RedeGN - Espaço do Leitor

Outros Destaques

Política

Espaço do Leitor

Artigo - Agora eu vou cortar na carne.

É impossível ficar calado e não exercer o meu direito de opinar sobre os fatos recentes, pois ainda estamos num país democrático e com liberdade de expressão. Não estou aqui para julgar a prisão do Deputado Daniel Silveira – embora nisso também darei minha opinião –, mas sim refutar a narrativa avassaladora dos ditos "grandes jornais".  É chato ter que cortar na própria carne, mas enfim, vamos lá!

Serei curto e objetivo. Um parlamentar não pode ser preso, por qualquer declaração que venha a dar. Isso não sou eu quem digo, mas a Constituição Brasileira e isso está dentro da famosa Imunidade Parlamentar. E pensando nessa reação de grande parte da imprensa, ou seja, dos "jornalistas de sempre" ao afirmarem que o Deputado Daniel Silveira naquele vídeo infeliz ameaçou a Democracia...

Leitor denuncia falta de água no bairro João XXIII

Leitor denuncia falta de água no bairro João XXIII.

Confira:..

Espaço Leitor

ESPAÇO DO LEITOR: Agente de endemias em Juazeiro solicita reajuste do piso nacional, veja na íntegra:

Nós Agentes Comunitário de Saúde e Agentes de Combate às Endemias na Cidade de Juazeiro Bahia,  viemos através desta solicitar da Srª Suzana Ramos - PREFEITA; do Srº Fernando Costa - SECRETÁRIO DE SAÚDE e do Srº Thiago Cordeiro - PROCURADOR MUNICIPAL, o cumprimento da Lei Federal nº 13.708 de 14 de agosto de 2018, que estabelece gradativamente o reajuste do piso nacional, que era de R$ 1.014,00, passou a ser R$ 1.2050,00 em 2019 (23,27%); R$ 1.400,00 em 2020 (12%); e de R$ 1.550,00 em 2021 (10,71%).

Esse  projeto é muito importante para nossa categoria que faz parte da equipe de Saúde da Família e também nos tornamos elo entre cidadão e equipe de saúde...

Artigo - A sensatez na luta contra a ignorância 

Nunca na história deste país a política do quanto pior melhor esteve tão presente e atuante. Na contramão de praticamente todo o planeta, o Brasil (e um monte de brasileiros) se passa de desavisado e corrobora para que a mais dramática e perigosa pandemia que o mundo já passou se torne cada vez mais uma ameaça à vida e às estruturas que permitem o viver. 

A sensatez disputa diuturnamente contra a ignorância. A angústia e a tristeza são desdenhadas em troca da vergonha e do arrependimento impregnados nos que defendem a violência em detrimento da vida. ..

Espaço Leitor

Eu penso assim...craque de Juazeiro faz sucesso na Ásia Ocidental

 PETROS: Bi-Campeão da Supercopa da Arábia! Escolhido o melhor jogador do mês janeiro/21 da Ásia Ocidental! Fez o primeiro gol e +03 no novo estádio do AL NASSR! Fez gol na final da Supercopa da Arábia.

Parabéns Petros, que continue fazendo sucesso para o orgulho e alegria de todos nós...

Herbet Mouze

Espaço do Leitor: Novo esgoto e novo lixão de Juazeiro (BA).

Infelizmente Juazeiro continua entregue às baratas e aos mais espertos. Somos moradores da Av. Laudelino dos Santos, no bairro Jardim Vitoria. Terça-feira (16) por volta das 15h horas prepostos da prefeitura de Juazeiro (SAAE) com uma máquina retroescavadeira a serviço do SAAE e de um condomínio (Não foi a primeira vez), entra prefeito sai prefeito e o condomínio continua mandando na prefeitura, parece uma subprefeitura.

Em plena Avenida o próprio SAAE faz uma vala de dois metro de largura por dois metros de fundura e 100 metros de comprimento. Um verdadeiro terror para nós moradores como mostram as fotos...

Artigo: Você quer mesmo ser um escritor?

Você quer mesmo ser um escritor? Talvez seja uma pergunta simples, vaga, sem nexo e superficial. Mas, escrever nunca foi e nunca será fácil. Algumas pessoas querem escrever, porém, em sua caminhada encontram desculpas para não seguir adiante o ofício, preferem o anonimato a enfrentar os desafios da escrita.

Vejam os principais entraves ou impedimentos que paralisam as pessoas na busca desses objetivos: Primeiro, só escreverei quando dominar melhor à gramática. Segundo, vou escrever quando ler os clássicos literários. Terceiro, quando tiver uma ideia genial me arriscarei a rascunhar alguma coisa. Quarto, quando eu encontrar um bom tema, um título impactante, uma história tocante e emocionante, escrevo, sem sombra de dúvidas. Com esses conceitos equivocados crescem elasticamente as barreiras para não encarar a sua realidade dentro do universo literário...

