RedeGN - Imprimir Matéria

Prefeitura de Vitória da Conquista volta atrás e decide obedecer ampliação de toque de recolher

22 de Feb / 2021 às 13h45 | Coronavírus

A prefeitura de Vitória da Conquista, cidade que fica no sudoeste da Bahia, voltou atrás e decidiu que vai obedecer a ampliação do toque de recolher determinado pelo governo do estado, a partir desta segunda-feira (22).

O novo decreto prevê restrição de circulação das 20h às 5h. O número de cidades que terão que respeita o decreto também foi ampliado e passou de 343 para 381.

Em vídeo publicado nas redes sociais, a vice-prefeita da cidade, que está no exercício da prefeitura desde que o gestor municipal foi internado com Covid-19, disse que a cidade vai seguir o decreto, mas que na sexta-feira (26) vai reavaliar a situação. A determinação do estado é até o domingo (28).

Nesta segunda-feira (22), a cidade tem 94% de taxa de ocupação tanto nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos, quanto nos pediátricos, segundo a Central Integrada de Comando e Controle da Saúde.

O decreto foi ampliado depois que o estado atingiu 80% de ocupação de leitos de UTI. Nas redes sociais, a prefeitura informou que vai manter as restrições das 22h às 5h, conforme decreto anterior.

Durante a manhã desta segunda-feira, o governador Rui Costa falou sobre a situação dos leitos de Vitória da Conquista.

"Conquista tem, ao todo, 70 leitos de UTI para a Covid. Desses, 60 leitos são do governo do estado e apenas 10 são contratados pelo município de Vitória da Conquista. Lá na região [sudoeste], nós estaremos abrindo essa semana os leitos em Caetité, em um hospital de oncologia que nós abrimos e nós vamos suspender temporariamente o atendimento de cirurgia oncológica, para poder viabilizar mais 10 leitos de UTI".

"Conquista está com quase 100% de leitos. Ontem mesmo a prefeita [em exercício] me disse que só tinha disponível três leitos".
Mesmo antes da prefeitura decidir obedecer ao decreto estadual, o governador já havia afirmado que ele vai ser cumprido e que haverá fiscalização e repressão do desrespeito à medida.

"A humanidade não passa por isso há muito tempo e as pessoas não podem se dar o privilégio, de enquanto temos pessoas morrendo, os leitos se esgotando, as pessoas acharem que podem se aglomerar em bares e restaurantes sem máscara e espalhando o vírus para outras pessoas".

"O decreto será cumprido e eu já pedi o máximo de rigor da Polícia Civil e da Polícia Militar também em Vitória da Conquista e vão ser feitas blitz em várias ruas da cidade".

G1 Bahia

© Copyright RedeGN. 2009 - 2021. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.