RedeGN - Deputado Zó vai solicitar presença da Comissão de Saúde da Alba para averiguar fechamento temporário do Hospital Materno-infantil de Juazeiro 

Deputado Zó vai solicitar presença da Comissão de Saúde da Alba para averiguar fechamento temporário do Hospital Materno-infantil de Juazeiro 

Após denúncias sobre fechamento temporário do Hospital Materno-infantil de Juazeiro devido à falta de materiais como tecido para Campo Cirúrgico, o que impede a realização de procedimentos em gestantes, ocasionando a regulação para outros municípios, o deputado estadual Zó, provocado pela bancada de oposição da Câmara Municipal, através dos vereadores doutor Salvador Carvalho, Mitu do Sindicato e Alex Tanuri, vai solicitar a presença da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa da Bahia para averiguar esta situação e buscar uma solução para o grave problema.

De acordo com respostas oficiais do Município de Juazeiro, atrasos em licitações é que levaram a demora na compra de Campos Cirúrgicos, assim como informou que o tecido Brin está em falta no mercado.

"Com todo respeito, após oito meses de gestão ainda haver dificuldade em realizar processos licitatórios e justificar um fechamento temporário de uma maternidade que atende a mais de 50 municípios da Rede PEBA por causa da falta de um pano que o 'mercado' não está oferecendo é inaceitável. Tem um problema grave aí, e é de incapacidade de gestão", desabafa o deputado Zó.

O deputado ainda ressaltou que, na Comissão de Saúde, há parlamentares da área que podem ajudar ao município.

"Parece que na licitação existem sérios problemas, em vários setores, que prejudicam a população, porque não há gestão eficiente. Na saúde, faltam insumos nos postos de saúde e medicamentos nas farmácias. Na cultura, o recurso do auxílio emergencial para os trabalhadores da Cultura ainda não foi destinado. Até mesmo na educação, onde tudo funcionava e era referência na Bahia, não conseguiram fazer a licitação da merenda escolar para as entregas dos kit-merendas aos alunos neste período de pandemia, após oito meses de gestao. É inacreditável", conclui Zó.

Ascom Deputado Zó Foto Arquivo redeGn