RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 17 registros para a palavra: juri popular

Júri popular de suspeito de matar jovem Alice Rodrigues acontece hoje (5), no Fórum de Juazeiro

O julgamento de Nielton Gonçalves Soares, apontando como autor do crime que vitimou Alice Nilza Rodrigues, acontece hoje (5), no Fórum Conselheiro Luiz Viana, em Juazeiro. O crime aconteceu em janeiro de 2019, e o corpo da jovem, que na época tinha 18 anos, foi encontrado em um terreno próximo a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) de Juazeiro.

Nielton Gonçalves Soares foi preso em flagrante pela Polícia Civil horas após o crime, mas até então não tinha sido levado a júri popular. Em maio de 2019, durante audiência de instrução realizada no Fórum Conselheiro Luiz Viana Filho, em Juazeiro, o juiz considerou existir indícios de um crime doloso e que o acusado poderia ser o culpado. Considerou ainda que, por se tratar de um crime doloso contra a vida, o processo deveria ser julgado pelo tribunal do júri...

Em Juazeiro, Tribunal do Júri inocenta acusados de homicídio ocorrido em 2019

Três acusados de homicídio, Rafael Marcos Medrado Macedo, Luis Augusto Torres de Andrade e Fabiano Pereira, os dois primeiros presos desde abril de 2019 e o último foragido, foram inocentados em um longo julgamento que aconteceu no Fórum Luiz Viana, em Juazeiro, na última terça-feira (21). 

A defesa de Luis Augusto, conduzida pelos advogados Deusdedite Gomes Araújo, Rafael Lino de Souza e Ciro Silva de Souza e a defesa de Rafael Marcos, patrocinada pelos advogados Marcílio Rubens e Paulo Rubem Franco, conseguiram demonstrar aos integrantes do júri popular que os dois acusados não estavam presentes no local quando o crime a eles atribuído, a morte de Iata Anderson, foi efetivado. ..

Suspeito de matar jovem Alice Rodrigues vai a júri popular no dia 5 de outubro, e família pede condenação: "A justiça será uma resposta de paz"

5 de outubro de 2021. Essa é a data marcada para o julgamento de Nielton Gonçalves Soares, apontando como autor do crime que vitimou Alice Nilza Rodrigues. O crime aconteceu em janeiro de 2019, e o corpo da jovem, que na época tinha 18 anos, foi encontrado em um terreno próximo a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) de Juazeiro. 

Nielton Gonçalves Soares foi preso em flagrante pela Polícia Civil horas após o crime, mas até então não tinha sido levado a júri popular. Em maio de 2019, durante audiência de instrução realizada no Fórum Conselheiro Luiz Viana Filho, em Juazeiro, o juiz considerou existir indícios de um crime doloso e que o acusado poderia ser o culpado. Considerou ainda que, por se tratar de um crime doloso contra a vida, o processo deveria ser julgado pelo tribunal do júri...

Caso Élida: júri popular condena envolvido que conduziu moto com atirador a mais de 16 anos de prisão e absolve suspeito de ter planejado crime junto com a filha

 

Railton Lima da Silva

Railton Lima da Silva foi condenado a mais de 16 anos de prisão por participação no crime que vitimou a professora Élida Márcia Oliveira Nascimento Souza, assassinada no dia 20 de fevereiro de 2019, no bairro Castelo Branco, em Juazeiro, a tiros. De acordo com as investigações, ele conduziu a motocicleta que levava o atirador. Já Edivan Constantino de Moraes, acusado de ter planejado o assassinato da professora, foi absolvido...

Conselho Municipal de Defesa da Mulher de Juazeiro emite nota em apoio à família da professora Élida Márcia; júri popular acontece hoje (2)

O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher de Juazeiro (CMDDM), emitiu uma nota em apoio aos familiares de Élida Márcia Oliveira Nascimento Souza, assassinada no dia 20 de fevereiro de 2019, no bairro Castelo Branco, a tiros. O júri popular de dois suspeitos de participação no homicídio da professora está marcado para acontecer nesta quinta-feira (2), às 8h30, no Fórum Conselheiro Luiz Viana.

"Clamamos por justiça e pedimos que os responsáveis pelo crime sejam devidamente condenados. Sabemos que ainda há dois suspeitos foragidos e desejamos que esses também sejam punidos de acordo com a lei", diz um trecho da nota enviada à imprensa pelo CMDDM de Juazeiro. "À família de Élida Márcia expressamos nossa solidariedade e nos colocamos à disposição", completa o documento [leia na íntegra abaixo]...

