RedeGN - Homem que matou mulher de 56 anos a pedradas em Maniçoba é condenado a oito anos de prisão em regime semiaberto, família vai recorrer

Homem que matou mulher de 56 anos a pedradas em Maniçoba é condenado a oito anos de prisão em regime semiaberto, família vai recorrer

O réu Israel Ferreira da Cruz foi condenado há oito anos de prisão, em regime semiaberto, pelo assassinato de Antônia da Silva Santos Nere, na época com 56 anos. O crime aconteceu no dia 6 de setembro de 2020, no distrito de Maniçoba, zona rural de Juazeiro-BA, e a vítima, de acordo com a Polícia Civil, foi morta a pedradas.

O julgamento, que durou cerca de três horas, foi realizado no Fórum Conselheiro Luiz Viana Filho, de Juazeiro, na manhã desta terça-feira (17). De acordo com informações do site PNB, a família da vítima informou que a defesa de Israel alegou que se o mesmo não tivesse se entregado e confessado o crime à polícia, o caso não teria sido eluciado, e disse também que não houve uma investigação detalhada do crime. A família relatou ainda que a defesa justificou que, no momento do ocorrido Israel estava bêbado e drogado, por tanto, não estava lúcido, e que cometeu o crime por sofrer de problemas mentais.

A família de Antônia se disse insatisfeita com o veredito do júri, que culminou na condenação de Israel Ferreira há oito anos de prisão, em regime semiaberto. Os familiares, que acompanharam o julgamento de perto, afirmaram ainda que vão recorrer da decisão, informou o site.

O crime

Na época do crime, a Polícia Civil informou que a vítima foi assassinada a pedradas. O acusado fugiu, mas depois se apresentou espontaneamente na delegacia, confessando o crime. Israel alegou que tem problemas mentais e que assassinou a vítima durante um surto.

No dia do crime, a vítima dormia sozinha em casa e foi surpreendida pelo então suspeito, informou a família na época.

Da Redação RedeGN