RedeGN - Professores realizam protesto contra supostas irregularidades em processo seletivo da prefeitura de Juazeiro

Professores realizam protesto contra supostas irregularidades em processo seletivo da prefeitura de Juazeiro

Profissionais da educação que participaram do processo seletivo realizado pela Secretaria de Educação e Juventude em Juazeiro (BA) promoveram na manhã desta quarta-feira (14), grande manifestação em frente ao Paço Municipal cobrando da prefeita Suzana Ramos que sejam sanadas algumas supostas irregularidades ocorridas no processo.

Em contato com a Rede GN uma professora desabafou “venho através do blog pedir que divulgue nosso aflição sobre as contratações do processo seletivo. Fizemos o processo seletivo da educação municipal de Juazeiro fomos classificados e na entrega dos documentos recebemos a notícia que não iríamos ser contratados, pois está no edital que só pode contratar os profissionais que estão fora da prefeitura há 90 dias. Essa lei existe desde 2009, porque só agora vai ser válida? O ministério público barrou o edital, mas a secretaria da educação alegou que precisava fazer esse procedimento, pois era uma emergência aí o ministério aceitou e logo em seguida a prefeitura não nos contrata por  conta dessa lei. Está tendo uma contradição.  Somos profissionais Geraldo precisamos de uma solução sobre o processo seletivo da educação de Juazeiro, Somos educadores e convidamos para abraçar essa causa”.

No convite para manifestação de hoje a argumentação era: “A educação de Juazeiro está em luto nesta nova gestão. Convidamos a todos para apoiar nossa luta de classe. Os contratados fizeram os trâmites legais para atuar na educação como professores em 2021 e estamos até a presente data esperando uma ligação até os professores da área rural que não tem telefone e nem conexão com operadora. Motivo uma lei de 2012, que até então não pode contratar professores por 03 meses por está na ativa, ou seja, por esse motivo nossas crianças e adolescentes estão sem professores e sem aulas. Convidamos a todos os pais, gestores, professores efetivos e contratados para apoiar essa causa”.

Entre as reivindicações está a revogação do inciso terceiro do artigo10 da Lei 2.017/2009, que exige o interstício de três meses para que profissionais contratados no regime REDA possam fazer novo contrato com a Prefeitura Municipal.

Sobre o assunto a Secretaria de Educação e Juventude recentemente enviou a seguinte nota de esclarecimento:

Prefeitura de Juazeiro reafirma transparência e lisura no processo seletivo da Educação

A Secretaria de Educação e Juventude (Seduc) de Juazeiro informa que o Processo Seletivo Simplificado para Agente de Portaria e Professor seguiu todas as etapas estabelecidas pelo Edital 02/2021, respeitando a lisura de cada processo, de acordo com o item 6 do Edital. Todas as etapas e suas repercussões foram amplamente divulgadas no site da Prefeitura de Juazeiro, imprensa local e redes sociais do governo municipal.

A Seduc ressalta que o período para anexação dos documentos chegou a ser prorrogado para atender a grande demanda e oportunizar aos demais candidatos a revisão documental. A Comissão Organizadora e Avaliadora do Processo Seletivo identificou diversos erros na anexação dos documentos por alguns candidatos, como por exemplo,  documentação incompatível para a função, ausência do requisito mínimo, ou ainda, documentos incompletos para o  preenchimento do campo pretendido. A Seduc destaca ainda que, a pontuação máxima permitida pelo Edital no critério Experiência Profissional era de até 5 anos (totalizando 2,5 pontos) não afetando assim, profissionais com maior tempo de experiência.

Da redação