RedeGN - UPAE de Petrolina faz alerta sobre violência contra a pessoa idosa

UPAE de Petrolina faz alerta sobre violência contra a pessoa idosa

Hoje é o dia de refletir sobre um tema muito importante: a violência contra a pessoa idosa. Em tempos de pandemia, o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa ganha ainda mais relevância devido ao aumento das denúncias de crimes contra pessoas que são fragilizadas, sofrem negligência, abandono, abuso, violência física e psicológica.

De acordo com o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos (MMFDH), no primeiro trimestre de 2021 foram registradas 33,6 mil denúncias de casos de violência contra pessoas idosas. Em 2020, os registros de violência contra pessoas vulneráveis - crianças, adolescentes e idosos - chegaram a mais de 95 mil, ou seja, 11 denúncias recebidas por hora.

Embora os números já sejam alarmantes, especialistas acreditam que existem diversos casos de subnotificação ou que sequer foram notificados, pelo medo ou incapacidade dessas pessoas de denunciarem. Por isso, o Governo Federal lançou esse ano a campanha de enfrentamento à violência contra o idoso com o tema "Fortalecendo as redes de proteção de direitos".

A ação é do próprio MMFDH e faz parte do Junho Violeta, mês de mobilização da sociedade para a proteção das pessoas com 60 anos de idade ou mais. "Como serviço público de saúde aderimos à campanha e temos o dever de fazer o alerta à população", destaca a supervisora do Serviço Social, Nazaré Cunha.

"O objetivo da campanha e o nosso é despertar a sociedade como um todo para o processo de sensibilização no sentido de coibir, diminuir e amenizar o sofrimento da pessoa idosa contra a violência que essa população vem sofrendo, em especial neste período", ratifica.

A UPA 24h de Petrolina é porta de entrada na rede de saúde para muitos idosos que sofrem violência. "Quando identificamos um caso aqui nós denunciamos, acionamos a justiça e garantimos o direito deste idoso à saúde e proteção", informa a assistente social.

Para fortalecer essa rede é preciso que os casos sejam denunciados ao Disque 100. Os crimes cometidos em relação à violência contra a pessoa idosa são investigados e tipificados a partir das denúncias recebidas.

Ascom UPAE/HDM