RedeGN - Depois de luta do Sindsemp, professores recebem ganho de quase mil reais no salário hora aula atividade

Depois de luta do Sindsemp, professores recebem ganho de quase mil reais no salário hora aula atividade

Os professores da rede municipal de ensino de Petrolina começaram este mês, a receber a hora aula atividade. Uma luta que o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais começou em março de 2019. Entre as questões básicas, estava também a conformação do calendário escolar, retirando os sábados letivos para evitar sobrecarga de trabalho para os professores.

A principal conquista, em 2020, foi a lei que garante o terço da hora aula atividade, que para os professores é a composição da carga horária, dentro do normal de 100, 150 e 200 horas, está destinada ao planejamento das provas, avaliações, reuniões de pais e toda a conduta de planejamento escolar.

A lei municipal regulamenta a lei federal do piso nacional dos professores, que criou a carga horária de 150 horas no município. Uma grande vitória para toda categoria, depois de muita mobilização do Sindsemp junto ao poder executivo. O professor de 100 horas, a partir da lei, terá a turma compartilhada com outro professor em três turnos de cinco horas. Para 200 horas, o trabalho  será de seis turnos, com quatro turnos para a hora aula atividade.

A carga horária de 150 horas foi criada para que o professor tenha cinco turnos destinados à regência de classe e dois turnos para o planejamento. “Com isso a gente trouxe uma nova carga horária ao servidor, com remuneração mais justa, saindo de da base de 100 horas para 150 horas. Sai de R$ 1.689,00 de salário para R$ 2.533,00. Um ganho de quase mil reais acima,” explica o presidente do Sindsemp, Walber Lins.

Além da carga horária de 150 horas, outra conquista que já está sendo paga aos professores é a gratificação de regência de classe. “Essa gratificação era para o professor de 150 horas, o valor de 300 horas. Recebendo 450,00 proporcional a carga horária. Essa adequação de cumprir o que é correto na lei é uma conquista de toda a categoria,” explica Walber.

“A conquista das 150 horas obtidas pelo Sindsemp junto ao poder executivo, é resultado de muita luta e compromisso do Sindicato para com nossa classe. Há muito tempo que lutamos para que houvesse um tempo garantido na escola destinado ao nosso planejamento e formação continuada e de forma remunerada, visto que além de contribuir com a qualidade do ensino, contribui diretamente na saúde e bem estar dos educadores, que ao invés de usar o tempo de descanso para esse fim agora tem a garantia de ter esse espaço na escola. Essa conquista somada a regência de classe é para nós professores, a certeza de que nosso trabalho está sim sendo visto e valorizado,” comemora  a professora Gláucia Cristine Fonseca da Silva.

“A aula atividade é uma conquista do sindicato junto com a Seduce, onde proporciona aos profissionais da educação trabalhar 100 horas em sala de aula e as 50 horas preparando aulas, atividades, corrigindo provas, fazendo pesquisas, entre outras. É importante o reconhecimento do profissional e a garantia de condições de trabalho. Isto o Sindsemp nos proporciona junto  com a Secretaria,”ressaltou a professora Celiane Maria da Fé Macedo.

Ascom