RedeGN - Imprimir Matéria

O circo está armado 

01 de Oct / 2021 às 23h00 | Espaço do Leitor

Uma das expressões mais usadas no Brasil, 'armar o circo', é na verdade uma característica de situações mal resolvidas, seguidas de inevitáveis constrangimentos, tanto para quem arma quanto para os envolvidos no contexto.

Dependendo da região, o ato de provocar barulho e confusão é denominado como um 'escarcéu', 'arruaça' e 'barraco', manifestações que acontecem geralmente quando algo não está de acordo com o ponto de vista daquele, ou daqueles, que, por algum motivo, sentem-se prejudicados ou no dever de defenderem o que consideram certo. 

Portanto é correto afirmar que quando se juntam vários fatores que antecedem um desfecho ruim, diz-se que 'o circo foi armado'. Ao contrário do que muitos pensam, atitudes deselegantes, xenófobas e violentas partem frequentemente do lado considerado mais abastardo, que quase sempre dispensa um tratamento hostil contra os menos favorecidos, os negros e até mesmo contra os que nasceram no norte ou nordeste do país: verdadeiras vítimas de 'circos' ou de 'palhaçadas'. 

A classe social do sujeito nunca deveria ser motivo para discriminação e preconceito. As atitudes, em todas as suas formas, são resultados da índole e da compostura do cidadão, independente de cor, raça, naturalidade, gênero ou religião. A qualidade do ser humano está no sentimento de igualdade, de prudência e de respeito ao próximo. 

Se não bastasse o 'armar o circo', ainda é necessário se lidar com uma outra - e verdadeira - atração do palhaço, que mesmo vendo o seu picadeiro pegando fogo insiste em fazer graça, com piadas de mal gosto para satisfação apenas dos 'amigos'. Triste realidade de um momento trevoso em que vive um povo que outrora era considerado um dos mais felizes do mundo, mas que hoje apenas testemunha o caos envolto em chamas. 

Tempos convulsos e confusos, de circos sendo armados para espetáculos monólogos de comédia, drama e farsa, onde apenas um artista faz o papel de vilão para uma plateia opaca que se faz presente por ter ganhado o ingresso como brinde, mesmo sabendo que as lágrimas por arrependimento são dadas como certas. 

O circo pegou fogo, o palhaço deu sinal. Acode, acode a bandeira nacional... 

Only Jesus in the cause 

Por Gervásio Lima - Jornalista e historiador 

Espaço Leitor

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.