RedeGN - Imprimir Matéria

Bahia investe R$ 305 milhões na requalificação das escolas para retomada das aulas presenciais

23 de Jul / 2021 às 07h30 | Variadas

A Bahia está investindo R$ 305 milhões para a requalificação das escolas públicas na retomada das aulas presenciais, na próxima segunda-feira (26). Nas unidades escolares foram realizadas manutenções e adequações que possibilitarão que os alunos sejam recebidos com mais segurança, por conta dos protocolos que foram implantados. Conforme anunciado pelo governador Rui Costa, o retorno às aulas será de forma híbrida.

Dentre as ações de prevenção e controle, o Governo adquiriu termômetros, máscaras, álcool em gel e tapetes sanitizantes; e foram instalados pias e lavabos para a higienização das mãos. Além de aparelhar as escolas, o Governo do Estado também investiu em aquisição de equipamentos digitais; infraestrutura tecnológica e conectividade; e na formação de professores. Há também uma previsão de mais R$ 62 milhões para manutenção e pequenas reformas, ainda neste ano, visando aprimoramento da rede física das escolas. Na reforma e construção de novas escolas e complexos poliesportivos educacionais, que estão sendo realizadas independentemente da pandemia, estão sendo investidos cerca de R$ 1 bilhão pelo Governo do Estado.

O secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, garantiu que o Estado está preparado para realizar de maneira organizada este retorno. "A escola está preparada para receber os estudantes e servidores. As salas estão preparadas com ventiladores, com uma melhor aeração, cuidaremos para que os estudantes recebam e usem máscaras, e vamos aferir a temperatura. Nós estamos iniciando essa etapa porque os indicadores estão favoráveis para esse modelo. A nossa primeira motivação para este retorno ao aprendizado é o cuidado com a realização de todos os protocolos de segurança", disse.

Modelo híbrido

Cada colégio tem autonomia para reforçar as medidas de segurança que melhor lhe convier, e deverá ser divulgada pelos diretores e coordenadores. Mas, no modelo atual, a escola receberá 50% dos alunos em sala, e a outra metade terá aulas de maneira remota. A divisão dos grupos deve ser feita por ordem alfabética. A semana escolar passará a ter mais um dia; parte do grupo estudará segunda, quarta e sexta, e a outra parte terça, quinta e sábado.

Na unidade escolar, os alunos deverão passar por aferição de temperatura na entrada, ficarem, no mínimo, a 1,50 metro de distância, além de utilizar os equipamentos de segurança oferecidos pelo Governo. A rede estadual conta com 25.716 escolas nos 417 municípios baianos.

Da Redação RedeGN

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.