RedeGN - Imprimir Matéria

Decisão determina retirada imediata de manifestantes da Câmara de Petrolina

07 de Sep / 2013 às 11h00 | Política

Acampados desde o dia 27 de agosto, os manifestantes que ocuparam a Câmara de Vereadores de Petrolina terão que sair da casa do legislativo municipal imediatamente. Pelo menos essa é a decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), assinada nesta sexta-feira pelo desembargador Ricardo Paes Barreto, que determinou a saída dos integrantes do movimento Resistência Petrolinense. O pedido havia sido negado pelo Juízo de 1º Grau. O documento já foi encaminhado à Secretaria de Defesa Social (SDS) do Estado e ao Comando da Polícia Militar do Estado para cumprir a determinação.

Segundo consta nos autos do processo, o diretor da Câmara de Vereadores disse que o manifesto “não se cuida de cidadãos que ingressam nas galerias do plenário, no horário reservado ao acesso público para defender sua ideologia e reivindicar seus anseios políticos e sociais, mas ocupação desordenada, prejudicando o desenvolvimento das atividades parlamentares”. Na decisão, foi determinada a reintegração de posse e a imediata retirada dos manifestantes das dependências do local. Segundo o TJPE, a decisão deve cumprida em regime de urgência.

Procurada pelo FolhaPE, a assessoria da Secretaria de Defesa Social (SDS) confirmou que o documento já está nas mãos do órgão. De acordo com a SDS, a Polícia Militar já está projetando um plano operacional para que a ação seja cumprida de forma pacífica, no entanto, não foi dada uma previsão para que ela seja executada.

Folha PE

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.