página especial.

Espaço do Leitor

ARTIGO: Volta às aulas antes da vacina: sim ou não?

Desde que teve início a pandemia originada pelo novo coronavírus, o isolamento social como forma de contenção da propagação da covid19 tem se mostrado estratégia eficaz e segura. Enquanto não se desenvolvem medicamentos ou uma vacina contra o vírus, ficar em casa, com o mínimo contato social possível tem sido o novo normal.

Nesse contexto, e dada a duração da pandemia, pais, responsáveis, alunos, professores, dirigentes educacionais, sindicatos, têm buscado alternativas para que o calendário escolar tenha continuidade e que a aprendizagem não sofra prejuízos. Assim, configurou-se o ensino remoto que vem possibilitando, ainda que de forma controversa, o seguimento do ano letivo...

Artigo – “Renda Brasil” recebe cartão vermelho!

Qualquer gesto extremo de violência ou atitudes reprováveis praticadas por atletas, técnicos e dirigentes, em algumas modalidades de jogos, principalmente no futebol, a forma encontrada pelas leis esportivas para estabelecer a disciplina e reprimir esse tipo de comportamento julgado inadequado pelo árbitro do evento, é a punição com o: CARTÃO VERMELHO! Às vezes ele é precedido do Cartão Amarelo, que significa uma primeira advertência e um alerta de que na reincidência haverá a sua exclusão da partida.

Fora do esporte, por analogia, sempre acontecem fatos atípicos que sugerem decisões rigorosas desse nível. Provavelmente, porém, nunca passou pela cabeça de qualquer mortal desse nosso Brasil, de que o Presidente da República fosse capaz de utilizar desse recurso para ameaçar de maneira genérica, de possível exclusão, e em declaração pública, qualquer membro da sua equipe e integrante do Ministério mais técnico e importante da Administração: o Ministério da Economia! A forma dura e indireta como se pronunciou, gerou tanto susto e inquietação, que foi chocante ouvir as palavras quase chorosas do Ministro Número 1, o Paulo Guedes, ao se apressar em responder aos repórteres: “Não, o Cartão Vermelho” não foi para mim”! Que alívio, em Ministro Guedes? Ainda que a sua reação de autodefesa jogou às cobras algum importante Assessor direto e graduado da sua equipe!..

Artigo - Retenção escolar em tempos de covid-19

Ainda sem perspectiva de retorno para as atividades escolares presenciais, escolas, representantes da educação, municípios e Estados, tentam compreender como será a dinâmica das atividades escolares para o final do ano letivo em 2020 e início em 2021.

Sabendo que a volta às aulas presenciais dependerá de protocolos sanitários, decisões estaduais e dos municípios, o Conselho Nacional de Educação (CNE) disponibilizou um novo parecer, no qual recomenda que as escolas públicas e privadas evitem a retenção dos alunos em 2020, em virtude da crise do coronavírus. Esse documento que será ainda homologado pelo Ministério da Educação (MEC), oferece sugestões para as escolas quanto a idealização de um novo calendário para a volta às aulas...

Esgoto prejudica comerciantes nas proximidades da Praça do índio

Comerciantes e moradores solicitam das autoridades reparo na rede de esgotos, proximidades da Praça do Indio. O esgoto está correndo a céu aberto no centro de Juazeiro. A fendetina de acordo com os comerciantes prejudica o movimento econômico no local. ..

O preconceito, o racismo e a discriminação são características do irracional

O conceito de beleza não se resume no porte  físico, na cor da pele, no tipo de cabelo, na condição financeira, na posição profissional, na linhagem ou sobrenome. Ser 'lindo' é muito mais que tudo isso, é ter a condição de se comportar corretamente como um ser humano que enxerga no outro a sua semelhança, é ter a capacidade de amar e empatia, independente de classe social, raça, gênero ou religião.

A compreensão de vida não se resume em estereótipos, de imagens preconcebidas, padronizadas e generalizadas, como o próprio significado da palavra remete. Definir o sujeito a partir de seus dotes, raça ou situação social é cometer intencionalmente discriminação, racismo e preconceito. Julgar sem conhecer o julgado é perigoso e pode causar situações violentas, assim como o preconceito que geralmente está atrelado à discriminação por parte daqueles que valorizam a si próprio e deprecia os demais...

Espaço do Leitor

Espaço do Leitor: Conto de quarentena

Em frente à pequena banca, a única do bairro, Jônatas lia as capas dos principais jornais daquela manhã de segunda-feira. Uma das manchetes dava conta de que seu time do coração – após longos meses de jejum – vencera de goleada a partida do dia anterior, garantindo participação no campeonato estadual.

