RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 8 registros para a palavra: economia baiana

Para vice-governador, expansão de 26,8% do volume de serviços prova a recuperação econômica baiana

"Mês a mês, os dados nos dão a certeza de que caminhamos no sentido da recuperação da nossa economia e ficamos mais uma vez satisfeitos por constatar o resultado dos esforços que o Governo do Estado têm feito nesta direção". A avaliação é do vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, com relação à expansão de 26,8% do volume de serviços na Bahia em agosto de 2021 na comparação com o mesmo período do ano passado. Em relação ao mês de julho deste ano, o crescimento foi de 1,7% com ajuste sazonal. O indicador no acumulado no ano ampliou 11,6%. 

Para o secretário de desenvolvimento econômico, Nelson Leal, a expansão do volume de serviços é uma boa sinalização de retomada da economia. "O setor de serviços é um dos que mais empregam, e essa também é uma excelente notícia, pois são oportunidades de emprego que voltam a aparecer com a melhora dos índices da pandemia.", disse secretário. ..

Economia baiana encerra 2018 com alta de 1,1%, constata SEI

A Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) constatou que o Produto Interno Bruto (PIB) baiano encerrou o ano de 2018 com crescimento de 1,1%. O resultado positivo no ano de 2018, divulgado nesta sexta-feira (08), foi atribuído pela SEI como uma consequência da recuperação dos setores da agropecuária (12,5%) e de serviços (0,9%). Em relação ao setor de serviços, o órgão indicou que a alta se deve a expansão em volume do comércio (1,4%); das atividades Imobiliárias (1,2%) e da Administração Pública (1,0%).

O secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, considerou um "grande feito" a Bahia fechar o ano com saldo positivo. "O que obriga a gente, inclusive, a repensar determinados passos daqui para frente, do ponto de vista do planejamento e ao mesmo tempo uma busca para atração de novos investimentos e também a questão do que diz respeito ao processo de investimento feito pelo Estado", disse Pinheiro...

Verão aquece economia baiana e gera 4 mil voos extras

Com o maior litoral do país, temperaturas agradáveis durante todo o ano, diversos patrimônios históricos e atrativos culturais, a Bahia tem recebido mais turistas a cada ano. De acordo com a Secretaria do Turismo do Estado (Setur), seis milhões de visitantes de diversas partes do mundo devem chegar à Bahia durante o verão 2018-2019. O número é 7,5% maior que na temporada anterior. 

Incentivos estaduais, realizados por meio de políticas públicas, têm alimentado toda a cadeia de serviços, gerando novos empregos e alavancando a economia baiana, a exemplo da capacitação de profissionais da área turística e da promoção da Bahia em feiras nacionais e internacionais. Já os incentivos fiscais possibilitaram a criação de 4 mil voos extras para a alta temporada de 2019. ..

Economia baiana cresce 1,9% no segundo trimestre de 2017

O Produto Interno Bruto (PIB) baiano cresceu 1,9%, na comparação com o primeiro trimestre de 2017, indicando retomada na dinâmica da atividade econômica do estado, que está basicamente associada ao bom desempenho do setor agropecuário, o qual tem demonstrado indicadores de recuperação em relação ao ano anterior. Na comparação com o segundo trimestre de 2016, o indicador apontou crescimento de 2,4%. A informação é da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), vinculada à Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan).

No que se refere ao Brasil, os dados indicaram que houve expansão de 0,2% na comparação com o primeiro trimestre de 2017 e de 0,3% com o segundo trimestre de 2016. O desempenho do PIB baiano no segundo trimestre de 2017 foi influenciado particularmente pelos bons números do setor agropecuário. De acordo com os cálculos realizados, a agropecuária baiana registrou expansão de 33,0% no valor adicionado no segundo trimestre de 2017. 

Essa expansão é resultado do bom desempenho em culturas tradicionais e que tem grande peso na atividade econômica baiana no período, a exemplo do café, a qual aponta expansão de 50% na produção, assim como nas culturas de soja (60%), feijão (66%) e algodão (2%). Já a cultura de cacau aponta para retração de 10% no período.

O setor de serviços, principal da economia baiana, também registrou expansão - de 0,5% - no segundo trimestre. Comércio (1,2%), atividades imobiliárias (1,3%) e transportes (1,0%) foram os segmentos que mais impulsionaram positivamente o setor. Já o setor industrial continua refletindo o efeito da crise da economia brasileira e não apresentou o mesmo desempenho, registrando retração das atividades...

Carnaval impulsiona economia baiana com R$ 1 bilhão

A presença de cerca de 700 mil turistas na Bahia durante o Carnaval e a movimentação financeira na capital e no interior do Estado impulsionam significativamente a economia no estado este ano. De acordo com Nelson Pelegrino, secretário estadual do Turismo, "a movimentação financeira deve chegar a R$ 1 bilhão, sendo R$ 750 milhões somente em Salvador. Em 2015, o movimento de turistas é 30% maior que no ano passado". 
 
A movimentação turística que fortalece a indústria do Carnaval gera cerca de 200 mil empregos diretos e indiretos em setores que elevam os níveis de profissionalismo para atender aos visitantes. "O Governo doa Bahia investe de forma contínua na capacitação da mão-de-obra - do receptivo à camareira do hotel e ao ambulante-, a fim de oferecer bons serviços e motivar o turista a voltar outras vezes", acrescenta o secretário. 
 
Ocupação hoteleira - A taxa de ocupação dos hotéis chega a 95% nos estabelecimentos localizados nos três circuitos da festa (Dodô, Osmar e Batatinha) e 80% nos que ficam fora dos espaços da folia. Nos municípios do Litoral Norte, ocupação está em torno de 95% e, em Porto Seguro, no Sul da Bahia, de 90%.
 
