RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 219 registros para a palavra: teatro

ESPETÁCULO DE TEATRO DE RUA "SER TÃO SER" CHEGA À REGIÃO

 
O espetáculo Ser TÃO Ser – narrativas da outra margem é resultado de um profundo mergulho em histórias coletadas em seis comunidades da região do extremo leste da cidade de São Paulo. Nessa pesquisa o grupo teve em mãos histórias de luta de um povo desterritorializado, jogado à margem de uma grande cidade, porém aguerrido. E justamente essas pessoas foram levadas ao centro desse espetáculo. Dessa forma, as histórias de luta revelaram um recorte: a luta por um pedaço de chão, por moradia. Essa questão social esteve presente em quase todas as histórias colhidas em mais de 80 horas de vídeo e outras tantas escutas em trajetos e conversas com os parceiros envolvidos direta ou indiretamente com o projeto. Como afirmou Leon Tolstoi: “Canta a tua aldeia e serás universal”. Assim, o Buraco d`Oráculo decidiu cantar o seu pedaço, a sua aldeia, pois seus integrantes também fazem parte dessa história de migração e luta, e habitam o mesmo sertão das pessoas que ouviram.

Ficou patente que o espetáculo tem algo de universal. Mas, apesar de muita caminhada, o grupo ainda não visitou, não apresentou nos sertões que impulsionaram toda esta história: os sertões dos integrantes do grupo, o chão de seus avôs, pais, mães e irmãos. E é nessa perspectiva que estamos percorrendo o sertão paulista (região noroeste do estado de São Paulo), o sertão cearense, baiano e pernambucano, perfazendo um total de 16 apresentações. Esse é o projeto Ser TÃO Ser por nossos sertões, contemplado com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz – 2012, e que conta com as parcerias da Prefeitura de Remanso, da Rede de Teatro Amador do Território do Sertão do São Francisco, do Núcleo de Arte Educação Nego D'Água (Naenda) e do Grupo Cafuringa para as realizações das apresentações nas cidades de Remanso, Juazeiro, Petrolina e Recife.Vamos começar o Fuzuê!!!
 
Programação
 
Petrolina – PE
Dia 30/08 - Praça do Bambuzinho - Petrolina 16h
Dia 31/08 - Povoado do Capim - 20h
 
Juazeiro - BA
Dia 02/09 - Praça da Misericórdia - Juazeiro - 10h
Dia 03/09 - Bairro do Quindé - Juazeiro - 20 horas
                   Vivência de Teatro, lançamento de livro e exibição do vídeo documentário “Histórias de um Ser TÃO Ser”
 
Recife – PE
Dia 06/09 – Pátio do Carmo - 16h
Dia 07/09 - Vivência de Teatro, lançamento de livro e exibição do vídeo documentário “Histórias de um Ser TÃO Ser” – Escola Pernambucana de Circo
 
Dia 08/09 – Guabiraba Sitio dos Macacos - 19h
..

Final de semana tem mercado cultural, teatro e cinema na Aldeia do Velho Chico

Depois da abertura - nesta sexta-feira (2), com o cortejo Abre Alas pro Velho Chico animando as principais ruas e a Orla de Petrolina, prossegue neste sábado no Sesc Petrolina, a 9ª edição da Aldeia do Velho Chico – Festival de Artes do Vale do São Francisco. A programação começa às 16h, com performances, intervenções artísticas e múltiplas linguagens do Mercado Cultural.Uma feira alternativa onde o visitante pode encontrar as mais diferentes opções em criações e culinária regional. Também às 16h, no Salão do Sesc, a pedida é conferir o espetáculo Cavaco e sua Pulga Adestrada, com a Caravana Tapioca, de Recife - PE. (ingressos: R$ 10,00/R$ 5,00).

