RedeGN - Prevenção: Corpo de Bombeiros alerta população sobre cuidados com abelhas

Prevenção: Corpo de Bombeiros alerta população sobre cuidados com abelhas

Durante todo o ano são comuns atendimentos de ocorrências envolvendo abelhas, porém é na estação das flores e no verão que os incidentes com estes insetos aumentam consideravelmente. Estatísticas do Corpo de Bombeiros Militar apontam que durante o ano, a corporação atendeu centenas de chamados em todo Estado, sendo que menos de 1% dos atendimentos tiveram vítimas. 

Um dos fatores que explica esse aumento de enxames de abelhas são as altas temperaturas registradas, o forte calor e o desmatamento na zona rural faz com que os enxames de abelhas migrem para área urbana em busca de locais mais frescos para construírem suas colmeias, por isso é comum o aumento de incidentes com abelhas nesta época do ano. O calor também deixa as abelhas mais agitadas e agressivas.

Pensando na segurança da população o Corpo de Bombeiros Militar recomenda os seguintes cuidados:

Caso visualize um enxame de abelhas em seu quintal, e outros locais na zona urbana jamais tente fazer a remoção por conta própria, se afaste e ligue imediatamente para o telefone de emergência 193. Também para resgate de enxames chame em Petrolina SOS Abelhas 87 38674774. Juazeiro Bahia Projeto Abelha Viva 74988078757.

Atenção redobrada com as crianças e os idosos, oriente seus filhos para que não brinque próximo ao enxame e não jogue nenhum objeto nas abelhas.

Afaste os animais domésticos do enxame, qualquer barulho que eles façam, poderá irritá-las e desencadear um ataque. Abelhas não gostam de barulho, se for realizar algum trabalho que necessite utilizar máquinas barulhentas ou usar equipamentos motorizados faça uma inspeção cuidadosa do local e tenha certeza de que não exista nenhum enxame próximo.

Ao se deparar com um enxame de abelhas em deslocamento, abaixe-se e se perceber que será atacado, corra, preferencialmente em zigue-zague. Caso seja atacado, proteja das picadas o pescoço e o rosto, com a ajuda de uma camiseta ou outra vestimenta.

Pessoas comprovadamente alérgicas devem evitar caminhadas em locais próximos a locais que tenha enxames.

Mantenha a calma, não faça movimentos bruscos perto do enxame, evite bater nas abelhas, lembre-se: As abelhas têm o instinto natural de defender as colméias, e certamente irão atacar caso identifiquem alguma ameaça.

ECOLOGIA: As abelhas convivem em um sistema de extraordinária organização: Em cada colônia existem cerca de 80 mil abelhas, sendo uma única rainha, centenas de zangões e o restante são as operárias. Somente a rainha põe ovos férteis, os zangões são os machos e vivem para fecundar a rainha. As abelhas que possuem ferrão são as fêmeas, porém somente as operárias ferroam, cabe a elas a função de defender a colônia contra qualquer ameaça.

Elas possuem uma função fundamental para o planeta, são elas as responsáveis pela polinização, que é o processo que garante a produção de frutos e sementes e a reprodução de diversas plantas, sendo um dos principais mecanismos de manutenção e promoção da biodiversidade na Terra. A polinização é realizada também por pássaros, vespas, borboletas, entre outros, porém são as abelhas os agentes mais adaptados e eficientes, sendo dessa forma os mais importantes no processo de polinização.

Portanto, diante da comprovada importância das Abelhas, a Lei 9605/98 (LEI DOS CRIMES AMBIENTAIS) considera crime ambiental o extermínio de abelhas, a lei em seu artigo 29 traz o seguinte texto:

Art. 29 – Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida: Pena – detenção e multa.

Seguindo as orientações acima, certamente os incidentes com abelhas diminuirão. O Corpo de Bombeiros Militar atende 24hs e deve ser acionado em casos de emergência através do telefone 193.

Redação redeGN Foto Projeto Abelha Viva