RedeGN - Localizado em um Hotel no México, prestes a ser preso, Zé Trovão muda foco do STF para o senado

Localizado em um Hotel no México, prestes a ser preso, Zé Trovão muda foco do STF para o senado

Depois de praticamente uma semana foragido, o líder de um grupo de caminheiros ligados às pautas bolsonaristas, Zé trovão, foi localizado no México, escondido em um hotel e deve ser preso nas próximas horas.

Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, insuflava já do México as pautas antidemocráticas e reiterava através das redes sociais ameaças a ministros do STF.

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, mais conhecido como Zé Trovão, divulgou um novo vídeo em que diz que aguardava ser preso, após saber que a embaixada brasileira o havia procurado no hotel.

Hoje mais cedo, após ter vazado um áudio do presidente Bolsonaro pedindo aos caminhoneiros para retroceder nos protestos, Zé Trovão divulgou um vídeo chamando Bolsonaro a intervir para manutenção da paralização. O caminhoneiro lamenta a posição atribuida a Bolsonaro e diz que sua vida "está destruída".


Agora à tarde, em outro vídeo, Zé trovão, mudou o discurso e passou a dizer que a pauta da mobilização não tem nada a ver com o presidente e sim com “o povo brasileiro”, defendendo uma mudança de foco, desta vez contra o presidente do senado, Rodrigo Pacheco, a quem acusa de omisso por não colocar em votação o pedido de impeachment de Alexandre de Moraes.

A série de Vídeos mostra um líder caminhoneiro já bem mais ameno nas suas colocações e variando de discurso à medida que sua prisão vai se aproximando.

Um encontro do presidente Jair Bolsonaro com caminhonheiros em Brasília estava previsto para esta tarde.

Da redação redeGN