RedeGN - Imprimir Matéria

Cesta Básica: café foi o principal vilão nos preços dos alimentos em 2021, diz pesquisa

09 de Nov / 2021 às 18h00 | Variadas

A pesquisa mensal do custo da cesta básica realizada pela Faculdade de Petrolina (Facape), através do Colegiado de Economia, constatou que o café acumula a maior alta entre todos os produtos. A pesquisa também indica aumento de 5,41% no custo da cesta em Juazeiro-BA e de 1,68% em Petrolina-PE.

"Isso se deu devido a baixa oferta do produto por causa da geada que ocorreu no final de julho, somado com a crise hídrica que causou problemas na oferta nacional e como os preços internacionais estão elevados, os preços acabaram subindo bastante", explicou o coordenador da pesquisa, João Ricardo Lima, sobre o a alta no café.

Outro produto que se destaca com seu aumento é o tomate, como resultado de um clima desfavorável para uma maturação mais rápida que fez cair a oferta e explica o aumento dos preços.

Cesta básica

Durante o mês de outubro, a pesquisa indicou aumento de 5,41% no custo da cesta  em Juazeiro e de 1,68% em Petrolina. Os resultados mostram que na cidade baiana, a cesta custa R$ 444,02 e em Petrolina, R$ 472,60.

Considerando os últimos 12 meses, em Juazeiro os alimentos acumulam alta de 15,94%, e em Petrolina, o acumulado é de 14,92%. Nas duas cidades, nos últimos 12 meses os vilões de aumento foram  carne, arroz, farinha, banana, óleo de soja, feijão, leite e açúcar.

Da Redação RedeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.