RedeGN - Destaque da Bienal Internacional do Livro no Recife, Victor Flores lança Tita e o Mistério do Velho Chico

Destaque da Bienal Internacional do Livro no Recife, Victor Flores lança Tita e o Mistério do Velho Chico

Primeira publicação da ararinha-azul mais simpática do Vale do São Francisco é destinada ao público infanto-juvenil. No dia dedicado à garotada, Victor Flores deu um presente para as crianças de todo o Brasil, em especial as pernambucanas. Fechando o último dia da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, no Recife, o ambientalista de Petrolina lançou, ontem  terça-feira (12), o seu primeiro livro infanto-juvenil: Tita e o Mistério do Velho Chico.

A obra serviu como base para uma palestra de 40 minutos em que Victor destacou a importância da valorização da caatinga, habitat natural da ararinha-azul, a partir da visibilidade da fauna local, através de narrativas que valorizam a cultura sertaneja.

Com 75 páginas, publicada pela ViuMarcas e com ilustrações do artista petrolinense Iehoshuá Iahueh, a obra conta a história de Tita, filha única de Lavareda, caçador de pássaros bastante conhecido no Sertão do São Francisco. Depois de ganhar uma sanfona mágica do seu pai, a menina se envolve numa história repleta de mistérios, magia e aventuras, em que cuidar da natureza passa a ser a única alternativa para solucionar o mistério do Velho Chico.

O jornalista José Raimundo Oliveira escreve o prefácio do livro, já que Zé Raimundo, referência do telejornalismo brasileiro, acompanhou de perto a trajetória das Ararinhas-azuis de Curaçá, desde a extinção delas na natureza, no ano 2000, até o retorno de exemplares da ave para casa, no ano passado, quando casais da espécie foram trazidos da Europa, onde nasceram e foram criados em cativeiros, numa tentativa de reintrodução.

"Com certeza um momento marcante na minha carreira profissional e na minha vida. Lançar meu primeiro livro, já na capital do estado, num evento internacional, é uma notoriedade muito importante para uma história que vem do sertão, que vem da caatinga e é destinada às crianças a fim de promover a educação ambiental desde cedo. Através das crianças é que vamos ter um mundo melhor, mais sustentável, com pessoas mais preocupadas com o meio ambiente e conscientes da importância da preservação da natureza. Dar o primeiro passo a um projeto desse porte, que já é audiovisual e ainda vai contar com outras publicações em breve, ao lado da minha companheira Verena e do meu filho João, no dia das Crianças é a realização de um sonho que tem tudo pra se tornar cada vez maior", projeta um emocionado Victor Flores.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Depois de causar no Centro de Convenções de Pernambuco, no Recife, a Tita já tem os próximos destinos definidos: escolas municipais e bibliotecas públicas das cidades de Petrolina-PE, Juazeiro e Curaçá na Bahia. Ao todo 1.000 exemplares do livro Tita e o Mistério do Velho Chico vão ser distribuídos em seis eventos que vão ser realizados junto às respectivas secretarias municipais de educação até dezembro. Isso só é possível porque o projeto foi aprovado pelo Ministério do Turismo do Brasil, através da Lei Rouanet, e fomentado pela multinacional Bayer. Quem quiser garantir o livro na estante de casa ou mesinha de cabeceira, basta acessar o site victorflores.org, espaço onde a ViuMarcas comercializa a publicação pelo valor de R$ 38, com envio para todo o Brasil.

AsCom Tita e o Mistério do Velho Chico