RedeGN - Imprimir Matéria

CRPN e a 75ª CIPM lançam Projeto Racionalize, Economize e Proteja

21 de Nov / 2020 às 12h00 | Policial

O presente Projeto tem a concepção contemporânea de, seguindo a tendência das grandes empresas da atualidade, promover um modelo de cultura organizacional para a prática contínua do uso racional dos bens, equipamentos, materiais de consumo e permanentes, tudo como modo de alcançar a proteção e manutenção do meio ambiente, gerando uma economia entre as diversas Unidades de uma mesma Organização, evitando o desperdício, perda de produtos pelo vencimento da data de validade, otimizando o emprego do recurso público

Para o Comandante do CPRN, Cel Nilton Paixão, a proposta é de envolvimento de todo o orgânico tendo a 75ª CIPM como unidade experimental e núcleo fomentador.

Com alcance e busca do envolvimento de cada Policial Militar no desenvolvimento de uma cultura organizacional, voltada para um consumo consciente como uma questão de hábito: isso porque, segundo o Cel QOPM Nilton Paixão, pequenas mudanças em nosso dia-a-dia têm grande impacto no futuro. Assim, o consumo consciente é uma contribuição voluntária, cotidiana e solidária para garantir a sustentabilidade da vida em sociedade e do planeta no presente, e a gerações futuras.

Na visão do Major QOPM Roberto, Cmt da 75 ªCIPM, essa iniciativa louvável do Cmd do CPRN, surge em sintonia com dois dos principais Objetivos Estratégicos do Plano Estratégico da Corporação PMBA, quais sejam: OE-13 O de garantir a logística Adequada as necessidades da Instituição e o *OE15 Modernizar a Corporação com melhores praticas de gestão e controle. Ademais, conceitos e práticas relacionados ao consumo racional e econômico, voltados a preservação ambiental, acabam em última instancia, influenciando subjetiva e positivamente a vida das pessoas, promovendo bem estar e satisfação pessoal.

Ascom 75ª CIPM

© Copyright RedeGN. 2009 - 2020. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.