RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 133 registros para a palavra: filme

Diretor de fotografia de 'Dois Papas' prepara série sobre João de Deus na Netflix

À frente da fotografia de filmes como “Dois Papas” e “Cidade de Deus”, o cineasta uruguaio radicado no Brasil, César Charlone, assina, ao lado de Tatiana Villela, a direção de uma série na Netflix sobre o médium João de Deus. A informação é da coluna de Mônica Bergamo.

Em fase de produção, a série vai contar a história do médium condenado a 40 anos de prisão por ter estuprado cinco mulheres. “É uma série sobre João de Deus e tudo o que seu nome significa, a luz e a sombra”, diz o cineasta. Ainda segundo a publicação, a equipe da série já visitou a cidade de Abadiânia (GO), onde João de Deus atuava, e entrevistou algumas das vítimas do médium...

Projeto Cine Geo exibirá o filme “Branco sai, preto fica” nesta sexta-feira (22) em Senhor do Bonfim

No mês da Consciência Negra, o projeto de extensão “Cine Geo – Cultura Visual, Meio Ambiente e Educação”, promovido pelo Colegiado de Geografia (CGEO) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), realizará uma sessão cinematográfica com exibição do filme “Branco sai, preto fica”, dirigido pelo cineasta Adirley Queirós. A apresentação vai acontecer nesta sexta-feira (22), às 15h, na sala 11 do Campus Senhor do Bonfim (BA).

De acordo com o filme lançado em 2015, “branco sai, preto fica” foi uma frase pronunciada pela polícia ao invadir um baile popular na periferia de Brasília (DF) nos anos 1980. A obra conta a história de dois homens que passaram a possuir deficiências físicas após serem atingidos por tiros durante a invasão do baile. Abordando questões políticas a partir de um misto de ficção científica com documentário, no decorrer do enredo do filme, um terceiro homem surge do futuro para investigar o acontecido e provar que a culpa é da sociedade repressiva.  ..

Mostra Sesc de Cinema traz filmes para exibições gratuitas em Petrolina

Formação de público, espaço para a difusão de produções autorais e de novos cineastas e, acima de tudo, o fortalecimento do setor audiovisual brasileiro. É com essa proposta que Pernambuco recebe, pela terceira vez, a Mostra Sesc de Cinema. A programação, que teve início no dia 11 de novembro, traz 42 filmes nacionais e 19 produções pernambucanas para exibição em nove unidades do Sesc. Em Petrolina, Sertão do São Francisco, vai ocorrer a partir do dia 22/11, no Espaço 353. Todas as exibições são gratuitas.

“Os filmes apresentam histórias que perpassam sonhos, desejos, mas, sobretudo, as urgências do ser contemporâneo. Quem for conferir irá se identificar com os dilemas na tela”, destaca Naruna Freitas, instrutora de atividades artísticas do Sesc Pernambuco e coordenadora do projeto no estado. A Mostra acontece simultaneamente no País e encerra no dia 30 de novembro. Nesse período, as unidades de Casa Amarela, Piedade e Goiana, no Grande Recife, Arcoverde, Belo Jardim, Caruaru e Garanhuns, no Agreste, e Petrolina e Triunfo, no Sertão, terão agenda com as exibições dos 61 filmes...

Feira literária terá espetáculos, exposições e filmes com temáticas de Canudos

Memorial Antônio Conselheiro
(Foto: Lequinho Oliveira)

Diferentes expressões artísticas vão movimentar a primeira Feira Literária de Canudos (Flican). A cidade que inspira tantas manifestações culturais também estará representada nos espetáculos teatrais 'A Guerra de Canudos', da Companhia de Teatro de Canudos, no dia 22, às 19h, no Memorial Antônio Conselheiro, e 'O Arraial do Conselheiro (relatos históricos da Guerra de Canudos)', com direção de Manuela Matias, no dia 23, às 20h, na Tenda Cultural II...

