RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 292 registros para a palavra: PSDB

TSE: ministra aplica multa contra PSDB-BA e Serra

A ministra Nancy Andrighi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou a aplicação de multa de R$ 22 mil contra o diretório do PSDB na Bahia e de R$ 15 mil contra o candidato à presidência, Serra (PSDB), por propaganda antecipada. A multa tem como base representação do Ministério Público Eleitoral (MPE) que acusa o diretório do partido de fazer propaganda em favor de Serra nos comerciais que foram ao ar nos dias 16, 23, 25 e 30 de junho deste ano. De acordo com a Lei Eleitoral, a propaganda dos candidatos só podem ser feitas a partir do dia 6 de julho. “Embora o tema tratado nos presentes autos tenha, em princípio, interesse de cunho político comunitário, verifica-se a promoção de caráter eleitoral conferida à propaganda partidária, com nítido esforço antecipado de influenciar eleitores”, diz a ministra em trecho da decisão. Essa é a sétima multa aplicada pelo TSE contra Serra que, até o momento, deve um total de R$ 50 mil à Justiça Eleitoral. Tanto o diretório quanto Serra podem recorre da decisão. Caso isso ocorra, a representação será julgada pelo plenário do TSE. (Blog do Noblat) ..

Marina: PV já começou a discutir apoio com PT e PSDB

A senadora Marina Silva (AC), ex-candidata do PV à Presidência da República, revelou que seu partido iniciou hoje conversas com PT e PSDB sobre um possível apoio no segundo turno. Em entrevista ao portal Terra, ela disse que a lista com os dez pontos da plataforma de governo verde já está sendo discutida com petistas e tucanos e que a maior resistência está no comprometimento com o veto ao projeto do novo Código Florestal. “Tem um ponto que eu sinto que há uma dificuldade, que é o Código Florestal”. Na sexta-feira o PV apresentou a “Agenda por um Brasil Justo e Sustentável”, uma pauta com as principais sugestões do partido para que sejam incorporadas pelos presidenciáveis neste segundo turno. O sétimo item da lista recomenda que a proposta de alteração do Código Florestal, em trâmite no Congresso, seja vetada pelo Executivo. “É um ponto estratégico fundamental para a Amazônia”, justificou. Marina, lembrando que o projeto, sob relatoria do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), anistia desmatadores, criticou: “É um retrocesso muito grande”. (Agência Estado) ..

PREFEITO ISAAC DESCARTA MUDANÇA NO GOVERNO E RESPEITA PARTICIPAÇÃO DE MEMBROS DO PSDB NA CAMPANHA DE SERRA

O prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) declarou ao blog que é bastante compreensível a participação de membros do PSDB, que integram o seu governo, em encontro organizado pela direção da legenda em Salvador, buscando alavancar a candidatura de José Serra no Estado.

“Nós estamos bastante satisfeitos com os nossos aliados. Se eles foram importantes na nossa eleição em 2008, nós temos que respeitar o espaço de todos, até porque eles pensam em crescer e não seria diferente com as diversas legendas que dão sustentação ao nosso governo”, lembrou o prefeito municipal...

"Homem-bomba" do PSDB vira preocupação da campanha de Serra

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, trocou o estilo defensivo que marcou o primeiro turno da campanha e subiu o tom das críticas e cobranças contra o adversário José Serra (PSDB), no debate da TV Bandeirantes no último domingo (10). A mudança pegou Serra de surpresa. Num dos momentos mais tensos do confronto, logo no primeiro bloco, a petista colocou o tucano contra a parede ao questioná-lo sobre um “calote” de R$ 4 milhões do homem de confiança do PSDB, o engenheiro Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto ou Negão.

Ao ser questionada sobre a criação do Ministério da Segurança Pública, bandeira de Serra, a petista aproveitou o tempo que lhe sobrou para dizer que fica “indignada com a questão da Erenice” [Erenice Guerra, ex-ministra da Casa Civil que deixou o ministério após ver seu filho envolvido em denúncias de tráfico de influência], e mencionou suspeitas de corrupção que envolvem um ex-assessor de Serra.

- É bom você lembrar, eu fico indignada com a questão da Erenice, mas você devia lembrar também o Paulo Vieira de Souza, seu assessor que fugiu com R$ 4 milhões. Serra não respondeu à pergunta e não voltou ao assunto. Assessores e pessoas próximas ao candidato tucano estranharam as críticas de Dilma e o tom da presidenciável petista. Em agosto, reportagem da revista IstoÉ trouxe a denúncia do calote e informou ainda que Paulo Preto tem uma relação estreita com Aloysio Nunes, tucano que acabou de obter uma vaga no Senado por São Paulo e era chefe da Casa Civil de Serra. Não por acaso, o senador recém-eleito deixou o debate de domingo entre os segundo e terceiro blocos e saiu falando ao telefone evitando falar com jornalistas.

