RedeGN - Imprimir Matéria

Visando minimizar os transtornos, prefeitura faz vistorias em pontos de alagamento de Petrolina

22 de Oct / 2021 às 11h50 | Variadas

Desde as primeiras horas desta sexta-feira (22), a Prefeitura de Petrolina mobilizou técnicos da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) e da Defesa Civil para realizar vistorias nas áreas mais afetadas pelas chuvas que caíram na cidade, como os bairros Jardim Petropólis, Dom Avelar e São Joaquim. Ao longo da manhã, foram iniciadas também as intervenções nos locais considerados críticos.

Com o reforço de máquinas, as equipes estão realizando serviços de desobstrução, drenagem nos pontos de alagamento, retirada de lixo dos canais, entre outras medidas. O trabalho deve seguir enquanto houver necessidade. Vale ressaltar que a Seinfra faz, cotidianamente, a limpeza de canais e galerias pluviais.

Segundo o secretário executivo de Serviços Públicos, Alisson Oliveira, um trabalho intersetorial está sendo feito para definir medidas para reduzir transtornos à população. “Após as intervenções estruturais realizadas pela gestão municipal, felizmente, já conseguimos observar melhorias em pontos com histórico de alagamento no período chuvoso. No entanto, estamos cientes que ainda existem áreas na cidade que precisam de uma assistência maior e estamos trabalhando para atender essas demandas com brevidade”, destaca.

A prefeitura reforça, junto à população, os contatos da Central de Operações da Defesa Civil o 153 ou (87) 98106-7310 (whatsapp).

Plano de macrodrenagem - Além dos serviços emergenciais, a prefeitura está concluindo o processo licitatório para Estudos de macrodrenagem e micro drenagem (Plano Diretor de Drenagem), que irá solucionar o problema na cidade. A empresa, que será contratada, ficará responsável por desenvolver estudos das bacias hídricas existentes no município e elaborar um plano de ações que contemple o escoamento das águas da chuva.

Adailma Gomes - Assessora de imprensa da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade

© Copyright RedeGN. 2009 - 2022. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.