Artigo: RETORNO AS AULAS PRESENCIAIS: Um crime, sanitário, ético, político e pedagógico!

A realidade da COVID no Brasil e na Bahia registra, respectivamente: 9.834.513/629.849 casos, 8.765.048/603.722 recuperados e, 239.245/10.735 mortos. O perfil das vitimas, no Brasil, segundo a FIOCRUZ, são pessoas obesas, negras, com comorbidades, reflexo entre outros, das dificuldades enfrentadas por estados e municípios no inicio da pandemia.

Na Bahia, casos confirmados por covid - etnia/cor 2020/21: parda 50,57%, preta 8,20%, amarela 15,79%, branca 12,23%, indígena 0,35% por faixa etária: 05 a 09 (1,8%), 10 a 19 (7,24%), 20 a 29 (17,78%), 30 a 39 (24,34%), 40 a 49 (19,69%)... (Boletim epidemiológico n. 295, 13/01/21)...

Artigo - Cada um em sua casa. É o que resta, depois que o carnaval foi cancelado por causa do coronavírus

“Este ano não vai ser igual àquele que passou”, cantavam foliões animados nos salões Brasil afora desde os anos 1960, quando a marchinha Até Quarta-Feira, de H. Silva e Paulo Sette, foi lançada. Mas parem tudo, parem a música.

Nestes tempos de pandemia, a famosa marchinha guarda algumas verdades e, pela ótica atual ditada pelo coronavírus, uma incorreção. Vale a pena dar uma olhada. A primeira afirmação correta é justamente dos versos que abrem este texto: definitivamente, este ano não vai ser igual àquele que passou...

Espaço do Leitor: Sugestão ao governo municipal.

Um leitor que pediu para não ter a sua identidade revelada encaminhou e-mail a Rede GN com sugestão ao governo da prefeita Suzana Ramos (PSDB).

Segundo o leitor a rotatória que está sendo construíta em frente ao cemitério central da cidade está fora dos padrões e pode contribuir para os condutores de veículos que desrespeitam as lei do trânsito fazer 'roubadinha' no citado equipamento...

Artigo – O luar do sertão (II)

Em razão da Pandemia, os nossos movimentos se tornaram condicionados a espaços restritos e hábitos protocolizados, o que nos leva a viajar no tempo, revivendo as saudades de passeios nacionais e internacionais, os afáveis encontros com os amigos, visitar cidades etc. Com mais tempo para pensar, obviamente que as reflexões nos despertam para boas ou, às vezes, más recordações.

Assim é que, num momento de lembranças do sempre querido rincão de Uauá, a “Capital do Bode”, onde, durante 10 anos, tive o prazer de conviver profissionalmente, fui induzido pela memória a recordar e reeditar a crônica sob o título acima, que completará 10 anos de publicada, ou exatamente em 12 de outubro de 2011, inspirada num instante de romantismo, e que outro não poderia ser o título: O LUAR DO SERTÃO!..

Carnavalizando

Não é mania dizer que bom era o carnaval de antigamente em Juazeiro da Bahia muito menos nostalgia ou saudosismo. É uma constatação mesmo! As festas carnavalescas  eram esperadas e programadas dentro de uma expectativa empolgante. O preciosismo na escolha das fantasias era o "abre-alas", o cartão de visitas, porque era preciso estar a caráter para as folias de Momo.

Lança-perfume, o desfile das batucadas, dos ranchos, as serpentinas e os confetes... Os bailes, as bandas entoando marchinhas, especialmente compostas para a ocasião. Coisa alguma se passava aleatoriamente. Arlequins, pierrôs e colombinas eram, entre outros, personagens cativos e, literalmente, "se brincava o carnaval"...

Artigo: O ser humano é único 

O ser humano é único; cada um carrega sua característica, com genótipo e fenótipo individual. Já o modo de se comportar, a maneira como ver o mundo e a forma de agi em determinadas situações podem sofrer interferências e influências externas.  

O acesso à informação, o ambiente onde está inserido e, principalmente, o processo de ensino e aprendizagem desde o caminho percorrido na educação escolar, na profissão escolhida e na construção familiar, poderão servir como parâmetros para entender determinadas atitudes de um sujeito. ..

Espaço Leitor

Artigo: Motivação em meio ao caos

É difícil. Às vezes, o desânimo se instala, o medo toma conta e o futuro parece algo nebuloso. Muitos têm vivido dias complicados em meio à pandemia. As dificuldades econômicas, a ameaça do vírus, as inseguranças que aparecem; tudo isso pode causar ansiedade, paralisia e medo de avançar nos projetos. É preciso, no entanto, manter a motivação e seguir a vida, de maneira segura, sem deixar que os contratempos sejam motivo de letargia.

Nunca vivemos uma situação como esta. E algo tão desconhecido traz, de fato, insegurança e medo. Não saber ao certo como lidar com um inimigo invisível e com potencial destrutivo traz uma série de pensamentos negativos. Some-se a isso as perdas financeiras, já que a maioria das pessoas foi impactada pela paralisação das atividades econômicas, principalmente em 2020...

