RedeGN - Juazeirense garante vaga na disputa para Copa do Nordeste em 2022

Juazeirense garante vaga na disputa para Copa do Nordeste em 2022

Ontem (24) a Juazeirense venceu o Murici, em Alagoas, por 3 x 0, manteve a liderança isolada do grupo A4, mas a temporada de boas notícias não parou por ai e o clube tomou conhecimento que sua vaga na seletiva para a Copa do Nordeste do ano que vem está garantida.

Uma mudança que vinha sendo discutida há 3 anos foi confirmada neste sábado pela Liga e o número de clubes que vão disputar a fase preliminar da Copa do Nordeste passará de 8 para 24 clubes.

Criada em 2018 para enxugar a fase principal, de 20 para 16 clubes, a “Pré-Copa do Nordeste” agora será bem mais ampla e o novo regulamento deve ser publicado em poucos dias.

Com o novo formato a Bahia agora terá seis representantes na disputa: Bahia e Atlético de Alagoinhas, que entram na competição somente a partir da fase de grupos, além de Vitória, Bahia de Feira, Juazeirense e Jacuipense, que vão disputar as fases preliminares para tentar uma das 4 vagas disponíveis para a competição em 2022.

A seguir, a nova distribuição de vagas do Nordestão, com o aumento total de 20 para 36.

Vagas na fase principal (16 clubes, 12 pré-classificados e 4 da preliminar)

– 9 campeões estaduais
– 3 times via Ranking da CBF das três federações de melhor posição (atualmente, CE, BA e PE).
Vagas na fase preliminar (24 clubes, valendo 4 vagas na fase principal)

– 9 vice-campeões estaduais (em caso de vaga via ranking nas três federações acima, vai o 3º lugar)
– 3 vagas ao 3º lugar das três federações de melhor ranking (em caso de vaga acima, vai o 4º lugar)
– 9 vagas via Ranking da CBF, uma por estado (excetuando todos os times classificados acima)
– 3 melhores no Ranking da CBF sem distinção de estado (excetuando todos os classificados acima)

Abaixo, a lista completa de participantes da próxima edição do Nordestão, com 36 times somando todas as fases. 

ALAGOAS (3 times) – CSA (campeão AL; G), CRB (vice AL; 31º, P2) e ASA (ranking AL; 78º, P1)

BAHIA (6 times) – Atlético de Alagoinhas (campeão BA; G), Bahia (ranking BA; 11º, G), Vitória (ranking BA; 23º, P2), Bahia de Feira (vice BA; 103º, P1), Juazeirense (3º lugar BA; 81º, P1) e Jacuipense (ranking geral; 71º, P1)

CEARÁ (5 times) – Fortaleza (campeão CE; G), Ceará (ranking CE; 14º, G), Ferroviário (3º lugar CE; 57º, P2), Atlético (4º lugar CE; 119º, P1) e Floresta (ranking CE; 91º, P1)

MARANHÃO (3 times) – Sampaio Corrêa (campeão MA; G), Moto Club (vice MA; 67º, P1) e Imperatriz (ranking MA; 61º, P1)

PARAÍBA (4 times) – Campinense (campeão PB; G), Sousa (vice PB; 192º, P1), Botafogo (ranking PB; 49º, P2) e Treze (ranking geral; 65º, P1)

PERNAMBUCO (5 times) – Náutico (campeão PE; G), Sport (ranking PE; 20º, G), Salgueiro (3º lugar PE; 64º, P1), Santa Cruz (4º lugar PE; 41º, P2) e Central (ranking PE; 86, P1)

PIAUÍ (3 times) – Altos (campeão PI; G), Fluminense (vice PI; s/r, P1) e River (ranking PI; 77º, P2)

RIO GRANDE DO NORTE (3 times) – Globo (campeão RN; G), ABC (vice RN; 52º, P2) e América (ranking RN; 59º, P2)

SERGIPE (4 times) – Sergipe (campeão SE; G), Lagarto (vice SE; 209º, P1), Confiança (ranking SE; 47º, P2) e Itabaiana (ranking geral; 73º, P1).

Da redação redeGN