RedeGN - Evasão escolar na rede pública estadual de Pernambuco atinge média de 4,7% por causa da pandemia

Evasão escolar na rede pública estadual de Pernambuco atinge média de 4,7% por causa da pandemia

Dados da Secretaria Estadual de Educação apontam que a evasão escolar na rede pública de Pernambuco atingiu uma média, 4,7% por causa da pandemia de Covid-19. Esse índice está baseado na quantidade de alunos que não voltaram às aulas, de forma presencial ou remota, nos ensinos fundamental e médio, que tiveram percentuais diferentes.

O maior percentual da evasão escolar, de acordo com o governo, foi registrado entre os estudantes do ensino fundamental. Dos 134 mil matriculados, cerca de 6% não voltaram às aulas. Isso equivale a, aproximadamente, 8 mil alunos.

No ensino médio, o problema atingiu cerca de 11,2 mil dos 320 mil matriculados. Nessa modalidade, o índice de evasão chegou a 3,5%.

De acordo com a Secretaria de Educação e Esportes (SEE) de Pernambuco, há, no total, 544.650 estudantes matriculados em 2021. Desses, 134 mil são dos anos finais do ensino fundamental e outros 320 mil, do ensino médio.

Outros 90 mil são da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da educação indígena e da educação infantil, que, apesar de ser de responsabilidade dos municípios, também é mantida, minoritariamente, pelo governo do estado.

As aulas presenciais foram suspensas pela primeira vez em março de 2020. Diante de uma redução do número de casos da doença, o governo liberou a retomada gradual das atividades, um ano depois.

O cronograma de retorno gradual às aulas presenciais na rede pública de ensino começou em fevereiro deste ano.

A rede estadual finalizou a retomada em março, enquanto os municípios determinaram os próprios calendários, com base nas próprias características epidemiológicas e de infraestrutura.

G1 Globo Nordeste Foto reprodução