Artigo: Um Carnaval a menos, ruas vazias, sem adereços coloridos será sempre uma tristeza

No calendário festivo brasileiro, o tão aguardado mês de fevereiro do ano de 2021, finalmente chegou. Infelizmente sob o impacto da pandemia aterrorizante que ceifa vidas, soprada pelo vento malfazejo que emana do planalto central do Brasil. É uma bafagem quente e excrescente que se espalha e que afugenta a alegria, exalada pelo Messias do mal.

No Rio de Janeiro, surdos, repiques e tamborins silenciados, no sambódromo sem escolas e sem o esplendor vermelho e branco do Salgueiro. Em Salvador, o canto afro do Ilê Aiyê, o batuque estilizado do Olodum e o frevo eletrificado dos trios, emudecidos e sem banho de cheiro no ar...

Salve 9 de fevereiro, o Dia do Frevo

Não posso negar jamais 
Minha originalidade 
Por que tá na minha alma 
Lhe digo sem vaidade 
Que sou nordestino sim 
E quem não diz igual a mim 
Nega sua identidade 

Afirmo com humildade 
Sem ter muito blá blá blá 
Sou do ispia e arretado 
Do  prumode e que é que há 
Do pru que oh minha gente 
E  trago o meu  oxente 
Até no DNA ..

Artigo – O discurso e a realidade

A semana foi bastante movimentada no cenário político nacional, com as eleições para as presidências do Senado e da Câmara. O surgimento inicial de tantos e tão fracos nomes - salvo algumas exceções -, num total de 9 concorrentes em cada Casa, demonstrou que o elevado número de candidatos inscritos, longe de ensejar o convencimento de uma notável disputa democrática, passou a ideia da existência oculta da tradicional barganha, em que o parlamentar fantasia o interesse pela disputa e a candidatura é retirada em cima da hora. Então, o seu apoio e os votos do partido simplesmente são repassados na operação conhecida como “toma lá dá cá”, principalmente por ser o voto secreto. Num português gozador, coisas de malandros!!!

Dizem as más línguas, que no silêncio dos bastidores muitas verbas das tradicionais Emendas Parlamentares tiveram as suas liberações asseguradas, ou cargos prometidos. Sempre aconteceu nos governos da Esquerda, e com a Direita não tem sido diferente. As práticas nocivas estão sempre presentes nos atos e fatos do Poder Público, invariavelmente, corrompendo pelos agrados de diversos matizes...

Artigo: Sonhos que queremos ter 

Entre as mais usadas em prosas, versos, canções e nos mais diversos discursos, principalmente políticos, a palavra 'sonho' vai além de uma simples expressão ou um recurso estilístico. Era o tempo em que sonhar remetia à utopia, à apenas vontade, desejo... De conotação forte e verdadeira 'sonho' sempre foi, mas com um sentido mais expressivo atualmente, uma palavra de sentidos positivos, sobretudo quando o 'sonhador' está literalmente acordado. 

Ter, querer, realizar, conquistar e, para muitos, enricar, são, talvez, os mais egoístas dos verbos da gramática brasileira, se contrapondo com os mais suaves sentidos de doar, dedicar, dividir, ajudar, alimentar, ofertar e rezar. As palavras da primeira e segunda relação podem até ser antagônicas, mas todas elas se resumem no contexto do sonho. Por tanto, sonhar não é apenas ter vontade, imaginar ou como diz a gíria popular, 'viajar na maionese'. ..

Espaço Leitor

Espaço do leitor: Quem está cuidando da gente em Juazeiro e Petrolina?

A Imprensa é um abrigo aos que necessitam falar, e também ouvir. A Imprensa é o instrumento de impor limites às injustiças. Por isso, deve ser livre, dar a mão e andar de mãos dadas com os que buscam direitos.

Sou profissional da enfermagem há nove anos, com experiências nos diferentes setores e áreas da saúde. Nesse momento me solidarizo com vítimas e familiares que sofrem ou sofreram perdas em decorrência da COVID-19. Sou empático também com os colegas que trabalham na linha de frente, direta com o vírus, com os de forma indireta, e com demais profissionais da saúde que atuam no setor complementar...

Artigo: A transformação é de todos nós

Aí 2021 chegou e já estamos no segundo mês, e aquela mudança de contexto que se esperava — ou que se desejava — não aconteceu e, ao que tudo indica, o ano não será muito diferente do que vivenciamos até aqui. Ou seja, mais mudanças estão por vir — e muitas delas sem spoiler nem prévio aviso.

Significa que não podemos perder o foco que demos à digitalização e às novas tecnologias ao longo do ano passado para fazer frente a um contexto completamente diferente do previsto nos planejamentos de áreas. Com as pessoas no centro de tudo!..