E às 20h, uma das atrações mais esperadas desta edição - o espetáculo Luis Antonio – Gabriela, do Projeto Palco Giratório, será levado à cena no Teatro Dona Amélia pela companhia paulista Cia. Mungunzá de Teatro.  Ganhador dos prêmios Shell 2011 de melhor direção, APCA 2011 de melhor espetáculo, Cooperativa Paulista de Teatro 2011 e Governador do Estado de São Paulo 2011 como melhor espetáculo, Luis Antonio – Gabriela conta a história de um homossexual que desafia as regras de uma família conservadora e vai viver na Espanha com outra identidade. (ingressos: R$ 10,00/R$ 5,00)...

Irecê: 2º Festival de Teatro da Caatinga espera reunir 2,5 mil pessoas

A 2ª edição do Festival de Teatro da Caatinga, que começou no dia 22 e vai até o próximo domingo, dia 28 de julho, registra sucesso de público em suas apresentações. Na abertura, a mostra “Do quintal eu vejo o mundo” trouxe mais de 300 pessoas ao Auditório do Colégio Modelo, em Irecê. “Se continuarmos com a lotação dos dois primeiros dias, esperamos chegar ao final do Festival com um público total de 2,5 mil pessoas. Isso só mostra o quanto as cidades do interior do Estado valorizam a arte”, avalia o dramaturgo, produtor cultural e diretor artístico do Festival, Paulo Atto. O evento possui apoio financeiro do Fundo de Cultura, Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia e foi selecionado no Edital Setorial de Teatro 17/2012 da Fundação Cultural do Estado da Bahia.

O primeiro espetáculo do Festival, “Do quintal eu vejo o mundo”, trouxe textos recheados de histórias e de memórias de cada um dos atores emocionando o público. O Quintal se refere ao sertão e ao seu imaginário, aos seus personagens, memórias e fantasias. Com entrada gratuita, as peças acontecem às 20h, mas no domingo terá duas sessões, às 16h (infantil) e às 19h. Até domingo, mais cinco grupos teatrais de diversas regiões da Bahia se apresentam no evento. A cultura sertaneja aparece como forte característica entre os espetáculos. Cada grupo selecionado recebe o prêmio de R$ 2 mil, que totaliza R$ 14 mil para as sete companhias. O festival de Teatro da Caatinga é umas das poucas iniciativas com premiação em dinheiro da área teatral no interior do Estado...

Teatro é usado como ferramenta do Programa Mais Educação

Quarenta professores comunitários e monitores de teatro da Rede Municipal de Ensino participam de uma oficina de teatro no Centro de Convenções. O objetivo é contribuir para a formação dos monitores de teatro do programa Mais Educação de Petrolina, com a introdução de conteúdos do universo da dramaturgia, como instrumento e desenvolvimento técnico na área.

De acordo com a coordenadora do programa, Rosângela Castro, durante a oficina, os participantes podem interagir com atividades lúdicas, brincadeiras e jogos do universo popular que valorizam os espaços físicos de forma criativa e possibilitam resgatar as experiências e memórias do entorno cultural dos alunos. “A arte é uma excelente ferramenta de estímulo à educação, contudo precisa ser  adequada e utilizada com coerência”, enfatizou. A oficina é ministrada pelo instrutor e diretor de teatro, Veronaldo Martins. ..

2º Festival de Teatro da Caatinga abre inscrições

Os grupos teatrais que têm interesse em participar do 2º Festival de Teatro da Caatinga, que acontece entre os dias 01 e 07 de julho, em Irecê, no semiárido baiano, já podem se inscrever. As inscrições estão abertas e seguem até o dia 15 de junho, sábado. Para solicitar o formulário e saber os documentos necessários, os interessados devem enviar um e-mail para festivalcaatinga@gmail.com. Na edição 2013, o evento vai distribuir, ao todo, R$ 14 mil para os grupos selecionados. O Festival possui apoio financeiro do Fundo de Cultura, Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia e foi selecionado no Edital Setorial de Teatro 17/2012 da Fundação Cultural do Estado da Bahia.