Para Pelegrino, o Carnaval pode ser ainda mais valorizado em sua riqueza e diversidade cultural. "É uma festa que atende aos legítimos desejos de alegria e felicidade, o que não vai morrer nunca, mas pode ter aperfeiçoado o seu planejamento e organização, de maneira que a economia do Turismo, o show business e a visibilidade positiva da Bahia sejam ainda mais fortalecidos", disse. "O Governo da Bahia tem contribuído decisivamente neste processo. Este ano, investiu R$ 75 milhões, assegurando ao público que participa da festa um forte esquema de segurança. Os recursos foram aplicados também no desfile de trios sem cordas com patrocínio de artistas que dão pluralidade musical e acesso ao folião pipoca. As ações do governo incluem ampla oferta de serviços públicos para o êxito da folia", finalizou o secretário.
..

Conversa com o Governador - Wagner acredita que recuperação e construção de aeroportos regionais vao melhorar saúde e economia baianas‏

“Mais aeroporto espalhado pelo estado, melhor para a nossa saúde, quando é preciso transportar um paciente, melhor para os empresários, que podem se deslocar com mais facilidade. E, portanto, é mais desenvolvimento para a Bahia”. A declaração do governador Jaques Wagner sobre investimentos na aviação civil baiana está no assunto que abre mais programa Conversa com o Governador deste ano. Nesta terça-feira, Wagner também aborda investimentos no Carnaval de Salvador, a Operação Verão, que está em curso na área da segurança pública, a viagem à China e a Festa da Lavagem do Bonfim, que acontece esta semana. De acordo com o governador, na semana passada foi assinada, com o ministro da Aviação Civil e o presidente da Infraero, uma série de convênios que vão melhorar o aeroporto de Salvador. “Um investimento de R$ 87 milhões, que passa pela nova torre, pela ampliação e melhoria do terminal de passageiros. Estamos preparando agora o prédio do estacionamento e a segunda pista que dará, definitivamente, mais autonomia ao aeroporto de Salvador”.

Segundo Wagner, ainda foi assinado convênio para a compra de mais dois carros de combate a incêndio, no valor de R$3,6 milhões. “No mesmo dia, nós assinamos também o aeroporto de Barreiras, que são R$ 50 milhões de investimento na ampliação e reforma da pista, ampliação da pista de taxeamento, construção de um novo pátio para estacionamento, várias vias, de acesso interno, assim como o serviço de combate a incêndio. E, também, assinamos já primeira etapa, R$20 milhões, de um total de R$60 milhões, do novo aeroporto de Vitória da Conquista”.O governador disse que a licitação será realizada em breve, para que comece a construção do novo aeroporto de Conquista. “Além disso, nós temos a registrar que, dentro do Programa de Aviação Civil e dos Aeroportos Regionais, a Bahia também foi contemplada com 20 novos aeroportos ou reforma de aeroportos regionais já existentes. E, no total, esse investimento chegará à casa de R$ 550 milhões”...

Apesar da seca, economia baiana cresce em 2012

Em 2012, a vida de três milhões de baianos em 266 municípios foi diretamente afetada pela pior seca dos últimos 50 anos, que reduziu rebanhos e lavouras. Para minimizar os efeitos da estiagem que atingiu aproximadamente 71% dos produtores rurais, o governo da Bahia adotou medidas estruturantes e remediadoras que visaram melhorar as condições de convivência com esse fenômeno natural e cíclico.

Na condução da política econômica, territorial e estratégica do governo, a Secretaria do Planejamento (Seplan), por meio da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEI), estimou os impactos econômicos da estiagem entre 2,6% e 5,2% do Produto Interno Bruto (PIB) baiano, o que significa uma variação entre R$ 1,3 bilhão e R$ 2,7 bilhões. Apesar do montante, a economia baiana é bem maior, aproximadamente R$ 190 bilhões, sendo que o setor agropecuário representa menos de 8% do PIB estadual.

Neste ano, fruto do trabalho em execução, a Seplan elaborou o maior orçamento da história, atingindo R$ 35,1 bilhões. O orçamento de 2013, aprovado pela Assembleia Legislativa, tem como destaque o crescimento de 98,8% no volume de investimentos, que saltou de R$ 2,15 bilhões, em 2012, para R$ 4,28 bilhões.

Confira aqui o texto na íntegra...

Política de atração de empresas fortalece economia baiana, disse Wagner, hoje (29), na inauguração das novas instalações da Schincariol em Alagoinhas

Mais dois mil empregos, entre diretos e indiretos, estão sendo gerados com a ampliação da fábrica de cerveja da Schincariol em Alagoinhas, inaugurada no final da manhã de hoje (29), com a presença do governador Jaques Wagner. Para o governador, que descerrou a placa de ampliação das instalações com a participação do CEO mundial do Grupo Kirin, Senji Miyake, e do presidente da Schincariol, Gino Di Domenico, a Bahia vive um momento positivo em sua economia, apesar da crise mundial, com novas indústrias se instalando no Estado.

Segundo Wagner, que percorreu as novas instalações da cervejaria, o governo baiano tem atraído novos empreendimentos para o estado graças à sua política de incentivos e investimentos em infraestrutura, dando condições às empresas de se expandirem para todas as regiões da Bahia. Na ampliação da unidade fabril de Alagoinhas, há 15 anos em operação, a Schincariol investiu R$ 400 milhões. A fábrica de Alagoinhas é a maior da companhia fora do estado de São Paulo, responsável pelo abastecimento das regiões Norte e Nordeste do País...