Juazeiro: suspeitos de participação na morte da professora Élida Márcia vão a júri popular na quinta-feira (2)

O júri popular de dois suspeitos de participação no homicídio de Élida Márcia Oliveira Nascimento Souza, em Juazeiro-BA, está marcado para acontecer nesta quinta-feir (2), às 8h30, no Fórum Conselheiro Luiz Viana. A professora foi assassinada no dia 20 de fevereiro de 2019, no bairro Castelo Branco, a tiros.

Vão a júri popular, Edivan Constantino de Moraes, acusado de ter planejado o assassinato, e Railton Lima da Silva, acusado de pilotar a motocicleta que transportava o atirador. Ambos estão presos no Conjunto Penal de Juazeiro desde 2019, quando foram presos durante uma abordagem de rotina de policiais militares de Juazeiro. Na ocasião, a motocicleta utilizada no crime também foi encontrada...

João Grilo foi inocentado em simulação de Júri Popular em Petrolina

“Não sei, só sei que foi épico”. Foi neste tom que o julgamento de João Grilo - um dos personagens mais famosos da Literatura Nordestina, aconteceu no último sábado (31), através da encenação da equipe do Teatro Popular de Arte e apresentação de argumentações de promotores de justiça e advogados vindos de várias localidades do Brasil. 

Os profissionais fizeram uma aula prática rica de informações sobre a área do Direito, com a realização da Sala do Tribunal. O momento foi uma demonstração da pedagogia jurídica através das Metodologias Ativas. A obra literária de Ariano Suassuna, “Auto da Compadecida”, foi transmitida para o público com emoção, manifestando a cultura do sertão, a antropologia e a riqueza da Literatura do país. ..

Lampião, o 'Rei do Cangaço', vai a júri popular em Petrolina

O cangaceiro Virgulino Ferreira da Silva, mais conhecido como 'Lampião', será réu no primeiro Júri Épico, que acontecerá no dia 31 de outubro, no Centro Cultural Dom Bosco, das 8hs às 19hs, em Petrolina. Por ser uma figura lendária e polêmica, o 'Capitão' foi escolhido para a estreia do evento que ocorrerá anualmente e é de cunho processual, no qual haverá o conselho de sentença, que dará o veredicto, acerca das acusações que pesam contra o réu.

Lampião, sua companheira Maria Bonita, Padre Cícero, Corisco e as pessoas de maior relevância que foram contemporâneas ao cangaço, ganharão vida com a participação de atores que encenarão os personagens principais do caso. Mas a acusação e a defesa do réu, serão feitas por profissionais do Direito como o Promotor de Justiça Criminal, Fernando Della Latta e os advogados de defesa Marcílio Rubens, Wank Remy Medrado, Henrique Márcula e o Defensor Público do Tribunal de Justiça/PE, Francisco Jairo Siqueira Coelho...

Júri Popular: Filha se forma em Direito para fazer justiça ao pai em Curaçá/ BA

O mês não poderia ser o mais adequado, agosto mês que se comemora o dia dos pais, foi o escolhido para realização do Júri Popular de Adão Gonçalves da Silva que assassinou friamente Jaime Barbosa Soares, no ano de 1996 em Curaçá/BA, com um tiro abaixo do olho direito e fugiu do local por 22 anos. 

Se não fosse à luta incessante de Janicleia de Souza Soares, hoje advogada, essa história teria um rumo bem diferente e quem sabe, caído no esquecimento. Ela que aos 14 anos, vendo o pai morto de maneira estúpida, decidiu que esse crime não ficaria impune e que a memória de seu Pai Jaime seria respeitada, e que o criminoso que lhe privou do amor paterno teria que pagar pelo crime na justiça. ..

ACUSADOS DO ASSASSINATO DA PROFESSORA ÉLIDA EM JUAZEIRO (BA) PODEM IR A JÚRI POPULAR

Familiares e amigos da professora Élida Márcia de Oliveira 32 anos, assassinada no dia 20 de fevereiro deste ano em Juazeiro (BA), acompanharam nesta segunda-feira, dia 22, uma audiência de instrução no Fórum Conselheiro Luiz Viana quando foram colhidos depoimentos dos suspeitos de participação no assassinato da professora de 32 anos.

A suspeita de ser a mandante do crime, Edvânia Pereira de Morais continua foragida. O pai, Edvan Constantino de Morais, também suspeito de participar da trama, e Railton Mendes da Silva, que dirigia a motocicleta usada no assassinato, foram denunciados pelo Ministério Público da Bahia...

Após quase 6 anos do assassinato de dois irmãos em Petrolina, acusado vai a júri popular

Após quase seis anos do assassinato dos irmãos Carmélio Cavalcanti e Claudenor José no bairro Antônio Cassimiro, o acusado do crime foi a júri popular na manhã desta quarta-feira (27) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Allysson Soares Pimenta foi ouvido pela juíza diante de uma platéia restrita e foi condenado a 28 anos de prisão.