Mercado do Produtor de Juazeiro é cenário de gravação de filme nacional

O Mercado do Produtor de Juazeiro ocupa, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento/CONAB, o 4º lugar como maior entreposto em volume e comercialização do país e foi cenário de gravação na segunda e terça-feira (12) do filme nacional ‘Deserto Particular’.

O longa-metragem tem duração aproximada de noventa minutos e teve gravações iniciadas em Sobradinho, além de algumas cenas gravadas no Ceasa de Juazeiro. O filme tem como diretor Aly Muritiba, que já dirigiu 9 curtas-metragens, 1 documentário de longa-metragem e 2 longas-metragens de ficção, com os quais conquistou mais de 150 prêmios em festivais de cinema. Na TV, Muritiba dirigiu as séries de ficção ‘O Hipnotizador’ – S2 (HBO), ‘Nóis por Nóis’ (TV Brasil), ‘Os Irmãos Freitas’ (Space), ‘Carcereiros’ – S2 (Rede Globo) e ‘Irmandade’ (Netflix)...

Melhor Curta de Terror: filme de zumbis produzido no Vale do São Francisco é premiado em festival de cinema nacional

“Necropolis”, curta-metragem de zumbis produzido e gravado na região do Vale do São 'Francisco, foi premiado como ‘Melhor Curta de Terror’ na quarta edição do Cine Tamoio. O Festival de Cinema da cidade de São Gonçalo-RJ é um encontro de exibições, debates e discussões da produção do audiovisual nacional e que tem o propósito de fortalecer as produções independentes. 

O festival foi realizado entre os dias 21 e 28 de setembro. Na categoria terror, “Necropolis” concorreu com outras dez produções de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba, Minas Gerais, Ceará, Goiás e Mato Grosso do Sul. Os filmes foram avaliados por técnicos da Agência Nacional do Cinema (Ancine). ..

FILME LEGUA TIRANA QUE AMBIENTA A INFÂNCIA DE LUIZ GONZAGA DEVE SER LANÇADO EM 2020

Sob o forte sol na cabeça e com os pés no solo arenoso de Exu, em Pernambuco, foi gravada uma nova produção sobre Luiz Gonzaga do Nascimento — o Rei do Baião. Com participação de cearenses, a ficção remonta a infância do sanfoneiro. 

O dono de um sorriso marcante do município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, é o principal personagem de “Légua Tirana”, assinada pelos diretores Marcos Carvalho e Diogo Fontes. O pequeno cantor e sanfoneiro Kayro Oliveira, 12 anos, dá vida à principal fase de descobertas de Gonzagão. Quem também participa do longa é o sanfoneiro e ator Chambinho do Acordeon, nome que ganhou o cinema nacional em “Gonzaga: de Pai pra Filho”. ..

Univasf: Cena na Serra exibirá nesta quinta-feira (25) o filme “O Som ao Redor”

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), por meio do Colegiado de Antropologia, realiza nesta quinta-feira (25) mais uma edição do projeto de extensão “Cena na Serra – Cinema em Ação”, com a exibição do filme “O Som ao Redor” (2012), dirigido por Kleber Mendonça Filho. A sessão será realizada às 19h, no Núcleo de Extensão da Univasf, em São Raimundo Nonato (PI). O evento é gratuito e aberto para toda a comunidade.

 O Som ao Redor (2012) é um filme dos gêneros de drama e suspense, que retrata o cotidiano de moradores de um bairro da Zona Sul do Recife (PE).  A trama se desenvolve após a chegada de uma milícia, em uma das ruas do bairro. Alguns moradores celebram o sossego com a presença de segurança, enquanto outros vivem momentos de tensão...