Logo abaixo da chamada uma foto grande e colorida mostrava um jogador do time vitorioso correndo freneticamente atrás da bola. "Caramba, até que enfim!", pensou Jônatas. Aquela vitória importava muito para ele, torcedor fanático que há muito não via o time da sua paixão ganhar uma partida. Agora sim, sentia-se de alma lavada!..

Geraldo Correia: o João Gilberto da sanfona de 8 Baixos

Leo Rugero é Bacharel em violão clássico pelo Conservatório Brasileiro de Música e Mestre em Musicologia pela Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Léo Rugero, é hoje uma referência no Brasil quando o assunto é sanfona de oito baixos.

Além dos estudos práticos e teóricos que tem desenvolvido com esse instrumento, Léo Rugero é autor do aclamado livro “Com respeito aos 8 baixos – Um estudo etnomusicológico sobre o estilo nordestino da sanfona de oito baixos”, que faz um apanhado da estrutura que mantém viva essa tradição os aspectos materiais e imateriais da cultura nordestina...

Espaço do Leitor: O machismo e a arrogância se fez presente na convenção do DEM de Juazeiro da Bahia: uma flor pútrida brotou da fala de Elmar Nascimento

O excelentíssimo senhor Deputado Federal Elmar Nascimento, fez uma fala de menosprezo a capacidade de Suzana Ramos, enquanto mulher, para governar o município de Juazeiro.

O deputado justificou e questionou: "Suzana é uma boa pessoa. É uma boa mãe. É uma pessoa, dona de casa exemplar. Mas será que é ela quem tem a capacidade de liderar o processo que Juazeiro precisa?..

Artigo: O presidente "primus inter pares"

Um presidente que reúne os piores índices de governo de todos os tempos, realmente ele é um "primus inter pares", como disse de si mesmo. Vamos citar apenas alguns exemplos:

Pandemia: mais de 4 milhões de contaminados no Brasil, cerca de 130 mil óbitos. Pior só os Estados Unidos, talvez sejamos superados pela Índia em números absolutos. Um genocídio...

Espaço do leitor: Usuário emite opinião sobre UPA de Juazeiro

Caro Geraldo José, obrigado pelo espaço.

Prefiro não citar meu nome, por razões inteiramente próprias e nada relacionadas a política...

Dicas Eleitorais: Prova de escolaridade de candidatos

*Maiana Santana

O Pedido de Registro de Candidaturas vai até o próximo dia 26 de setembro e entre os documentos exigidos dos candidatos está a PROVA DE ESCOLARIDADE...

Espaço do Leitor: Indignação com o prefeito que se diz comprometido com segurança pública

Caros eleitores de Juazeiro, venho por meio desta mostrar uma grande indignação com o prefeito de Juazeiro-BA Paulo Bomfim que a meu ver não tem compromisso com segurança pública.

Um grande exemplo foi o último concurso para Guarda Civil Municipal, o de 2016, que eram apenas 10 vagas para guardas, sabendo que o último concurso para GCM foi há mais de 10 anos e a referida instituição teve muitas perdas com o seu efetivo, a exemplo de falecidos, pedidos de demissão, afastamento por tempo indeterminado entre outros.....

Artigo – FHC e o “mea-culpa” da reeleição

Ao se valorizar o sistema democrático, obviamente que se tem presente um conjunto de regras e princípios que legitimam a alternância no Poder, principalmente pelo fundamento básico que é o direito ao voto e a opção da livre escolha do candidato preferido. Entre os concorrentes, contudo, deveria existir deveres e direitos iguais, o que não ocorre com o candidato à reeleição, que não se afasta do cargo e mantém o Poder à sua disposição e regularmente usando-o ao seu bel prazer. Como se diz normalmente, tem a máquina administrativa, além de um elenco de fiéis Servidores, comissionados ou não, a serviço de uma campanha eleitoral, devidamente remunerados pelos recursos públicos. E, por favor, não me digam que não é bem assim!

São claros os pressupostos contidos na Lei Complementar 64/90, que definem as condições de Inelegibilidades dos eventuais pretendentes a cargos eletivos, fixando o prazo de quatro meses ou 120 dias para a desincompatibilização dos servidores públicos, estatutários ou não, dos órgãos ou entidades da Administração direta ou indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e dos Territórios. Assim, não há qualquer razão lógica que justifique a permissividade vigente em benefício dos ocupantes de um primeiro mandato. O Congresso Nacional deveria pensar em corrigir essa incoerência tão discrepante na próxima Reforma Política...

