RedeGN - Codevasf recebe licenciamento para iniciar segunda etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário de Campo Formoso (BA)

Codevasf recebe licenciamento para iniciar segunda etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário de Campo Formoso (BA)

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) recebeu da Prefeitura Municipal de Campo Formoso (BA) a liberação da Licença Prévia e da Licença de Instalação que autorizam a empresa a iniciar a execução das obras da segunda etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) na sede do município.

O investimento do governo federal, realizado por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional e da Codevasf, será de cerca de R$ 18,8 milhões — recursos federais oriundos do programa de adequação de Sistemas de Esgotamento Sanitário, num prazo previsto de 18 meses. O SES de Campo Formoso deve beneficiar cerca de 26,8 mil pessoas até 2023.

O projeto da segunda etapa da obra inclui a implantação de cerca de 20,6 mil metros de rede coletora; 7,6 mil metros de ramais; 1,6 mil ligações domiciliares; três Estações Elevatórias de Esgoto (EEE), além da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), composta por duas lagoas de maturação e duas de estabilização. O efluente tratado pela ETE será lançado no rio Água Branca, afluente do rio Aipim, contribuinte do rio Itapicuru-Açu.

A documentação para liberação da obra foi entregue aos representantes da 6ª Superintendência Regional da Codevasf em Juazeiro (BA) durante reunião na Secretaria de Ação Social de Campo Formoso, contando com a participação do prefeito do município, Elmo Nascimento, e dos secretários municipais de Meio Ambiente, Edmundo Miranda, e de Infraestrutura, Jucélio Curaçá, além de técnicos da prefeitura.

“Não vai faltar empenho nosso para que essa obra seja concluída o mais rapidamente possível. Além disso, está prevista a contratação de mão de obra local, o que vai gerar emprego e renda no município”, afirmou no encontro o prefeito Elmo Nascimento.

Durante a reunião, Luciano Gomes da Rocha, responsável pela Gerência Regional de Revitalização da Codevasf em Juazeiro, apresentou a planta do projeto aos participantes do encontro, com o fiscal da obra, engenheiro civil Luís Cláudio Santos, e a chefe da Unidade de Empreendimentos Socioambientais da Codevasf em Juazeiro, Márcia Araújo de Almeida.

Investimento em saúde

Estima-se que para cada R$ 1 investido em obras de esgotamento sanitário economiza-se cerca de R$ 4 em gastos no sistema de saúde, uma vez que a destinação correta do esgoto evita a proliferação de doenças de veiculação hídrica, como a dengue, por exemplo.

Para concluir a primeira etapa do SES de Campo Formoso foram investidos mais de R$ 15,4 milhões com a construção de aproximadamente 53 quilômetros de rede coletora; 5.105 ligações domiciliares; uma ETE e 1.443 poços de visita.

Após a conclusão, o sistema será transferido para a Prefeitura Municipal de Campo Formoso, que repassará a administração para a Embasa.

Ascom Codevasf Foto Divulgação