Ancine libera R$ 530 mil para filme de diretor de documentário sobre Olavo de Carvalho

Criticada por Jair Bolsonaro (PSL) sob alegação de que deve ter um filtro ideológico, a Agência Nacional do Cinema (Ancine) autorizou o documentário “Nem Tudo se Desfaz”, do diretor Josias Teófilo, a captar R$ 530,1 mil. “Como vinte centavos iniciaram uma revolução conservadora”, diz o pôster do filme, em referência às manifestações de 2013. Apoiada pela atual gestão do governo federal, a obra em questão, segundo a coluna de Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo, já foi divulgada nas redes sociais do filho mais novo do presidente, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Outra proximidade do filme com a família Bolsonaro é que Teófilo é o mesmo diretor de um documentário sobre Olavo de Carvalho, ideólogo do clã. Em entrevista à coluna, o cineasta afirma que o novo filme não é “sobre Bolsonaro, nem pró-Bolsonaro”. “Apesar de achar que as pessoas de direita vão gostar porque não vem com essas palhaçadas de dizer que foi golpe parlamentar, ignorando milhões de pessoas que foram às ruas [protestar]”, acrescenta...

Cine Sesc Dona Amélia em Petrolina exibe filmes gratuitos no mês de julho

Durante o mês de julho o Sesc Petrolina apresenta uma seleção de curtas e longas-metragens no projeto Cine Sesc Dona Amélia. As exibições são gratuitas e acontecem nos dia 19/07 e 31/07, sempre às 15h e às 19h, no Teatro Dona Amélia e no Instituto Federal do Sertão de Pernambuco – IFSertão.

No dia 19/07 o Cine Sesc Dona Amélia leva o filme “O Abraço da Serpente”, do diretor Ciro Guerra, ao IFSertão. O filme conta a história de Théo, um explorador europeu que conta com a ajuda do xamã Karamakate para percorrer o rio Amazonas. Gravemente doente, ele busca uma lendária flor que pode curá-lo. Quarenta anos depois, a trilha de Théo é seguida por Evan, outro explorador que tenta convencer Karamakate a ajudá-lo. A classificação etária é de 12 anos...

Projeto Cena na Serra exibirá o filme Zama nesta quinta-feira (13) em São Raimundo Nonato (PI)

O projeto de extensão “Cena na Serra – Cinema em Ação,” da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), fará exibição gratuita do filme Zama, dirigido por Lucrecia Martel, nesta quinta-feira (13). A exibição acontece às 19h, no Núcleo de Extensão da Univasf, em São Raimundo Nonato (PI). A ação é vinculada ao Colegiado de Antropologia do Campus Serra da Capivara e tem como objetivo promover um cineclube quinzenal com debates sobre as temáticas apresentadas nas obras exibidas.

“Zama” é um longa-metragem argentino, lançado em 2017, que conta a história de um oficial da coroa Espanhola incumbido a cumprir diversas tarefas para que, assim, receba uma carta do rei concedendo-lhe o direito de se transferir da cidade onde se encontra para um lugar melhor. Passam-se os anos e a carta do rei nunca chega, então Zama percebe que tudo está perdido e junta-se a um grupo de soldados que sai em busca de um perigoso bandido...

Cine Sesc Dona Amélia exibe dois filmes nesta quarta (12)

O Cine Sesc Dona Amélia abre, nesta quarta-feira (12/6), a programação de exibições de filmes do mês de junho no Sesc Petrolina. A primeira sessão será realizada às 15h, com a animação "Minha Vida de Abobrinha". Às 19h, será exibido o filme argentino “O Cidadão Ilustre”. A entrada é gratuita. O projeto também terá mais uma edição no dia 19.

“Minha Vida de Abobrinha”, do diretor Claude Barras, conta a história de Icare, um menino sensível, de 9 anos, apelidado Abobrinha, que é deixado pela polícia em um orfanato depois que sua mãe morre. Deslocado neste novo universo, aos poucos ele começa a se relacionar com as outras crianças e descobre o significado de amizade e confiança. A classificação etária do filme é de 10 anos...