Podem se inscrever para a Mostra Oficial grupos de teatro (incluindo atores com bonecos) de toda a Bahia. Serão aceitas propostas de espetáculos realizados em teatros ou locais fechados. Os candidatos devem entregar o pedido de inscrição e os documentos necessários pessoalmente na Diretoria Regional de Educação e Cultura de Irecê (Direc 21) ou enviar pelos Correios...

FUNCEB e Funarte oferecem oficinas de Dança e Teatro em Senhor do Bonfim

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade da Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA), e a Fundação Nacional de Artes (Funarte), vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), oferecem neste mês de junho uma série de três oficinas para artistas e profissionais da Dança e do Teatro, trazendo conteúdos de curadoria, confecção de figurino e coordenação técnica de festivais, todas com carga horária de 20 horas. As inscrições são gratuitas e ficam abertas até o dia 5 de junho através do preenchimento de formulários online disponíveis nos links abaixo. As vagas são limitadas e, havendo número excedente de interessados, será feita análise curricular para seleção dos participantes.

Na área de Dança, são duas turmas. A primeira é de Estratégias de Curadoria, que vai acontecer entre os dias 8 e 12 de junho, no Espaço Xisto Bahia, em Salvador, com 20 vagas. A atividade será ministrada pela cearense Andréa Bardawil, conselheira do Festival de Dança de Joinville. Andréa é também coordenadora pedagógica doEncontro Terceira Margem, realizado pela Bienal Internacional de Dança do Ceará, e do Curso Técnico em Dança, uma realização da Secretaria da Cultura, Instituto de Arte e Cultura do Ceará e Senac. Formada em Dança Moderna e Sapateado, ela pesquisa a utilização do corpo no espaço cênico também do teatro. Dirige e coreografa a Cia. da Arte Andanças, a qual integra há mais de 20 anos. A oficina, voltada a diretores e organizadores de festivais, de mostras, de projetos de difusão locais, de festivais de grupos de valsa, entre outros, vai discutir questões que fundamentam e orientam o trabalho qualificado de curadoria de eventos de Dança...

FUNCEB e Funarte oferecem oficinas de Dança e Teatro

Com inscrições gratuitas abertas até 5 de junho, um total de 70 vagas é distribuído em três turmas que vão tratar de curadoria, confecção de figurino e coordenação técnica de festivais, em Salvador e Senhor do Bonfim. A Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade da Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA), e a Fundação Nacional de Artes (Funarte), vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), oferecem neste mês de junho uma série de três oficinas para artistas e profissionais da Dança e do Teatro, trazendo conteúdos de curadoria, confecção de figurino e coordenação técnica de festivais, todas com carga horária de 20 horas. As inscrições são gratuitas e ficam abertas até o dia 5 de junho através do preenchimento de formulários online disponíveis no sitewww.fundacaocultural.ba.gov.br. As vagas são limitadas e, havendo número excedente de interessados, será feita análise curricular para seleção dos participantes.

Na área de Dança, são duas turmas. A primeira é de Estratégias de Curadoria, que vai acontecer entre os dias 8 e 12 de junho, no Espaço Xisto Bahia, em Salvador, com 20 vagas. A atividade será ministrada pela cearense Andréa Bardawil, conselheira do Festival de Dança de Joinville. Andréa é também coordenadora pedagógica do Encontro Terceira Margem, realizado pela Bienal Internacional de Dança do Ceará, e do Curso Técnico em Dança, uma realização da Secretaria da Cultura, Instituto de Arte e Cultura do Ceará e Senac. Formada em Dança Moderna e Sapateado, ela pesquisa a utilização do corpo no espaço cênico também do teatro. Dirige e coreografa a Cia. da Arte Andanças, a qual integra há mais de 20 anos. A oficina, voltada a diretores e organizadores de festivais, de mostras, de projetos de difusão locais, de festivais de grupos de valsa, entre outros, vai discutir questões que fundamentam e orientam o trabalho qualificado de curadoria de eventos de Dança...