Maciel Melo: Antenado com as novidades no campo da música, na esfera regional, nacional e internacional

Apontado como um dos mais expressivos herdeiros do legado poético-musical de Luiz Gonzaga, o Gonzagão, Maciel Melo, cuja carreira artística começou em 1982, sempre acreditou na vocação universalista e atemporal do forró (que não é apenas um ritmo, mas uma espécie de balaio musical que abriga o baião, o xote, o coco e outros ritmos). Por isso tem vibrado como as cordas do seu violão com a crescente receptividade internacional desse tipo de música, comprovada não apenas no recente e bem-sucedido show de Nova York, mas através de vários fatos ocorridos nos últimos anos.

Antenada com as novidades no campo da música, na esfera regional, nacional e internacional, a obra de Maciel tem, no entanto, como marca principal o “cheiro de bode”, como observou o jornalista e crítico musical José Teles, parodiando uma frase de Gonzagão a respeito das composições de Zé Dantas. Num estilo um pouco mais lírico, o poeta Jessier Quirino compartilha da opinião do jornalista sobre o trabalho de seu parceiro de várias criações: “Sua música, com especial encanto, é um verdadeiro repositório das tradições matutas, sertanejas e nordestinas”...

Homenagem: BEBELA! Pra lá dos 90...

BEBELA! Pra lá dos 90..
Nenhum político chega perto dela.

BEBELA é uma rainha 
Quem dera uma minha canção 
De João Gilberto, Walter Souza, Edésio, Tatau e Galvão 
Na voz de Ivetinha...

Lei Aldir Blanc e os desafios para o setor cultural

Se o setor cultural já vinha sofrendo com algumas decisões antes da pandemia, como a extinção de uma pasta própria para a cultura - sendo incorporada, em um primeiro momento, como uma secretaria especial à pasta da Cidadania e, posteriormente, ao Ministério do Turismo -, com escassez de políticas públicas para a área, entre outras situações, nesse período de pandemia a situação só piorou.

Pesquisas realizadas por algumas instituições (FGV, SEBRAE, universidades públicas, Secretarias de Cultura etc.) concluem que este é um dos setores mais afetados pela crise de saúde atual. Foi um dos primeiros a terem que parar com as atividades e será um dos últimos a retornarem às atividades presenciais. Um dos agravantes da situação é que grande parte dos profissionais desse setor não contam com uma renda fixa ou carteira assinada, desenvolvendo suas atividades de forma autônoma ou informal...

Sistema de abastecimento de água não funciona em Bargado, zona rural de Juazeiro (BA)

Moradores da comunidade Bargado zona rural de Juazeiro, aproveitaram um intermediário para encaminhar fotos e uma mensagem à Rede GN reclamando do não funcionamento do sistema de abastecimento de água que atendia à população.

“Geraldo passando na comunidade do Bargado, distrito de Pimnhões, nesse feriado uma moradora me pediu que lhe enviasse essas fotos. Segundo ela tem mais de ano que não funciona. Ligam direto reclamando e ninguém do SAAE resolve”...

Artigo - Em defesa da reforma política

Estar à frente de uma empresa com 85 anos de história, dos quais participo ativamente de mais de 70, me proporciona uma visão de como atuaram gerações de gestores que ora me estimulam e ora me fazem questionar até quando o Brasil vai suportar esse cenário.

Vendo as constantes promessas de reformas, também me pergunto até quando a necessidade delas - tão enaltecida nos debates eleitorais - irá eleger pessoas que, no dia seguinte à posse, enterram qualquer possibilidade de avanço real em prol da população. Entre as Reformas mais necessárias e imprescindíveis, eu citaria a Reforma Política, a Administrativa e a Tributária...

Artigo - 120 mil mortos: eles não falam, mas deixam lições

O que nos falam, na sua mudez, estes fatídicos números? Vidas se foram sem o último adeus dos entes queridos, sonhos e projetos se interromperam, prantos derramados na solitária via crucis da dor, sem, ao menos, o olhar de um ente amado.

Em meio a rostos de palidez cadavérica e olhares angustiantes, ouviu-se, na solidão gélida de uma UTI, paciente a balbuciar palavras entrecortadas de lágrimas, num olhar nostálgico de quem antevia a eternidade: “Doutor, eu ainda vou ver a minha família?” Entubado, poucas horas depois, no indeterminismo do mistério da vida, pairou sobre ele o silêncio infinito. ..

Espaço do Leitor: Precariedade em ponto de ônibus no distrito de Juremal

Geraldo, se possível nos ajude a divulgar a situação do ponto de ônibus no Distrito de Juremal. Localizado às margens da BR 407 na entrada do citado distrito, o ponto se encontra nesta situação (foto). Além do que, não existe acostamento adequado e tão pouco sinalização ou redutores de velocidade.

 Algumas vidas de moradores foram perdidas ocasionadas por acidente de trânsito nas imediações. Desde já agradecemos,..