Cine Diversidade exibe filme 'Meu Nome é Nega Tonha' em escola de Juazeiro

Dentro da programação da VI edição do Maio da Diversidade foi exibido nesta terça-feira (21), no Colégio Estadual Guiomar Barreto, João Paulo II, o curta 'Meu Nome é Nega Tonha' - produção de estudantes do Curso de Comunicação Multimeios da UNEB, através do Cine Diversidade. Após a exibição do curta, os alunos puderam aprender mais sobre descriminalização da LGBTfobia, nome social e sobre as atividades desenvolvidas pelo município focadas no combate ao preconceito.

A diretora de Diversidade Luana Rodrigues destacou a importância de debater o assunto com os alunos. “Trazemos através do filme, uma figura positiva, que representa a resistência, que é Nega Tonha, e a partir dele essa discussão da necessidade do respeito”, afirmou a diretora...

Bolsonaro assiste filme na manhã desta terça (26) acompanhado da primeira dama, expediente teve início às 11h30

O presidente Jair Bolsonaro estava na manhã desta terça-feira, 26, em um cinema, na capital federal, acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Ele foi assistir a uma sessão de pré-estreia de um filme religioso chamado “Superação: o milagre da fé”, que foi exibido com interpretação simultânea em libras.

O governo federal está imerso em uma crise política com a Câmara dos Deputados por causa da articulação em torno da reforma da Previdência. A agenda do presidente prevê audiência às 11h30 com o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. À tarde, o presidente tem reunião do conselho de governo...

Quer comemorar o dia das mulheres? Assista Amigas de sorte!


Um filme brasileiro que aborda de um assunto muito interessante e inusitado – amizade de mulheres maduras – não encontrou a divulgação que merecia e nem se sabe quando ou se terá um lançamento importante na TV. Trata-se de Amigas de sorte, da Globo Filmes.

É dificílimo encontrar algum filme, nacional ou não, que não fale sobre mulheres de uma maneira competitiva e destrutiva. O cinema brasileiro então, não liga para o fato. Mas é possível abordar o tema e comemorar o 8 de março com leveza e sororidade, por que não?..

Opinião: Marighella é um filme que precisa ser assistido pelos brasileiros

O filme Marighella, exibido em Berlim durante a edição de 2019 da Berlinale, é um forte e inquietante retrato sobre o período da ditadura militar dos anos 60 e 70 no Brasil. A obra foi baseada no livro Marighella: o guerrilheiro que incendiou o mundo, do jornalista Mário Magalhães. Ainda que o mote seja o militante negro e baiano, a história dirigida por Wagner Moura ganha fôlego ao abordar a luta de cidadãos brasileiros e estudantes que se opunham ao governo militar daquela época.

Carlos Marighella é vivido por Seu Jorge, que construiu um personagem e tanto, cheio de minúcias e facetas, equilibrando-se entre a solidão e a tristeza; o senso de humor e a esperança. Apesar do roteiro bastante coerente, focado na luta política do militante, faz falta uma maior riqueza em torno das origens do próprio personagem-título. Mais de uma vez, o personagem fala de sua mãe, mas pouco se consegue saber sobre seu passado familiar e sua formação política...

ESPAÇO DO LEITOR: EU VOU ASSISTIR O FILME MARIGHELLA

A história desse filme encontra-se entre 1964 a 1969. A produção de 155 minutos custou dez milhões de reais e a previsão de estreia no Brasil não foi divulgada ainda. O filme Marighella é baseado no livro do jornalista Mário Magalhães de título, "Marighella – O Guerrilheiro que Incendiou o Mundo".  O argumento esfarrapado do diretor Wagner Moura é que o filme retrata um grupo clandestino liderado por Carlos Marighella cujo objetivo é "estimular a resistência informando ao público sobre atos de tortura e assassinatos perpetrados por um governo que usava o controle da mídia para manter seus crimes em segredo," afirmou o estreante diretor baiano. Alguns amigos já perguntaram: "Erry, você vai assistir o filme?" E eu disse: "certamente que sim, pois não sou contra a cultura ou a obras de ficção."

