RedeGN - Imprimir Matéria

Diversidade de estilos de Dança marca a programação da Mostra Liquidificador de Corpos

08 de Apr / 2021 às 06h30 | Variadas

Do ballet ao contemporâneo, contando com Dança do Ventre e estilos urbanos, a programação da Mostra Liquidificador de Corpos promove a pluralidade da linguagem da Dança em suas plataformas digitais, contando com a participação de artistas de cidades do interior brasileiro.

A diversidade não fica só nos estilos, há diversos formatos, como videodança, lives, intervenções na rua e até uma webfesta. As transmissões estão sendo realizadas até sábado (10), todas com acesso gratuito no Instagram do projeto (@liquidificadordecorpos) e em exibições no Youtube (https://abre.ai/youtubeculturama).

Todos os dias, às 09h, estão sendo disponibilizados espetáculos de Dança no YouTube e os artistas criadores das obras participam de bate-papos com o público em live no Instagram, sempre às 17h. Além dos diálogos, as lives na rede social também são palco para apresentações de intervenções urbanas, coreografias curtas e espetáculos ao vivo. A programação detalhada pode ser acessada online (https://apptuts.bio/liquidificador). Após a realização, o material fica disponível no canal do IGTV do perfil.

As atividades formativas do projeto também são sucesso de público. As dez oficinas oferecidas gratuitamente tiveram turmas cheias de participantes de várias partes do interior do país, vindos da Bahia, do Ceará, de Pernambuco, do Pará e de outros estados. A mostra também organizou duas residências criativas, que resultaram em duas criações inéditas com artistas de diferentes regiões participando de suas casas: o experimento Parkour em Casa com orientação de João Rafael Neto (Salvador-BA) e a vídeo performance Tempo Movimento pelo artista Fernando Pereira (Petrolina-PE). As duas obras podem ser assistidas no IGTV do projeto (https://abre.ai/igtvliquidificador).

“Essa edição foi um desafio, tivemos que adaptar toda a nossa programação para o ambiente virtual. Foi preciso propor aos artistas que suas obras acompanhassem esse processo e se adaptem às plataformas que usamos, pensando na adesão do público que está nesse mundo virtual, mas também como a dança pode dialogar com essas ferramentas”, comenta Adriano Alves, coordenador geral da mostra. 

Mostra de videodanças - O diálogo entre a Dança e o Audiovisual está cada vez mais pulsante na produção nacional, já que esse caminho conhecido como videodança ganha ainda mais destaque durante o isolamento social. Na Mostra Liquidificador de Corpos, há duas ações com filmes de Dança, uma mostra online no canal do YouTube (https://abre.ai/youtubeculturama) e a exibição de obras em barquinhas que fazem a travessia entre as cidades de Juazeiro-BA e Petrolina-PE, fazendo com que a Dança ocupe espaços não convencionais e chegue ao público que não tem costume de acompanhar programações culturais.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Ascom

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.