RedeGN - Prefeitura de Juazeiro intensifica fiscalização para que comerciantes cumpram decreto em virtude do coronavírus

Prefeitura de Juazeiro intensifica fiscalização para que comerciantes cumpram decreto em virtude do coronavírus

Dentro da série de ações que visam limitar a circulação de pessoas em Juazeiro para evitar a disseminação do novo coronavírus, está o fechamento do comércio no período de sete dias, conforme o decreto 266/2020 assinado pelo prefeito Paulo Bomfim e publicado no Diário Oficial de Juazeiro da ultima segunda-feira (23).

Para garantir o cumprimento das medidas, as equipes de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAURB) em parceria com a Guarda Municipal estão trabalhando diariamente na sede e interior do município.

O prefeito Paulo Bomfim ressalta o compromisso da sua gestão na preservação da vida da população juazeirense, nesse momento de crise. “As medidas que estamos tomando têm como objetivo o enfrentamento da emergência de saúde pública que o mundo vive atualmente. São medidas amplamente discutidas com a equipe que compõe o Comitê que formamos para acompanhar essa crise. São ações necessárias e contamos com o apoio de toda a sociedade para vencermos essa luta. Fiquem em casa que nós estamos trabalhando pela segurança e bem estar do povo de Juazeiro”, destacou o prefeito.

Desde a terça-feira (24), data em que as medidas passaram a valer, as equipes estão em campo orientando os comerciantes. “Estivemos nos distritos de Pinhões, Maniçoba e em vários bairros de Juazeiro com objetivo de orientar os estabelecimentos que estejam descumprindo o decreto. Constatamos vários estabelecimentos abertos, a maioria são bares, restaurantes e casas de material de construção”, explica o coordenador de ordenamento urbano, Marcos Leite.

Marcos Leite destaca ainda que nesse primeiro momento os comerciantes estão sendo orientados, mas que se persistirem com o descumprimento do decreto, serão aplicados os procedimentos legais, “que prevê a autuação dos comerciantes com aplicação de multa que pode variar de R$ 133,00 a R$2.660,00”, acrescenta o coordenador.

Gardennia Garibalde/Ascom