RedeGN - Pesquisa sobre diabetes realizada na UniFTC é selecionada em programa científico do Ministério da Saúde

Pesquisa sobre diabetes realizada na UniFTC é selecionada em programa científico do Ministério da Saúde

Pé diabético é o nome usual para uma série de complicações que podem ocorrer nos pés de pessoas com diabetes. A mazela, que pode começar uma simples úlcera, é responsável por 70% de todas as amputações não traumáticas realizadas no Brasil.

A Bahia é recordista nessas remoções, com 43 cirurgias ao dia. Para evitar que a doença chegue a tal ponto, é preciso garantir duas coisas: o diagnóstico precoce e a cicatrização dessas úlceras, que são causadas pela doença arterial obstrutiva periférica (DAOP).

Através do projeto de pesquisa Vascor, professores da Rede UniFTC vem trabalhando para melhorar o diagnóstico da DAOP e evitar amputações. A pesquisa "Detecção precoce de doença arterial obstrutiva periférica entre indivíduos portadores de diabetes mellitus na Atenção Primária à Saúde", realizada pelo grupo, acaba de ser aprovada no edital público de financiamento (Chamada 02/2020 PPSUS) vinculado à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB).

Com a esta conquista, cerca de R$ 136 mil serão destinados à pesquisa de métodos não invasivos, portáveis e acessíveis para a detecção precoce da DAOP em ambientes não especializados, como a Atenção Primária à Saúde.

“A aprovação do nosso projeto no PPSUS representa, antes de tudo, a superação de um desafio e também uma satisfação imensa. É uma felicidade enorme saber que, ao final de tudo, iremos contribuir com informações que vão agregar qualidade de vida aos pacientes”, declara a doutora em Ciências e docente da Rede UniFTC Cecília Freitas, que é co-autora do projeto.

O PPSUS é um programa de pesquisa conduzido pelo Ministério da Saúde e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, que busca apoiar pesquisas voltadas à problemas de saúde pública e ao fortalecimento da gestão do Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2020,  mais de 4 mil projetos foram inscritos no edital e apenas 16 foram aprovados. O projeto apresentado por Cecília Freitas, da Rede UniFTC, e Monique Magnavita, da UNEB, ficou em 6º lugar.

Vascor atua no combate às doenças cardiovasculares

O projeto de pesquisa Vascor é fruto de uma parceria entre o Centro Integrado de Ensino em Saúde (CIES) da UniFTC, o Instituto Gonçalves Moniz (Fiocruz-BA) e a Universidade do Minho (Portugal). O Vascor/UniFTC foi criado em 2016 para estudar e investigar a comunidade em relação ao risco precoce de adoecer do coração e das artérias. O projeto tem convênio com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB), através do professor Magno Conceição, que é docente das duas instituições e pesquisador da Vascor.

De acordo com a coordenadora geral do Vascor, a médica cardiologista e docente da Rede UniFTC Lucélia Magalhães, as pesquisas desenvolvidas pelo projeto colaboram com a produção e a dispersão do conhecimento científico. “O trabalho que apresentamos ao PPSUS aborda um grande problema de saúde pública, que são as amputações decorrentes de diabetes, trazendo soluções que podem ser trabalhadas em rede básica. É uma conquista imensa para a Vacor e para UniFTC”, conclui.

Ascom Rede UniFTC