Parentes do réu e dos dois irmãos assassinados acompanharam o júri popular. Allysson Pimenta confirmou, em depoimento, que chegou armado na casa de Carmélio no Antônio Cassimiro 2. Ele disse que estava bêbado e que reagiu a uma agressão verbal. Depois efetuou vários disparos que mataram os dois irmãos...

Júri popular absolve dois PMs acusados de matar metalúrgico na BA em 1997

Os dois policiais militares acusados de matar um metalúrgico em Senhor do Bonfim, cidade do norte da Bahia, em 1997, foram absolvidos em júri popular realizado na última quinta-feira (20), em Juazeiro, também no norte da Bahia.

Após quase 12 horas de sessão, o júri entendeu que Edwilson Carvalho de Sena e Sebastião Leme Correia da Silvaque agiram em legítima defesa. O Ministério Público Estadual recorreu da decisão, alegando que a deliberação do júri foi contra as provas dos autos...

Juazeiro: Pedreiro suspeito de estuprar, matar e enterrar cunhada na BA é condenado a 29 anos de prisão por júri popular

Pedreiro foi condenado a 29 anos de prisão por júri popular. (Foto: Reprodução/TV Bahia)

O pedreiro Wellington da Cruz Bispo, suspeito de matar a marretadas a cunhada Arlene Costa Borges, de 21 anos, e ainda ocultar o corpo da vítima, em Juazeiro, no norte da Bahia, foi condenado nesta quarta-feira (13) a 29 anos e sete meses de prisão em regime fechado por júri popular. O crime ocorreu no ano de 2014...

Homem acusado de matar Layse dos Santos irá a Júri Popular este mês

Cléber Araújo, 38 anos, acusado de matar a tiros Layse dos Santos Silva, de de 20 anos, vai a júri popular no próximo dia 22 (quarta-feira), no Fórum Conselheiro Luiz Viana, Bairro Alagadiço, em Juazeiro. A primeira audiência do caso Laise dos Santos Silva, de 20 anos, morta em junho deste ano pelo ex-namorado, quando saía do trabalho, na cidade de Juazeiro. Durante o crime, o mototaxista que levava Laise também foi atingindo por tiros, mas sobreviveu.

Cléber Araújo dos Santos foi preso pelo crime no dia 13 de julho e foi localizado com a arma usada para matar a vítima. Posteriormente, o acusado foi transferido para o Conjunto Penal de Juazeiro...

Júri popular da médica Kátia Vargas será realizado no dia 7 de novembro

A sessão de julgamento da médica Kátia Vargas Leal Pereira será realizada no dia 7 de novembro, às 8h, pelo 1º Juízo da 1ª Vara do Tribunal do Júri, no Fórum Ruy Barbosa.

A médica responderá por homicídio triplamente qualificado (por motivo fútil, perigo comum e por utilização de recursos que impossibilitaram a defesa das vítimas)...

Ex-companheiro que matou Rosilene Rio na Univasf é condenado a 21 anos e seis meses de prisão

José Luiz da Silva Irmão que matou a residente de enfermagem Rosilene Ramos do Rio em frente ao Restaurante da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) no último dia 30 de abril foi levado a júri nesta terça-feira (23) e condenado a 21 anos e seis meses de prisão.

O julgamento do crime aconteceu no Fórum Manoel Souza Filho, em Petrolina, e foi mediado pelo juiz Sydnei Alves Daniel. Foram solicitadas as presenças de 40 pessoas, 25 titulares e 15 suplentes, para participar do júri, mas apenas sete foram escolhidos por sorteio...

EX-POLICIAL VAI A JÚRI POPULAR NESTA QUINTA-FEIRA (07), EM JUAZEIRO

Em email enviado ao blog, a leitora Janilda da Silva Santos informa que o seu filho Leonardo Santos Brito, na época com 25 anos de idade, foi assassinado no dia 1º de agosto de 2005, às 18h15minhs, na porta de casa e do seu trabalho, a Vidraçaria Vidro Arte, no centro de Juazeiro.

São acusados pela sua morte como mandantes, o ex-policial militar Evaldo Matias, o policial militar Alex Murilo de Souza Brandão, que hoje serve no corpo de bombeiros em Juazeiro e que na época foi beneficiado pela delação premiada e o civil Luis Henrique Lima dos Santos, popular Lulinha, condenado há 18 anos em regime fechado em abril de 2007, atualmente cumprindo pena no Complexo Penal de Juazeiro...