RedeGN - Laboratório registra dois tremores de terra em Jacobina; cidade contabilizou terceiro abalo em três dias

Laboratório registra dois tremores de terra em Jacobina; cidade contabilizou terceiro abalo em três dias

A cidade de Jacobina, no norte da Bahia, registrou dois novos tremores de terra nesta quinta-feira (10). Os abalos foram captados durante a madrugada, à 1h40, e às 8h06, de acordo com o Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que monitora a região.

Segundo o laboratório, os dois tremores atingiram a magnitude 1.6 mR, considerado de baixa intensidade. De acordo com o LabSis, não há informações de que moradores tenham escutado ou sentido o evento desta quinta-feira.

Na segunda-feira (7), outro tremor foi registrado no município. Na ocasião, o LabSis informou que o abalo foi de 1.6 mR. O laboratório informou ainda que segue o monitoramento contínuo de eventos sísmicos e tem informado à Defesa Civil sobre as ocorrências.

Entre fevereiro e março deste ano, pelo menos quatro abalos foram registrados no município. No dia 18 de março, dois tremores, com magnitude de 2.2 mR e 1.7 mR, ocorreram em Jacobina. Em 3 de fevereiro, mais um abalo, desta vez de 2.7 mR, ocorreu na região. Este, de intensidade mais alta, chegou a ser escutado pelos moradores da cidade.

Em entrevista ao podcast "Eu Te Explico", do G1 BA, o coordenador do LabSis, Aderson Nascimento, falou sobre a frequência dos abalos na Bahia.

"Em média, não existe razão nenhuma pra gente pensar que a sismicidade de uma hora pra outra ela aumenta. Ela aumenta e diminui. Quando você pega um certo intervalo de tempo, em média, é sempre a mesma. Não tem nenhuma razão para pensar que ela aumentou. O que aumentou, de fato, isso é notável, é a nossa capacidade de monitoramento e detecção".

Tremores com intensidade abaixo de 2mR são captados somente pelos sismógrafos. Entre 2.1 e 4 pontos de magnitude, o impacto é semelhante à passagem de um veículo pesado.

G1 Bahia