Pedetista quer detectores de metal nas salas de cinema, teatros e casas de show

Foi apresentado, na Assembleia Legislativa da Bahia, o Projeto de Lei (PL) de autoria do deputado Roberto Carlos (PDT), com a finalidade de garantir a obrigatoriedade de instalação de detectores de metal nas salas de cinema, teatros e casas de show no Estado da Bahia. Para o Parlamentar esta iniciativa visa prevenir tragédias como as que têm ocorrido atualmente. “Embora, grande parte das ocorrências de casos de violência em casas de espetáculo, ocorram com mais frequência fora do país, o Brasil faz parte destas estatísticas, sobretudo, as ocorridas dentro de salas de cinema”, disse.

De acordo com o deputado Roberto Carlos, a perplexidade e inquietação que sentimos quando nos deparamos com este tipo de barbárie, nos faz a refletir as causas que levam uma pessoa a cometer esta atrocidade. “Precisamos criar medidas que busquem prevenir a violência”, afirmou o parlamentar. A segurança hoje dispensada ao público, nesses estabelecimentos, não garante a tranquilidade nesse quesito, uma vez que não se pode ter controle do que se leva nas bolsas e bolsos das pessoas quando adentram em uma sala de cinema, por exemplo, deixando a população amedrontada e insegura...

Experimenta Cena leva teatro ao Sesc Petrolina de 25 a 31 de março

Um olhar sobre a obra do maior comediógrafo de todos os tempos – Moliére é o ponto de partida para o projeto Experimenta Cena, que o Sesc Petrolina apresenta de 25 a 31 deste mês na Sala de Dança, com entrada franca, sempre às 20h30, menos no sábado que começa às 16h. A abertura da segunda edição do projeto, que marca também as comemorações pela passagem do Dia Mundial do Teatro (27 de março), será na próxima segunda-feira com apresentação de duas obras monumentais: O Doente Imaginário e o Burlesco Assaz, que terão respectivamente a direção de cenas assinadas por Daniel Ribeiro e Jair Santana.

Segundo o coordenador do Experimenta Cena, Jailson Limao projeto  tem como foco promover a experiência teatral, provocando o surgimento de novos artistas e espetáculos; a qualificação de atores e diretores e o fortalecimento da cena local, bem como a criação de um ciclo produtivo que transita da formação à criação e à continuidade.  “Tivemos um primeiro momento onde reuniram-se atores e diretores para uma oficina de Direção Teatral com o professor Érico José. Esse encontro estimulou o processo   e o resultado ganha um novo corpo, vibrante e vivo com a criação de 10 cenas inéditas, a partir da poética do teatro físico, em trânsito com os textos de Moliére”...

Cia Biruta apresenta teatro na praça e de graça para toda gente de Juazeiro, Petrolina e Lagoa Grande

 ..

Janeiro Tem Mais Artes prossegue nesta sexta com performance, teatro e dança

Uma performance com vários temas sob a ótica da arte, promete agitar Petrolina com a 5ª edição do projeto Janeiro Tem Mais Artes. Nesta sexta-feira (25), a figura domestre Salustiano Soares ou simplesmente mestre Salú  será lembrada  no Sesc Petrolina com o espetáculo de dança  Do Terrêro de Salu. A Cia Balançarte promete começar a homenagem às 20h30 e garantemuito maracatu, coco, ciranda e toada de cavalo marinho – ritmos que transformaram mestre Salu num dos maiores artistas populares de Pernambuco.

