RedeGN - Fé e emoção marcam Missa dos Vaqueiros de Curaçá, com transmissão via redes sociais

Fé e emoção marcam Missa dos Vaqueiros de Curaçá, com transmissão via redes sociais

Conhecida como a Terra dos Vaqueiros, Curaçá, na Bahia, vivenciou neste último final de semana mais uma celebração religiosa marcando a data da festa cultural mais importante do município.

Um dos pontos fortes da festa dos Vaqueiros de Curaçá, que já caminha para seus 70 anos de realização, é a Missa dos Vaqueiros, realizada na Igreja Matriz.

A celebração, que sempre reuniu presencialmente centenas de pessoas, desde o ano passado, em virtude da pandemia, vem sendo realizada no formato de live, com transmissão por emissoras de rádio e pelas redes sociais da Paróquia local e da prefeitura do município.

Neste domingo (4) a população acompanhou, direto das suas casas, a celebração religiosa qie foi presidida pelo Padre Gilvan Regis e concelebrada pelo Padre Donizete. A missa foi marcada por emoção, aboios, musicas, poesias e outras apresentações culturais, com bênçãos e muitos pedidos de proteção para a figura dos vaqueiros, seus animais e familiares.

A pandemia nos proibiu de reunir centenas de vaqueiros nesta tradicional missa, numa a verdadeira romaria de fé, mas não nos impede de realizar nesta amanhã a autentica celebração, com suas manifestações, na indumentárias e na religiosidade”, disse uma das celebrantes, já na abertura.

A convite, o prefeito Pedro Oliveira saudou a presença dos novos celebrantes, sem esquecer o Padre João, que por muitos anos comandou a celebração religiosa na Festa dos Vaqueiros de Curaçá: “Quero saudar o Padre Regis e o Padre Donizete, sem esquecer do Padre João, pois sei que hoje seu coração está aqui e cumprimentar de modo especial todos os vaqueiros de Curaçá. Em nome do meu pai, Zé de Biluca, que nunca perdeu uma celebração, quero que todos se sintam abraçados. Mesmo com todas as restrições, nós do governo, a A AVAPEC e a Sociedade dos Vaqueiros não poderíamos deixar passar em branco essa data, que é tão marcante para homenagearmos o homem forte do sertão nordestino e de Curaçá. Que Deus possa nos abençoar, a vacina chegou, está chegando mais e no ano que vem, com certeza, Curaçá ficará pequena para reunir todos que desejam matar a saudade dessa festa. Vamos fazer, se Deus quiser, realiar a maior festa dos vaqueiros do mundo!”, destacou.

Como no ano interior, já em meio à pandemia, além da missa, esse ano a população pode acompanhar das suas casas toda a programação, incluindo a Alvorada, com desfile de vaqueiros por ruas e avenidas da cidade, shows musicais e outras atividades culturais com transmissão radiofônica e pelas redes sociais da prefeitura de Curaçá e dos parceiros da organização.

Para assistir à celebração da missa e outros momentos da festa, é só acessar o Facebook da prefeitura de Curaçá, que todo a programação continua disponível.

Ascom Curaçá