“As relações de Aloysio e Paulo Preto são antigas e extrapolam a questão política. Em 2007, familiares do engenheiro fizeram um empréstimo de R$ 300 mil para Aloysio. No final do ano passado, o ex-chefe da Casa Civil afirmou que usou o dinheiro para pagar parte do apartamento adquirido no bairro de Higienópolis e que tudo já foi quitado”, diz a reportagem da IstoÉ. A revista diz que “segundo dois dirigentes do primeiro escalão do PSDB, o engenheiro arrecadou “antes e depois de definidos os candidatos tucanos às sucessões nacional e estadual”. Os R$ 4 milhões seriam referentes apenas ao valor arrecadado antes do lançamento oficial das candidaturas, o que impede que a dinheirama seja declarada, tanto pelo partido como pelos doadores”, relata a revista.
..

Candidato do PSDB está sendo processado por difamar Dilma

 
A candidata à presidência Dilma Rousseff advertiu o adversário José Serra, no debate da Band, na noite do domingo (10), sobre a campanha de calúnias e difamações que tem assacado contra ela. E lembrou que ele já está sendo processado criminalmente por coisas desse tipo e corre o risco de levar novos processos. “Você tem de ter cuidado para não ter mil caras, Serra, porque a última mentira e calúnia contra mim ocorreu no caso em que vocês diziam que a minha campanha tinha aberto sigilo. Hoje você é réu em crime de calúnia e difamação. Você está dando os primeiros passos na questão da ficha limpa”, alertou a candidata.
 
Em 21 de setembro passado, o Ministério Público de São Paulo pediu à Justiça Eleitoral a instauração de inquérito pela Polícia Federal para que o candidato José Serra seja ouvido sobre as acusações feitas contra a campanha de Dilma Rousseff de envolvimento com a quebra do sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB. Para Dilma, uma candidatura à presidência da República tem por objetivo engrandecer o Brasil, discutindo valores e projetos para o país. “A única coisa que seu vice, Índio da Costa, faz é criar e organizar grupos para me atingir até com questões religiosas, em um país que é conhecido por sua tolerância”, lamentou.
 
Dilma repudiou a acusação feita pela esposa do candidato, Monica Serra, que declarou, em evento com o vice Índio da Costa. Ela disse que a candidata seria "a favor de matar criancinhas". “Acho gravíssima a frase da sua senhora. O Brasil está habituado com o processo de tolerância, em que árabes e israelenses sentam à mesma mesa. Este país não tem ódio religioso, nem étnico, nem cultural. Evangélicos e católicos estudam nas mesmas escolas. Repudio esta campanha que está sendo feita.” 
..

PMDB, PT e PSDB saem mais fortes das urnas

O PMDB, PT e PSDB foram os partidos que saíram mais fortes das urnas elegendo, em primeiro turno, quatro governadores cada. Os três podem aumentar o número de governadores em 31 de outubro, quando, juntos, disputarão vários governos em segundo turno.

O PSDB, por exemplo, concorre ao comando dos Executivos de Alagoas, do Pará, de Goiás, do Piauí e de Roraima. O PMDB disputará o segundo turno em Goiás, na Paraíba e em Rondônia. O PT tenta ampliar o número de governadores no Distrito Federal e no Pará.

Na Região Sul, o PT elegeu Tarso Genro no Rio Grande do Sul e o PSDB, Beto Richa para comandar o Executivo do Paraná. Em Santa Catarina, a vitória foi do DEM, com a eleição de Raimundo Colombo.

No Sudeste, onde se concentra o maior colégio eleitoral do país, o PSDB elegeu os governadores de São Paulo e Minas Gerais - estados onde se concentra o maior número de eleitores -, Geraldo Alckmin e Antônio Anastasia, respectivamente. O PMDB ficou com o terceiro colégio eleitoral do país, ao eleger Sérgio Cabral Filho governador do Rio de Janeiro. O PSB emplacou Renato Casagrande no Espírito Santo.

No Nordeste, o PT elegeu os governadores da Bahia, Jaques Wagner, e de Sergipe, Marcelo Déda. O PSB, por sua vez, reelegeu Eduardo Campos, em Pernambuco, e Cid Gomes, no Ceará. Os socialistas ainda disputarão, em segundo turno, os governos da Paraíba e do Piauí.

