RedeGN - Cai o número de casos, mas aumentam as mortes por hepatite C

Cai o número de casos, mas aumentam as mortes por hepatite C

Dados do Ministério da Saúde divulgados nesta quinta-feira (28), Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, mostram que diminuiu o número de casos de hepatite C entre 2009 e 2010, mas aumentou o total de mortes provocadas pela doença no período.

Segundo o Inquérito Nacional de Hepatites Virais, houve registro de 4.915 casos da doença em 2009 e de 3.868 em 2010. As mortes em 2009 foram 1.879 e, em 2010, 1.932.

A hepatite C é responsável por cerca de 70% dos casos crônicos da doença, por 40% dos casos de cirrose hepática em fase terminal e por 60% dos casos de câncer de fígado, segundo o ministério. A hepatite é uma inflamação do fígado, provocada principalmente por vírus, que têm cinco tipos - A, B, C, D e E.

Segundo o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o aumento do número de mortes por hepatite C tem relação com a demora das pessoas em buscar auxílio. “A hepatite é uma doença silenciosa. A pessoa precisa buscar tratamento o mais rápido possível”, disse o ministro.

Correio