De acordo com o supervisor de Cultura do Sesc Petrolina e  coordenador do evento,  Jailson Lima  o Janeiro Tem Mais Artes foi criado com o propósito de oferecer, durante as férias do início do ano, uma programação artística diversificada com um custo bastante acessível. “Estamos apresentando gratuitamente a maioria dos espetáculosde teatro, dança, shows musicais, exposição de artes visuais, intervenção performance e literatura. Apenas alguns espetáculos serão cobrados a um preço de R$ 2.00. E as oficinas estão custando em torno de R$ 15,00 para comerciários e R$ 30,00 para os demais usuários do Sesc”, informou...

Janeiro tem teatro no Centro de Cultura João Gilberto

Em 2013, a Temporada Verão Cênico começa a todo vapor. Na abertura, dia 7 de janeiro (segunda-feira), três espetáculos gratuitos marcam a estreia do projeto. Às 16 horas, a montagem ‘A Chegada de Lampião no Céu e no Inferno’, que reúne características regionais, retratando e fortalecendo a cultura popular da literatura de Cordel de José Pacheco, Rodolfo Coelho e João José da Silva, envolvendo a ficção da passagem de Lampião pelo céu e pelo inferno, abre o projeto na Praça Cruzeiro de São Francisco, no Pelourinho em Salvador. Às 19 e 20 horas, respectivamente, os espetáculos ‘Andanças em Processo’ e ‘Homens que Amam Demais’ dão seguimento ao lançamento do Verão Cênico, ambos no Largo Quincas Berro d’Água, também no Pelourinho.  

Resultado do diálogo entre espaços culturais públicos e privados, artistas e governo, o Verão Cênico tem o objetivo fortalecer e dar visibilidade ao teatro na Bahia durante o verão. Além de Salvador, o projeto contempla cidades nos seis macroterritórios baianos: Alagoinhas, Barreiras, Euclides da Cunha, Feira de Santana, Irecê, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Mutuípe, Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista. Os espetáculos são divididos nas categorias ‘Temporada em Movimento’, ‘Mostra Cenas Curtas’ e ‘Mostra Teatro de Rua’, com sessões às segundas, terças e quartas-feiras em 16 espaços culturais e teatros participantes, além de ruas e praças dos municípios.

O projeto conta com apoio da Bahiatursa, da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult), através da Diretoria de Espaços Culturais (DEC), e do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI). Em 2012, a Temporada Verão Cênico levou mais de 9 mil espectadores ao teatro, em uma ação que envolveu cerca de 130 artistas em 34 espetáculos de palco, além de 34 grupos de teatro amador e 10 grupos de teatro de rua...

Oficina de teatro para jovens em Campo Formoso

Estão abertas as inscrições para a Oficina de Teatro: O Jovem na Cena, que será realizadagratuitamenteno município de Campo Formoso no período de 05 a 14 de novembro de 2012.  A oficina terá a carga horária de 46h e o participante terá direito a certificado. A oficina abordará elementos que compõe a cena (cenário, figurino), técnicas de improvisação e interpretação para o desenvolvimento da consciência corporal e vocal do ator. Esta vivência resultará em uma montagem cênica final, que será aberta a toda a comunidade.  

Ministrada pelo professor da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia, Maurício Pedrosa, este projeto visa instrumentalizar jovens que atuam na área das artes cênicas e possibilitar que pessoas interessadas possam ter um primeiro contato. Para tanto, o interessado deve ter entre 17 a 29 anos ou ser educador com trabalho voltado a área das artes. Estes educadores poderão atuar no curso apenas como ouvintes. Para Poliana Bicalho uma das idealizadoras deste projeto, esta ação pretende contribuir com o fortalecimento da linhagem teatral no Território Piemonte do Itapicuru, através de uma proposta de trabalho colaborativa...

