RedeGN - Imprimir Matéria

ESPAÇO DO LEITOR: PORQUE EM JUAZEIRO TEM QUE SER ASSIM?

08 de Aug / 2011 às 20h30 | Espaço do Leitor

Vista de Juazeiro da orla de Petrolina

O juazeirense parece mesmo desprezar o que é verdadeiramente seu, suas conquistas e o próprio brilho humano que era obviamente sua força tempos atrás. Hoje, Juazeiro é uma cidade grande e torta, de poucas alegrias e festas artificiais e bobas, uma cópia fajuta do que acontece em Salvador. O carnaval já foi lindo, acabou, São João também, Fenagri não envolve mais e a cultura ficou no passado.

Juazeiro não tem nada de Ivete Sangalo, nem de Daniel Alves e a genialidade de João Gilberto foi para o Japão, Juazeiro nem chega pertinho da estética do seu filho mais famoso e pouco querido, ou melhor, quase odiado em sua própria terra.

Os juazeirenses que conheço e convivo, não acreditam em quase mais nada, duvidam do shopping que vai ser construído, criticam tudo, dizem que a filial das lojas americanas vai fechar, comemoram o fechamento da Dismel e o Atacadão não demora, o anel viário prometido pela presidente Dilma só daqui a 50 anos e as "rampinhas" serão para sempre e por aí vai, e o que é bom em Juazeiro, o  juazeirense também torce para ficar ruim. Que instinto é este? Que perversidade consigo mesmo, auto-estima no lixo e o olhar voltado para Petrolina que tem outra performance, principalmente porque hoje é a cidade mais importante do interior de Pernambuco.

A frustração sofrida até agora com a prometida mudança, piorou tudo no sentimento dos juazeirenses e muitos vivem escrevendo e comentando em "blogs" falando em rádios aumentando o baixo astral e nem o que é de verdade bom, é poupado pelos detratores de plantão da saudosa Juazeiro.

Enquanto isso em Petrolina, muito técnicos e grande empresários começam a dizer e provar com teses e fatos que Juazeiro tem um potencial econômico produtivo muito maior que Petrolina, tanto que grandes empresas de Pernambuco estão de olho em Juazeiro e que dentro de   uns cinco anos isso vai ficar provado e querem saber porque? Vou citar só um grande fato: O Projeto Salitre nasce diferente, mais profissionalizado e tecnicamente mais seguro, com planejamento e viabilidade produtiva, Juazeiro é Bahia, maior PIB do Nordeste, impossível de ser superado por qualquer outro estado, é cidade de convergência, observem o exemplo do Mercado do Produtor e tem muito mais. O que falta é o juazeirense acreditar mesmo mais em si mesmo, na sua terra, vejam que todos os grandes políticos de Petrolina moram e investem em Petrolina. Lutam para ver quem faz mais enquanto em Juazeiro torcem para dar errado e nesta enxurrada, muita gente boa, competente e honesta é atirada na mesma lama. Mas Juazeiro é Juazeiro, e mais ainda será apesar destes juazeirenses fracos e falsos.

Antonio Romero de Souza

Um petrolinense fã de uma certa Juazeiro

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.