RedeGN - Depois do DEM, PSC ameaça romper com Serra

Depois do DEM, PSC ameaça romper com Serra

Ministro Alexandre Padilha despacha em seu gabinete com Cândido Vaccarezza, líder do governo na Câmara, e Pastor Everaldo, vice-presidente do PSC (Foto divulgada no Twitter de Padilha)

Depois do DEM, o PSC também deu sinais ontem de que pode recuar do apoio à candidatura presidencial de José Serra (PSDB). Oficialmente, integrantes da legenda se dizem desconfortáveis com o silêncio do PSDB em relação à indicação do senador Mão Santa (PSC-PI) para a vice do tucano. Nos bastidores, entretanto, pesam a queda de Serra nas pesquisas e um intenso assédio do PT e do PMDB, que estariam oferecendo vantagem em composições estaduais.

O ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), se reuniram com dirigentes do PSC. Já o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que mantém grande ascendência sobre a bancada de deputados federias do partido, passou o dia também em conversas com integrantes da legenda. A intenção de petistas e peemedebistas é evitar a adesão formal do partido ao tucano.

Política Livre