Em reunião com artistas de teatro, Márcio Jandir reafirma compromisso em fomentar politicas públicas culturais para Juazeiro

Lembranças, memória, perspectivas, esperança, poesia, risos, politicas públicas de cultura e propostas para o setor teatral foram os pontos de pauta da reunião com atores e atrizes da cidade com Márcio Jandir, candidato a prefeito pela coligação ‘Unidos Para Acelerar Juazeiro’. A reunião contou com a participação do candidato a vice-prefeito, Osanah Setúval. Na noite desta quinta-feira (12), Márcio Jandir reafirmou na reunião com os atores o compromisso democratizar o acesso à cultura e promover um regaste da nossa história, além de articular ações para fomentar uma politica pública que garanta a continuidade das manifestações culturais na nossa cidade.

“Não temos como recuperar a nossa cidade sem recuperar a autoestima do nosso povo e a cultura é um grande fator para isso. Não dá para pensar em acelerar sem resgatar as referências históricas e culturais. Vamos juntos construir uma nova politica pública cultural que profissionalize os artistas e que possa colaborar para que os nossos filhos também possam ter referências. Uma de nossas propostas para colaborar neste sentido é a reativação da Fundação Cultural do Município”, pontua.

Márcio Jandir relembrou a época em que a cidade tinha uma agenda cultural movimentada. “Fazíamos teatro na praça, recitávamos poesia nas ruas da cidade... Não é ser só saudosista, mas é lembrar que a nossa cidade tinha uma veia cultural motivada, pois tinha um gestor com sensibilidade e não podemos esquecer que Jorge Khoury fez um grande papel no incentivo à cultura. Não queremos institucionalizar a arte; a cultura, ela emana do povo e de seus artistas, mas podemos, enquanto gestão, fazer o papel de articulador viabilizando ações e projetos através de uma politica pública cultural pertinente e construída pelos próprios interessados”.

O artista Edvaldo Fanciolli ponderou sobre a necessidade de se criar uma estrutura de politica pública que garanta sustentabilidade do artista. “Quem faz arte merece viver se deu trabalho. O gestor deve realmente articular e pensar soluções para colaborar com os artistas”. Sobre a cena cultural juazeirense, Franciolli disse que está assustado com o marasmo que a cidade está vivendo. “Quando olho para minha cidade, onde nasci e descobrir minha arte, fico assustado. Fico me perguntando cadê a cidade que já foi considerada o berço da cultura do São Francisco?  Precisamos resgatar a autoestima do nosso povo”, declarou.

O ator e diretor de teatro, Devilles fez um desabafo sobre a situação cultural da cidade. “O palco é minha vida! Estou lutando e batalhando junto com os amigos para continuar a levar a nossa arte. Não podemos mais ficar parados no tempo. O Teatro é vida é fruto do sentimento de cada artista e do seu amor pelo que faz. Acredito na sensibilidade de Márcio Jandir. Espero que possamos construir uma nova cena cultural com foco na juventude, mas sem esquecer nossas referências”. O diretor Hertz Felix propôs outra reunião com a classe artística para que possa ser definida uma pauta de sugestões a ser incluídas no plano de governo de Márcio Jandir. “Você faz parte da nossa família artística. Acreditamos em sua sensibilidade e vamos ajudar na construção de politicas públicas de cultura para Juazeiro”...

Cia Biruta inicia ações do Núcleo Biruta de Teatro no bairro São Gonçalo

O Núcleo Biruta de Teatro iniciou suas atividades no último domingo em uma ação da Cia Biruta, que tem sede no bairro São Gonçalo, em Petrolina. O grupo oferece oficinas regulares de teatro aos domingos a 15 jovens da comunidade e dos bairros vizinhos para estudo e experimentação teatral, onde abordam também a linguagem de dança e música para composição de cena. Como resultado o Núcleo produzirá peças e esquete que serão apresentadas no próprio bairro. Para o diretor do grupo, Antônio Veronaldo,  o trabalho é muito importante e satisfatório. “ Para Cia Biruta estar integrada à sua comunidade é poder ofertar a oportunidade aos jovens de conhecer melhor o teatro e sua técnica tanto como forma de arte quanto como forma de transformação pessoal e social”, afirmou Veronaldo.

