RedeGN - Imprimir Matéria

ESPAÇO DO LEITOR: ATÉ QUANDO?

01 de Aug / 2011 às 10h30 | Espaço do Leitor

Leitor faz comparativos das receitas na gestão de Misael Aguilar e do atual prefeito Isaac Carvalho, e diz que a postura com os gastos públicos é semelhante. Confira: 

Geraldo,

Entra governante, sai governante e a política continua a mesma. As situações vivenciadas pela população continuam as mesmas. O que muda são os nomes das políticas sociais fantasiosas e mentirosas que deveriam saná-las. O que está errado? Por que ainda vivemos submissos aos governantes esperando que eles façam e tomem providências que eles não querem e não vão tomar? Por que não fazemos a diferença e acabamos com essa política mentirosa e desigual que ainda está em vigor? Por que ainda são eleitos políticos sem compromissos com a população em pleno século XXI? Será que não está na hora de mudar este folhetim?

Os números abaixo, retirados do site do Ministério da Fazenda são para deixar qualquer cidadão a pensar. Na administração do Sr. Misael o que se ouvia falar era que a prefeitura estava quebrada, mesmo recebendo nos quatro anos de governo só em verbas federais sem falar em IPTU/ISS e outras verbas estatuais, mais de 228 milhões e pouco fez durante o seu governo. No caso do Sr. Misael é muito bom a população deixar um pouco de lado as paixões políticas e pensar com a razão.

O mesmo serve para o Sr. Isaac que em dois anos e meio recebeu a bagatela de 235 milhões, só de repasse federal, e o discurso é o mesmo do seu antecessor, prefeitura quebrada etc. e a população a cada dia mais abandonada pelo poder público.  A população não pode esquecer que praticamente quase 100% das obras executadas nos últimos anos são de autoria do Governo Federal. Infelizmente o que ocorre é que os Srs. vereadores que deveriam fiscalizar e cuidar do bem publico nada fazem. E serviços simples como limpeza, conservação de praças, saneamento são deixados de lado, isto sem falar no total abandono dos povoados.

Júlio Almeida

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.