RedeGN - Bahia mantém status de livre de febre aftosa com vacinação

Bahia mantém status de livre de febre aftosa com vacinação

Definidos os próximos passos para a realização, ainda este mês, de dois inquéritos soro epidemiológicos para febre aftosa no Estado, conforme prevê o Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa-PNEFA. Em reunião esta semana, na sede do Serviço Nacional de Aprendizado Rural (Senar), em Feira de Santana, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) e o Ministério da Agricultura discutiram a padronização dos procedimentos dos inquéritos.   

O primeiro deles vai avaliar a eficiência da vacinação contra febre aftosa. O trabalho visa certificar os índices de cobertura vacinal nas últimas etapas de vacinações do rebanho bovino do Estado, que foram superiores a 97% e, nos últimos anos, têm se limitado às unidades da Federação habilitadas para exportação à União Européia.  

O segundo inquérito prevê estudo para confirmar a ausência de circulação viral, condição essencial para manter o status da Bahia como livre de aftosa com vacinação, requerida pela Organização Mundial de Saúde Animal – OIE. 

Dessa maneira, a Bahia estará dando um passo grande na defesa sanitária, reafirmando o compromisso do Estado, das entidades envolvidas no setor agropecuário, da cadeia produtiva da carne e dos produtores rurais para manter o status de livre de febre aftosa com vacinação, sendo um dos pré-requisitos para o Estado se credenciar como habilitado à exportação de carne, juntamente com outras unidades da Federação já habilitadas. 

O objetivo dos estudos é fornecer informações estratégicas para gestão do PNEFA, atender normas da OIE referentes à manutenção de status sanitário e cumprir a certificação acordada com mercados importadores de carne bovina brasileira, com especial atenção ao mercado da União Européia.