RedeGN - SindilimpBA acompanha processo de vacinação dos trabalhadores de limpeza na Bahia e diz que "interior avançou"

SindilimpBA acompanha processo de vacinação dos trabalhadores de limpeza na Bahia e diz que "interior avançou"

A vacinação contra a covid-19 para garis e margaridas segue em diferentes regiões da Bahia, mas está longe de alcançar todos os 417 municípios do estado. Por conta disso, a direção do SindilimpBA, sindicato que representa os trabalhadores de limpeza urbana, está acompanhando os processos e aponta que o interior conseguiu avançar, ainda que de forma tímida.

"Estamos acompanhando. Cada cobrança dos profissionais, nós buscamos o diálogo com a gestão municipal ou com o estado para que os trabalhadores sejam vacinados urgentemente", salienta a coordenadora-geral do sindicato, Ana Angélica Rabello. 

De acordo com a entidade, além de Salvador, a imunização dos trabalhadores de limpeza urbana segue em municípios como Amargosa, Araçás, Brejões, Capim Grosso, Ipiaú, Itaberaba, Itabuna, Catu, Alagoinhas, Itiruçu, Jequié, João Sá, Porto Seguro, Tucano, Marcionílio Souza, entre outros. "O processo segue em quase todas as regiões do estado, mas ainda de forma tímida. É preciso que mais doses sejam disponibilizadas para esse público o quanto antes. Estamos vacinando pessoas acima de 50 anos e com comorbidades, mas vamos ampliar esse público", descreve Ana. 

O representante da categoria no estado, o vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT) lembra da dificuldade que foi para que os garis e margaridas fossem incluídos no plano nacional de vacinação. Suíca defende o Sistema Único de Saúde (SUS) e diz que sem o fortalecimento desse serviço para a população, as condições poderiam ser ainda mais desastrosas no Brasil durante essa pandemia. "Fato é que estamos avançando. E vamos cobrar cotidianamente que a vacinação desse público-alvo seja ampliada. É serviço essencial, são esses profissionais que nos ajudam a enfrentar a crise diariamente nas ruas", completa o edil.

Ascom do SindilimpBA