Ainda no Nordeste, o Democratas (DEM) elegeu Rosalba Ciarlini no Rio Grande do Norte. Em Alagoas a disputa em 31 de outubro será entre Teotônio Vilela (PSDB) e Ronaldo Lessa (PDT). O PMDB venceu no Maranhão com Roseana Sarney.

No Centro-Oeste, os peemedebistas venceram, em primeiro turno, em Mato Grosso do Sul, com André Puccinelli, e em Mato Grosso, com Silval Barbosa. O partido disputará ainda o governo de Goiás com o PSDB. No Distrito Federal, a disputa em segundo turno será entre os candidatos Agnelo Queiroz (PT) e Weslian Roriz (PSC).

Na Região Norte, os tucanos venceram em Tocantins, com Siqueira Campos. Disputam ainda o segundo turno no Pará e em Roraima. O PMN fez seu único governador ao eleger Omar Aziz no Amazonas. No Amapá, haverá segundo turno entre o PTB e o PSB. Em Roraima, por sua vez, a disputa em 31 de outubro será entre o PP e o PSDB. Outro estado que vai para o segundo turno é Roraima, com o confronto entre o PPS e o PMDB. ..

LEITORA QUESTIONA "COERÊNCIA" DO PSDB EM JUAZEIRO

Amigo Geraldo,

Confesso que já estava com saudade de nossa terrinha, embora o calorão tenha voltado e o convívio mais direto com você. Na verdade estava no Estado de Pernambuco onde fui votar e fiquei lá até ontem, mesmo sabendo que vou retornar para votação do segundo turno tive que vir a Juazeiro, pois meu marido teve um mal estar, mas graças a Deus já está tudo em seu lugar, pelo menos no que diz respeito à minha família.

Quanto a política da nossa Juazeiro, continua nos causando surpresas, além das derrotas de nossos tradicionais deputados, só escapou Roberto. Hoje (08), por um acaso estava ouvindo o programa Revista da Cidade, de um locutor que demonstra, não afirmo, pois o ônus da prova cabe ao denunciante e não provo nada, não gostar do prefeito, cite-se o caso da propagação dos ordenados de alguns funcionários da prefeitura, lembrar também que partiu no programa dele a onda dos funcionários da Juagro estarem todos na Prefeitura, e aí também não meto minha mão na cumbuca, não sei onde está a verdade, por isso não faço acusações.  Mas esse comentário todo é para externar minha estranheza em ouvir hoje, (08) de Outubro, no programa, importantes funcionários da Prefeitura, funcionários inclusive de ligação direta com o prefeito, comparecerem para ouvir enquetes e defenderem a candidatura à presidência contrária a do prefeito, embora sejam eles do PSDB, mas na administração existem outros também do PSDB que não se manifestam e aí poderia até citar o nome de Bené Marques, que é da base de apoio do Prefeito e fica calado, talvez até em respeito ao prefeito e condizente com uma coisa chamada coerência...

Coligação DEM/PSDB denuncia transporte ilegal de eleitores

A assessoria jurídica da coligação “A Bahia Merece Mais” (DEM/PSDB) aguarda a investigação da Polícia Federal (PF) sobre a denúncia de transporte ilegal de eleitores, flagrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR 324, em Simões Filho, no final da tarde deste sábado. Os passageiros e o ônibus de placa JLA 1641 detidos pela PRF se encontram na sede da PF, no Comércio, em Salvador. Segundo a advogada Débora Guirra, não foi fácil obter o flagrante da irregularidade eleitoral. “Já tínhamos informações desde a manhã deste sábado sobre o transporte ilegal de eleitores para a região de Macajuba”. A advogada da coligação “A Bahia Merece Mais” reclama que acionou o TRE, a Polícia Federal e o Ministério Público, mas nenhuma dessas instituições manifestou a devida atenção para o grave problema. “No Ministério Público, nem sequer havia um promotor de plantão”, indignou-se. Hoje, a coligação liderada pelo PMDB denunciou transporte ilegal de eleitores também na região do Itaigara. Eles estariam sendo embarcados num dos shoppings da região. ..

PSDB pede ao MP investigação sobre tráfico de influência na Casa Civil

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, João Almeida (BA), Gustavo Fruet (PR), líder da minoria,  e o senador Álvaro Dias, vice-líder no Senado, se reúnem na tarde desta terça-feira (14/09), com o procurador-geral da República, Roberto Gurgel para  entregar  representação na qual exigem que o Ministério Público da União investigue denúncia feita pela revista "Veja" envolvendo o filho da ministra da Casa Civil, Erenice Guerra. O esquema teria ocorrido no período em que a candidata à Presidência da República do PT ainda chefiava a Casa Civil. Na época, Erenice ocupava o cargo de secretária executiva e era considerada "braço direito" de Dilma Rousseff.