 A Cia Biruta, é formada atualmente por Antonio Veronaldo, Cristiane Crispim, Marcos Aurélio, Anderson Monteiro, Fernanda Silva, Juliene Moura e Antonio Pablo, profissionais que atuam, além do teatro, nas áreas de dança e música. Os próprios integrantes ministram as oficinas do núcleo voluntariamente e a ideia, segundo o diretor da Companhia é também promover palestras e workshop com outros diretores, atores e técnicos da área. “O grupo acredita que iniciativas como essas são importantes para despertar a necessidade de ações descentralizadas e continuadas na área de cultura nas comunidades”, finalizou Veronaldo...

Mostra Competitiva de Dança e Teatro encerrará Festival da Integração

Nesta terça-feira (27), é comemorado o Dia Mundial do Teatro e para compor as festividades na cidade de Petrolina, a partir das 16h, será encerrado o 1º Festival da Integração – Jovem em Cena, com a Mostra Competitiva de Dança e Teatro. O encontro que visa  promover o interesse das artes nos jovens e a geração de produtores artísticos na região acontecerá no anfiteatro do Parque Municipal Josepha Coelho.

"Efetivar o Festival da Integração reflete diretamente na assistência social prestada aos jovens, no compromisso de promover e executar trabalhos, estimulando-os a participar e desenvolver potencial e interesse pela arte e cultura, contribuindo para a sua formação pessoal, profissional e, consequentemente, para a inclusão social. A equipe interage com o jovem percebendo as necessidades prioritárias e atuando diretamente através de encaminhamento e orientações'', declarou a secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho, Tereza Virgínia de Carvalho...

A política e o teatro

  Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão. Escritor Eça de Queiroz

No cenário da disputa política são muitos os atores que se apresentam para a montagem da grande peça eleitoral, cujas atitudes e comportamentos refletem, em muitos momentos, todas as características inerentes aos espetáculos do verdadeiro teatro. Tem artistas veteranos em fim de carreira, atores jovens ainda imberbes ou de meia idade, e novatos estreantes nos palcos. Tem os que se tornam astros, outros que não passam de meros coadjuvantes. Alguns insistem em se manterem ativos nos palcos por toda a vida, outros se recolhem a posições de direção de novos espetáculos, transferindo experiência e ensinamentos aos mais jovens.

A analogia entre a política e o teatro me parece bastante pertinente, visto que o seu universo está composto por personagens que muito se assemelham, dependendo, apenas, da atitude de cada um. Já citei em algumas crônicas e não me canso de repeti-la com frequência em todas as rodas em que se fala de política, pelo que representa de verdade, a frase do saudoso amigo Edson Borges Rodrigues, o “Edinho da Farmácia”, ex-prefeito de Uauá, que dizia: “Seu Agenor, o poder é sedutor!”. E esta sedução tem contagiado muita gente!..

Janeiro Tem Mais Artes continua com mais teatro e dança

Uma demonstração de trabalho, um espetáculo de dança e um drama teatral. A 5ª edição do projeto Janeiro Tem Mais Artes, promovido pelo Sesc Petrolina, prossegue nesta terça (24), quarta (25) e quinta-feira (26), prometendo movimentar as férias em Petrolina até o próximo dia 29, com um leque variado de grandes espetáculos, leituras em cena, exposição de artes visuais e oficinas. O evento, que reuniu um grande público no último sábado (21), durante a abertura, com a peça Meu Livro Proibido, e repetiu a dose em apresentações memoráveis das atrações, Veredas da Salvação e Amaranta, no domingo, e Odemar, na segunda-feira, faz a primeira demonstração de trabalho desta edição, às 20h30, nesta terça, na Sala de Dança do Sesc.

