RedeGN - Intensidade do vento: Águas Belas (46,4km/h), Petrolândia, Petrolina, Belém de São Francisco e Cabrobó (~40km/h)

Intensidade do vento: Águas Belas (46,4km/h), Petrolândia, Petrolina, Belém de São Francisco e Cabrobó (~40km/h)

O fenômeno meteorológico ocorrido durante a noite do dia (26) em áreas do Sertão, principalmente em Petrolândia e Inajá, é decorrente da tempestade subtropical Mani, que se encontra sobre o oceano entre o litoral do Espirito Santo e sul da Bahia.

Essa tempestade está causando um corredor de umidade que desloca do oceano para o Nordeste do Brasil, atingindo áreas da Bahia, Piauí, Sergipe, Alagoas e o Sertão de Pernambuco.

Esse corredor de umidade, aliado com as altas temperaturas provocam instabilidades, que favorecem a formação de nuvens bastante ativas, do tipo cumulonimbus, que geram trovoadas, rajadas de ventos fortes e chuvas intensas em um curto espaço de tempo.

As maiores intensidades de vento registradas foram em Águas Belas (46,4km/h), Petrolândia, Petrolina, Belém de São Francisco e Cabrobó (~40km/h).

A previsão enviada ontem pela APAC identificava estas alterações das condições do tempo do Sertão, saindo do padrão de temperaturas elevadas e umidade relativa do ar muito baixa.

Esta condição favorece chuva de fraca a moderada com formação de nuvens cumulonimbus que deve permanecer durante os próximos dois dias, causando pancadas de chuvas isoladas no Sertão e Agreste nos finais de tarde e início da noite, acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento.

Apac Foto Site Apac