Para o líder João Almeida, essa é mais uma evidência de que existe um esquema criminoso em órgãos do governo petista. “Trata-se de mais um indício de que o PT tem uma quadrilha atuando em cada área do governo, inclusive dentro da Casa Civil. A coisa é mais grave do que parece, pois aconteceu dentro de um órgão que é o coração do governo. Isso é trágico e
antirrepublicano”, afirma.

Para ele, as denúncias são graves e precisam ser investigadas o quanto antes. João Almeida considera impossível que Erenice e Dilma não tivessem conhecimento do esquema: “Vamos mais uma vez pedir investigação e esperar que o procurador-geral da República tome as medidas cabíveis”, avisa. O parlamentar acredita que o tráfico de influência comandado pelo filho da ex-braço direito de Dilma vai além das denúncias feitas pela Revista Veja. ..

Prefeitos do PMDB, DEM e PSDB apóiam Wagner em Paulo Afonso

Mais três prefeitos aderiram na tarde de ontem (25), em Paulo Afonso, ao governador Jaques Wagner, candidato à reeleição, durante o encontro com lideranças políticas, empresariais, sindicais e sociais da região.Presentes à reunião, os prefeitos Pedro Gomes Filho, do PMDB, do município de Pedro Alexandre, João Batista, do DEM de Jeremoabo, e o padre José Francisco dos Santos Teles, do PSDB de Santa Brígida, foram a Paulo Afonso dizer a Wagner que votam com ele.

Pedro Gomes Filho declarou que está ao lado do governador desde setembro de 2009, porque foi atendido em tudo o que pediu. "Senti firmeza, Wagner não é demagogo, não é perseguidor e é trabalhador", declarou. João Batista, por seu turno, disse que mesmo sem ser aliado de Wagner não encontrou dificuldades para a administração de Jeremoabo, "por isso fui conquistado pelo governo".

Já o Padre Teles, informou que Santa Brígida recebeu de Wagner água tratada, boas escolas, saneamento e poços artesianos: "Foram mais de 100 mil metros de tubulação instalados aqui, não posso deixar de apoiar ele". Satisfeito com os novos apoios, o governador declarou: "Temos que abraçar aqueles que querem se incorporar ao nosso projeto, a gente está raspando o tacho do lado de lá e eles não sabem nem por onde andar. Mas temos que trabalhar porque temos muitos votos para conquistar dos outros candidatos". ..

Prefeito de Teixeira de Freitas, do PSDB, vota em Wagner

O governador Jaques Wagner, candidato à reeleição, participou sábado (21) de carreata em Teixeira de Freitas, no extremo-sul da Bahia, onde foi recebido pelo prefeito local, o padre Aparecido Rodrigues, do PSDB.

Ao analisar a campanha eleitoral, o padre Aparecido afirmou que Wagner é a melhor das opções: "Independente dos benefícios que ele possa trazer para cidade, eu vou votar nele. Não tenho dúvida de que ele foi o melhor governador que a Bahia já teve. Aqui em Teixeira de Freitas ele melhorou muito a área de saúde e hoje temos tratamento de ponta na cidade".

O prefeito de Itamarajú, Pedro da Capineira, PHS, é outro a afirmar que Wagner é um bom governador "e ainda tem mais ações para realizar, por isso precisa se reeleger. Ele precisa de mais quatro anos para consertar os erros que os outros deixaram". ..

REPRESENTANTES DO DEM E PSDB EM ATO POLÍTICO DO PMDB

 

É tempo de eleição; época de bons corações e idéias mágicas para resolver os problemas mais intrincados. Tempo de propostas e alianças inimagináveis...

Líder do PSDB diz em Minas que vai propor minirreforma eleitoral após eleições

O líder do PSDB na Câmara, deputado João Almeida (BA), disse em Belo Horizonte, que vai propor uma minirreforma eleitoral ainda este ano, assim que as eleições se encerrarem. “Estou em meu quinto mandado e já se tentou votar uma reforma eleitoral em diversos períodos: no início da legislatura, no meio e antes das eleições. Nunca obtivemos sucesso. Agora vamos tentar logo depois do pleito, enquanto a campanha ainda está fresca na memória dos parlamentares e uma nova eleição distante”, informou.

