RedeGN - Produtores reclamam da falta de infraestrutura nas estradas dos Núcleos de Irrigação em Petrolina

Produtores reclamam da falta de infraestrutura nas estradas dos Núcleos de Irrigação em Petrolina

Produtores de frutas de Petrolina reclamam da falta de infraestrutura da PE-633, conhecida como estrada do C3. A via está cheia de buracos e dificulta o transporte de mercadorias e passageiros, além de provocar prejuízos aos compradores de frutas.

A pista foi construída há dez anos e, segundo moradores, são feitas apenas obras de tapa buraco. A estrada do C3 dá acesso ao N6, N7 e também ao projeto Maria Tereza, importantes Núcleos de Irrigação da região. O comprador de frutas Fábio Cruz sofre com esses problemas.

“A gente perde horário, quebra carro, e isso vem se arrastando por muitos anos. A gente que sofre com isso”.

Em alguns trechos a via fica ainda mais perigosa. Sem visibilidade e sinalização em uma das curvas da pista, os motoristas acabam passando pelos buracos. A falta de acostamento também gera problemas para quem trafega no local. “Tem que adiantar no horário porque tem atraso nessa região, desviar dos buracos, o carro dá problema, é muito transtorno”, lamenta o motorista de van, Cival Taveira.

De acordo com o produtor rural Francisco Freire, os acidentes na estrada são constantes. Alguns motoristas tentam desviar e acabam caindo no canal. “Já aconteceu muitas mortes por causa dos buracos. Quem não conhece a estrada, em um descuido cai nos buracos". conta Francisco.

"É um desprezo. Aqui não tem ninguém para fazer nada, nem se quer para fiscalizar", lamenta o produtor rural.
Os moradores da região dizem que não sabem a quem recorrer. Os motoristas cobram um posicionamento das autoridades. “A gente espera que pelo menos amenizem a situação. Os políticos poderiam olhar mais um pouco para a zona rural”, destaca Fábio.

Em nota, a prefeitura de Petrolina informou que as rodovias se tratam da PE-633, 636 e 638 e que portanto, é responsabilidade do governo do estado fazer o recapeamento das vias. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER), disse que essas rodovias foram construídas pela Codevasf, e que é responsabilidade da companhia executar as ações necessárias de requalificação.

A superintendência da Codevasf, declarou que as vias estão em processo de transferência para o governo de Pernambuco, uma vez que fazem parte da malha rodoviária estadual. Os detalhes sobre o andamento do processo e quando deve ser finalizado não foram divulgados pela companhia.

G1 Petrolina Foto: Reprodução TV Grande Rio