RedeGN - Imprimir Matéria

Dilma afirma que aborto é ‘questão de saúde pública’

13 de May / 2010 às 18h00 | Política

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, declarou que aborto é uma questão de saúde pública. “Um governo não tem de ser a favor ou contra o aborto. Tem que ser a favor de uma política pública”, afirmou. “Aborto não é questão de foro íntimo meu, seu, da Igreja, de quem quer que seja; é uma questão de saúde pública.”  Em termos de saúde pública, segundo a ex-ministra, o aborto para ser possível tem de estar previsto em lei. “E mudança é um processo que tem que ser discutido com a sociedade e tem que ver o que um governo fará.” A pré-candidata disse não ser possível “deixar que as mulheres das classes populares utilizem métodos medievais como agulha de crochê, chás absurdos e outras práticas enquanto outras pessoas têm acesso ao serviço”. “Ninguém fala ‘eu quero fazer aborto’. É uma violência contra a mulher”, acrescentou. Ela contou que, “graças a Deus”, não precisou fazer. “Mas conheci gente que fazia e entrava chorando e saia chorando.” Informações do Estadao.

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.