RedeGN - Imprimir Matéria

Artigo - Pensamento nosso de cada dia

27 de Sep / 2021 às 23h00 | Espaço do Leitor

Estava aqui pensando, em um episódio interessante que acontece em quase todos os lugares aonde chego, que o diálogo terapêutico entre as pessoas está cada vez mais raro.

Para simplificar, considero o diálogo terapêutico a uma boa conversa capaz de trazer resultados positivos entre os indivíduos. Por isso, não custa dizer que, o sistema de convivência do ser humano com a internet está em crise, porque evidências no dia a dia deixam nítido a busca neurótica por Wi-Fi.

 Antes de qualquer coisa nessa vida a expressão retumbante do camarada é: “tem Wi-Fi?” Não sou contra as tecnologias. Apenas defendo que elas devem ser usadas com discernimento para não nos tornarmos escravos delas e comprometermos a nossa saúde.

Na era da Internet as informações transitam numa velocidade estrondosa e, por isso, tem impactado à vida das pessoas para melhor ou para pior. Para melhor quando as tecnologias são aplicadas para o bem-estar em comum e para pior quando compromete à saúde dos usuários da Rede Mundial de Computadores. Isso tem influenciado significativamente, no que diz respeito, ao aumento da ansiedade e síndromes ligadas ao processo de aprendizagem, concentração e os pensamentos acelerados.

A definição de pensamento ainda é bastante complexa de entender. Mesmo assim, é inegável dizer que os pensamentos são imagens. Diariamente somos bombardeados por inúmeros pensamentos, em sua maioria, indesejáveis. O problema é que quanto mais queremos nos livrar de um pensamento teimoso mais nos ligamos a ele. Por que será que isso acontece conosco?

Nós, seres humanos, através dos órgãos do sentido, influenciamos e somos influenciados. Por isso, devemos estar atentos aos nossos sentimentos no dia a dia e fazermos uma separação consciente daquilo que queremos pensar realmente. Considerando que os pensamentos são difíceis de pará-los é importante lembrar que a substituição de um pensamento ruim por outro bom pode melhorar consideravelmente as nossas vidas. Sei que não é uma tarefa fácil, porém precisamos ser protagonistas da nossa história e termos coragem para viver de forma conciliada com as tecnologias. Para isso, vale considerar que a solidariedade e a empatia são elementos cruciais à garantia de sobrevivência nestes dias difíceis.

Fortalecendo a ideia de que os nossos pensamentos são sementes dentro de nós, vale sugerir que os bons pensamentos podem resultar em sentimentos agradáveis. Desta forma, verifica-se viável o uso das tecnologias em favor da capacitação humana e adaptabilidade às leis da vida. Sem esquecer-se de que a grande tecnologia produzida é o ser humano e não as máquinas sofisticadas.

Perante algumas posturas mentais equivocadas, dos seres humanos, em querer se dá bem a todo custo, mesmo causando dores ao próximo, é muito perigoso. A ganância de competir sempre ao invés de colaborar, torna as pessoas doentes. A esse respeito Sócrates disse muito bem: “nenhum de nós, sozinho, é tão bom quanto todos juntos”. Por isso, há uma necessidade de pensarmos o bem, o belo e o verdadeiro para aprendermos a ganhar todos juntos tendo como objetivo principal o crescimento humano (considerando o ser humano como um fim em si e não como meio) agregando valor à pessoa que pensa no bem coletivo.

Escrevo essas coisas, mas sei que estou aprendendo junto com você. Não sabemos de tudo, mas todos nós sabemos alguma coisa na vida. Sabemos que para melhorarmos a nossa sintonia mental, os nossos pensamentos, dependemos do nosso compromisso em querer a mudança.  A esse respeito, pode-se afirmar que há um certo desconforto quando nós somos desafiados a crescer, mas isso não deve ser considerado uma mutilação e sim um estímulo para alcançarmos maiores conquistas.

Portanto, é importante firmar o propósito de vida, de forma clara, como missão e assim poderemos nos prevenir das manipulações em massa. Além disso, é preciso ser responsável naquilo que pensamos e percebermos se os nossos pensamentos permeiam as entrelinhas da gentileza, inspiração, verdade e necessário. Não se esqueça que os pensamentos podem gerar ideias e, consequentemente, sentimentos. Por isso, cuidado com os seus pensamentos!

Josiel Bezerra

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.