RedeGN - Copa Brasil: Jogadores do Cruzeiro e comissão técnica reclamam da qualidade do gramado do Estádio Adauto Moraes

Copa Brasil: Jogadores do Cruzeiro e comissão técnica reclamam da qualidade do gramado do Estádio Adauto Moraes

O palco da partida é um ponto de preocupação do Cruzeiro. Segundo apurou o Globo Esportes, jogadores e comissão técnica não gostaram da qualidade do gramado do Adauto Moraes.

Há muito além dos R$ 2,7 milhões (premiação concedida a quem chega às oitavas de final da Copa do Brasil) em jogo neste Juazeirense x Cruzeiro, desta quarta-feira, às 19h (de Brasília), no Adauto Moraes, em Juazeiro-BA. Para a Raposa, há outros nós a serem desatados na partida da competição em que é o maior campeão (seis títulos).

Vindo de quatro derrotas nos últimos cinco jogos, o Cruzeiro busca a classificação para as oitavas de final. E a vaga passa muito pela melhora defensiva. Se não levar gols, já se garante entre os 16 melhores times do torneio. Mas é exatamente a parte da defesa (então ponto forte) que vem pesando nesta sequência ruim.

Nestes últimos cinco jogos - semifinais contra o América-MG, ida contra a Juazeirense e duas primeiras rodadas da Série B - o Cruzeiro levou 12 gols. O triplo que havia levado, por exemplo, na primeira fase do Campeonato Mineiro.

O palco da partida é um ponto de preocupação do Cruzeiro. Segundo apurou o ge, jogadores e comissão técnica não gostaram da qualidade do gramado do Adauto Moraes.

Além disso, o Cruzeiro tenta retomar o bom desempenho como visitante; algo marcante, principalmente, na Série B do ano passado. O time não vence há três jogos nesta condição. Além das derrotas para América-MG e Confiança, o time também perdeu para o Pouso Alegre (1 a 0, na primeira fase do Mineiro).

Mas Felipe Conceição precisará vencer este desafio para respaldar o seu trabalho na Raposa diante da sequência ruim. O treinador vem enfrentando problemas internos e externos para construir uma sequência positiva de resultados.

Por isso, a partida tem contornos decisivos para o treinador. Se conseguir passar, alcançará o segundo objetivo traçado inicial, o que será argumento importante para se manter forte na Raposa e, aí sim, tentar buscar uma recuperação na Série B, já que o Cruzeiro é o lanterna com nenhum ponto conquistado.

A reportagem é de Gabriel Duarte — de Belo Horizonte, para o Globo Esporte.

Globo Esportes