Nós sabemos que no mundo atual, existem forças poderosas que movem o foro íntimo das pessoas, e, uma delas é a culpa. Digo isso porque se sabendo do posicionamento político do ator e agora diretor Wagner Moura, este com certeza deve viver um estado de culpa permanente por ter dado vida ao personagem Capitão Nascimento nos filmes Tropa de Elite 1 e 2, cujas narrativas destroem por completo a falsa ideia de que o bandido é uma pobre vítima da sociedade. Ou seja, acaba mostrando a figura (mais do que justa) do policial herói, capaz de dar sua própria vida para proteger a população no combate ao crime. Acredito que esse filme "Marighella" seja particularmente uma forma do diretor mostrar para o público, e, em especial para seus fãs e admiradores aquilo que ele realmente é e pensa. É uma disputa de narrativas onde o diretor se esmera em apresentar ao público um terrorista na imagem de um "herói!"..

Univasf: Projeto de extensão Cena na Serra apresentará quinta-feira (7) filme em São Raimundo Nonato

O Projeto de extensão Cena na Serra - Cinema em Ação, apresentará nesta quinta-feira (7), mais uma edição, com a exibição do filme ‘Paraíso Perdido’, da diretora Monique Gardenberg. A apresentação será realizada às 19h, no Núcleo de Extensão da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), localizado no centro de São Raimundo Nonato (PI). A mostra é gratuita e aberta a toda a comunidade.

‘Paraíso Perdido’ apresenta dramas de uma família de artistas liderada pelo patriarca José. Dono da boate Paraíso Perdido, ele faz de tudo para garantir a felicidade de sua família: os filhos Angelo e Eva, o filho adotivo Teylor e os netos Celeste e Imã. Unida pela música e por um amor incondicional, a excêntrica família encontra forças para lidar com seus traumas cantando clássicos da música popular romântica e atrai a curiosidade do misterioso Odair, um policial que cuida da mãe surda, uma ex-cantora...

Rio São Francisco ganhará filme sobre patrimônio cultural e memória

As riquezas culturais, históricas e naturais do Rio São Francisco serão inventariadas e imortalizadas através da arte. Isso porque um grupo de alunos e professores do programa de pós-graduação em Antropologia Social, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), iniciou um trabalho de levantamento desses aspectos do Velho Chico através do olhar dos moradores das cidades alagoanas de Piranhas e Penedo, banhadas pelo chamado rio da integração nacional. 

O resultado final será a realização de um filme. É o que informa o professor da Ufal e coordenador da pesquisa sobre patrimônio cultural e memória do São Francisco, Rafael Rodrigues, do campus Santana do Ipanema.  “No momento estamos fechando as atividades na cidade de Piranhas. Inicialmente, identificamos alguns moradores que têm suas histórias de vida ligadas ao rio São Francisco, a exemplo de comerciantes, ribeirinhos e pescadores que hoje vivem do aluguel de pequenas embarcações para o turismo na região”, explica Rafael...

Artistas famosos são destaque nos filmes promocionais da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém

A Sociedade Teatral de Fazenda Nova divulgou os dois primeiros filmes promocionais da temporada 2019 da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, que será realizada de 13 a 20 de abril, no município do Brejo da Madre de Deus, em Pernambuco. Este ano, a peça traz como protagonista o ator Juliano Cazarré no papel de Jesus.

Os filmes apresentam cenas de esmerada produção com diversas passagens da história de Jesus nas quais aparecem os principais personagens da peça. Além de Juliano Cazarré, se destacam nos filmes os artistas convidados Priscila Fantin (Maria), Ricardo Tozzi (Herodes), Gabriel Braga Nunes (Pilatos) e Bruno Lopes (Apóstolo João), além dos atores pernambucanos Ricardo Mourão (Caifás). José Barbosa (Judas) e Nínive Caldas (Madalena). ..