RedeGN - Imprimir Matéria

Live em homenagem a João Gilberto celebra 90 anos de nascimento do pai da Bossa Nova

10 de Jun / 2021 às 14h03 | Variadas

O cantor e ativista cultural Mauricio Dias, conhecido como Mauriçola, faz uma live em homenagem ao músico João Gilberto, ícone da Bossa Nova, que faria 90 anos nesta quinta-feira (10). Natural de Juazeiro, o violonista, considerado um dos 100 maiores artistas da música brasileira, faleceu em 2019. A apresentação será às 18h, na internet.

Mauriçola é um talentoso músico e pesquisador da vida e obra de João Gilberto se conheceram há cerca de 40 anos. Desde então, o 'pai da Bossa Nova' se tornou referência para o músico, também natural de Juazeiro. Ele utilizou o imóvel onde viveu João Gilberto e hoje funciona como um memorial do artista para celebrar a data de nascimento do cantor.

João Gilberto Prado Pereira de Oliveira concluiu em 1961 a trilogia de álbuns fundamentais que apresentaram a bossa nova ao mundo: "Chega de saudade" (1959), "O amor, o sorriso e a flor" (1960) e "João Gilberto", de 1961.

O álbum que marcou o início do gênero, em 1959, "Chega de saudade", traz a música de mesmo nome composta por Tom Jobim (1927-1994) e Vinícius de Moraes (1913-1980).

A canção havia sido apresentada em um LP em abril de 1958 por Elizeth Cardoso (1920-1990), mas a versão mais conhecida, com a voz de João, foi lançada em agosto do mesmo ano.

“João desconstruiu o samba para reconstruí-lo. Influenciou a maneira de cantar, de tocar, da dissonância na música brasileira. João Gilberto é um gênio musical. Todas as canções que ele interpreta de [Tom] Jobim, de Vinícius [de Moraes], as que ele compôs, têm uma genialidade que influenciou o jazz. E a suavidade, o jeito de emitir o som de voz e violão”, descreveu.

G1/TV São Francisco

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.