RedeGN - Imprimir Matéria

Voto impresso rejeitado. Base governista foi derrotada na Comissão Especial

05 de Aug / 2021 às 23h19 | Política

A base governista que defendia a aprovação do voto impresso nas eleições de 2022 foi derrotada nesta noite de quinta-feira (5) na Comissão Especial da Câmara dos Deputados.

A proposta de Emenda à Constituição (PEC), de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), previa a impressão de votos nas eleições, referendos e plebiscitos.e foi relatada pelo deputado Filipe Barros (PSL-PR) e teve somente 11 votos favoráveis, com 23 votos contrarios.

Com a derrota da proposta que vinha causando grandes discussões entre o presidente jair Bolsonaro e integrantes do STE e STF, o deputado Junior Mano (PL-CE), designado novo relator, deverá elaborar um outro relatório, desta vez pelo arquivamento da PEC,

Como determina o regimento da Câmara dos deputados. A votação deve acontecer já nesta sexta-feira (6).

Em que pese a rejeição na comissão especial, a proposta ainda não está definitivamente sepultada, já que o presidente da casa, Arthur Lira, avalia colocar ela em votação no plenário, uma brecha possível.

Em entrevista ao G1 o líder do MDB, Isnaldo Bulhões (AL), disse que há possibilidade da discussão no plenári existe, mas não acredita que Lira paute: "Acredito que ele não pautará o tema", opinou.

Foto Najara Araújo/Câmara dos Deputados

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.