RedeGN - Imprimir Matéria

Depois do DEM, PSC ameaça romper com Serra

30 de Jun / 2010 às 07h40 | Política

Ministro Alexandre Padilha despacha em seu gabinete com Cândido Vaccarezza, líder do governo na Câmara, e Pastor Everaldo, vice-presidente do PSC (Foto divulgada no Twitter de Padilha)

Depois do DEM, o PSC também deu sinais ontem de que pode recuar do apoio à candidatura presidencial de José Serra (PSDB). Oficialmente, integrantes da legenda se dizem desconfortáveis com o silêncio do PSDB em relação à indicação do senador Mão Santa (PSC-PI) para a vice do tucano. Nos bastidores, entretanto, pesam a queda de Serra nas pesquisas e um intenso assédio do PT e do PMDB, que estariam oferecendo vantagem em composições estaduais.

O ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), se reuniram com dirigentes do PSC. Já o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que mantém grande ascendência sobre a bancada de deputados federias do partido, passou o dia também em conversas com integrantes da legenda. A intenção de petistas e peemedebistas é evitar a adesão formal do partido ao tucano.

Política Livre

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.