Trata-se do espetáculo\demonstração Entre 4 Paredes, da Cia das Artes de Recife com direção de Thom Galiano e dramaturgismo de Roberto Lúcio. Nesta montagem, a Cia. das Artes propõe uma provocação cênica a partir do pensamento existencialista do filósofo francês Jean-Paul Sartre: “É só através dos olhos do outro que alguém consegue se vê como parte do mundo”. A partir da situação limite imposta pelo texto, a peça expõe três personagens confinados num espaço, em estado de pós-morte, sem aparente possibilidade de saída, pondo em revista toda existência.

Na quarta-feira, também às 20h30, o palco do Sesc recebe Eu Vim da Ilha, um dos espetáculos de dança contemporânea mais aplaudidos na semana passada em Recife, durante a edição 2012 do Festival Janeiro de Grandes Espetáculos. Sob a direção de Jailson Lima, que também assina a coordenação geral do Janeiro Tem Mais Artes, a Cia de Dança do Sesc Petrolina-PE propõe um dialogo entre movimento e as sensações de pertencimento que o ser, sentir e estar na Ilha  do Massangano (entre Petrolina-PE e Juazeiro-BA), produz no corpo explorando suas diversas possibilidades.

No mesmo palco e horário, a quinta-feira (26) promete mais uma interessante proposta teatral. O espetáculo Cordel do Amor Sem Fim, encenado pela Cia de Teatro João de Barro, tem a direção de Regis Lima e conta a história de três irmãs, uma cerimônia de noivado e um vapor de passagem. A Cia de Teatro João de Barro estreou o espetáculo Cordel do Amor Sem Fim em 2011, no FITA (Fórum Intermunicipal de Teatro Amador), em Juazeiro-BA, e foi indicado aos prêmios de melhor ator, ator coadjuvante, melhor direção e melhor espetáculo, levando então os prêmios de melhor direção e melhor espetáculo. Serviço: Espetáculos: R$ 2.00 (Preço único), Oficinas: R$ 10,00 Comerciários | R$ 20,00 Usuários. Leituras em cena, Demonstração de trabalho e Exposição: Entrada Franca. Inscrições de oficinas no Ponto de Atendimento do Sesc Petrolina. Ingressos antecipados na Supervisão de Cultura. Informações (87) 3866-7474 | (87) 3866-7454. www.sescpe.com.br...

OFICINA DE TEATRO NO JOAO GILBERTO

Juazeiro vai sediar oficina de teatro intitulada “Anima tudo – bonecos, máscaras, palhaço e muito mais!”. O evento faz parte do Projeto MIGRAR - Sertão Adentro, projeto do Grupo de Teatro Roda Moinho tem o apoio da SECULT/BA através da Demanda Espontânea e do Centro de Cultura João Glberto.   Com duração de 12h/aula a oficina é voltada para 25 jovens e adolescentes com idade a partir de 15 anos, onde os participantes aprenderão técnicas com noções do jogo cênico de máscaras e bonecos através de jogos teatrais, exercíciose dinâmicas; focando na máscara do palhaço e na manipulação e construção de bonecos com materiais reciclados. É uma otima opção para que gosta de terapia/dinâmicas de grupos e quer relaxar um pouco mais nesse fim de temporada de férias.  Inscrições - Centro de Cultura João Gilberto pela manhã. ..

Teatro de Juremal recebe espetáculo: Oxigênio – E agora, quem descobriu?”.

Acontece nesta quarta-feira (11), no distrito de Juremal em Juazeiro, a apresentação única da peça teatral com entrada franca “Oxigênio – E agora, quem descobriu?”. Escrito em 2001 por Carl Djerassi e Roald Hoffman, o texto foi traduzido para a língua portuguesa por Juergen Henrich Marr, e promove uma viagem lúdica e divertida pela astronomia e a física para explicar as órbitas dos planetas, a teoria da relatividade e importantes descobertas no campo da astronomia. A direção é Marcos Velach e o espetáculo estará em exibição no palco do Centro de Cultura João Gilberto dias 07, 08  e 09 de  março às 20h. ..