RedeGN - Imprimir Matéria

Prefeitura de Petrolina pede e Câmara aprova novo empréstimo de R$ 70 milhões; total chega a 150 milhões

23 de Nov / 2021 às 17h00 | Política

Por 20 votos favoráveis, e apenas um contrário, a Câmara de Vereadores de Pretrolina autorizou nesta terça-feira (23), que o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, a contratar operação de crédito com a Caixa Econômica Federal, no valor de até R$ 70 milhões, no âmbito do Programa de Financiamento para Infraestrutura e Saneamento (FINISA). Neste ano, o prefeito Miguel Coelho já teve a solicitação de um empréstimo de R$ 22 milhões aprovada pelos vereadores.

Na Lei Complementar nº036/2021, cuja solicitação foi que “a matéria ora encaminhada seja apreciada em caráter de URGÊNCIA URGENTÍSSIMA”, o Poder Executivo justificou que os recursos adquiridos devem ser destinados à obras como pavimentação, saneamento, construções e reformas, aquisição de equipamentos, veículos produção habitacional, a possibilidade de execução de obras públicas civis de revitalização, de construção, de ampliação e de reformas relacionadas ao turismo, entre outras possibilidades.

O vereador Marquinhos do N-4, líder da bancada de oposição, foi o único que votou contrário a proposta. Ele destacou que a gestão acumula mais de R$ 150 milhões em empréstimos, somando o que foi feito de R$ 60 milhões, em 2018, também junto à Caixa Econômica Federal, e o de 22 milhões autorizado neste ano, também pela Câmara de Vereadores.

“E quem paga por isso é o povo de Petrolina, são os servidores municipais. Demonstrando incapacidade de gestão do dinheiro público, o prefeito compromete as contas do município por 20 anos, contraindo dívidas com promessas de obras infra estruturantes para o município, quando o interior e a sede sofrem com a falta de médicos, remédios e creches. O mesmo grupo que quer fazer a sociedade petrolinense acreditar numa força política que não existe, se tivesse não precisava punir o povo, criar mais um déficit com o discurso de realizar obras. É a falsa promessa de um gestor que só demonstra não ter responsabilidade com o dinheiro público e capacidade de gestão”, pontuou o líder.

Da Redação RedeGN / foto: CMV

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.