A reforma seria, sobretudo, no sistema eleitoral, “para adotar ou o sistema de lista pré-ordenada ou distrital, que é outra proposta que gira no Congresso Nacional. Vamos ver qual das duas terá maior aceitação para fazermos tramitar. Além disto, queremos reintroduzir a cláusula de desempenho, que é fundamental para organizar o sistema partidário. Ou seja, enxugar o sistema partidário para evitar essa organização partidária em que vivemos. Ela é muito ruim para governar, mas durante a eleição, então, é um transtorno muito grande”, adiantou.

O líder dos tucanos na Câmara dos Deputados foi a Minas Gerais para conversar com o ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado  pela Coligação Somos Minas Gerais. “Venho como líder do PSDB e o assunto é basicamente sobre o partido, que estamos estimando um crescimento de 15 a 20% em sua bancada. O Aécio poderá nos ajudar nisto. É um líder partidário importante e não se limita a Minas Gerais. Tem muita influência e força nos estados”, disse João Almeida. O PSDB possui hoje 59 deputados federais...

PLÍNIO IRRITA PV, SURPREENDE PT E ANIMA PSDB

Uma análise do blog Radar Político diz que o estilo contundente e irônico de Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) no debate da Band irritou o PV, surpreendeu o PT e animou o PSDB. Os verdes não gostaram de o ex-deputado ter igualado Marina Silva a José Serra e Dilma Rousseff, quando a candidata verde tenta se apresentar como terceira via. Os petistas não sabem como reagir às provocações do velho companheiro de partido. E os tucanos, preocupados em levar a campanha para o segundo turno, torcem para que a estratégia de Plínio mude o voto de simpatizantes mais radicais do PT, “saudosos da campanha de 1989”. ..

Dilma diz que PSDB “instila medo” por falta de projetos

No comício realizado ontem (31), na Boca Maldita, em Curitiba, a candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, voltou a usar o slogan de Lula em 2002: “a esperança venceu o medo”, além de atacar os adversários do PSDB. “Viemos aqui repudiar aqueles que, diante da possibilidade de perder seus privilégios, ameaçam com medo e tentam tranformá-lo não em uma forma baixa de fazer política, mas como uma forma de substituir a ausência de projetos, tentando instilar o medo”, afirmou. Ao lado de Lula, ela disse que “naquela época, a esperança venceu o medo. Vamos vencer o medo com o Bolsa Família, com esse País crescendo para 190 milhões, com luz para todos e com a agricultura familiar forte”. (Terra) ..

Dilma e Serra não dão muita importância para pesquisa do Ibope

Por enquanto, tanto Dilma Roussef (PT) quanto José Serra (PSDB), estão minimizando o resultado da última pesquisa do Ibope. A petista que lidera as intenções de voto com 39% disse que "Pesquisa é o retrato do momento. E nesse momento somos capazes de mobilizar pessoas e partidos políticos que reconhecem o trabalho que foi feito nesse governo", disse Dilma. Mas, ela ponderou explicando que "Temos que ter cautela em relação a pesquisas. Ainda temos uma longa caminhada até o dia 3 de outubro. Não dá para usar salto alto, em clima de já ganhou".

José Serra por outro lado, prefere não comentar. Ele teve 34% das intenções e afirmou que "Nada agora é decisivo. O importante é o resultado das urnas". Nessa mesma pesquisa, Marina Silva, candidata pelo Partido Verde teve 7% das intenções do voto. ..

SERRA E PSDB DA BAHIA MULTADOS POR PROPAGANDA

O ministro Joel Dias, do Tribunal Superior Eleitoral, multou nesta sexta-feira (23) o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, em R$ 5 mil –a segunda aplicada ao tucano–, e o diretório do partido na Bahia em R$ 7,5 mil, por propaganda eleitoral antecipada. Ainda cabe recurso à decisão. O pedido de multa foi feito pelo Ministério Público Eleitoral, que acusou o diretório do partido de usar a propaganda partidária na talevisão nos dias 21 e 28 de maio para promover o candidato tucano. Em sua decisão, o ministro diz que o programa teve conotação eleitoral ao evidenciar a expressão “O Brasil pode muito mais”, que “há muito amplamente divulgada nos meios de comunicação como um dos principais motes da campanha do representado”. A defesa do PSDB da Bahia alegou que não houve uso eleitoral da propaganda partidária. Informações do G1. ..

PSDB DE JUAZEIRO RATIFICA APOIO À CANDIDATURA DE PAULO SOUTO

 

Membros do PSDB de Juazeiro estiveram reunidos semana passada com o candidato ao governo da Bahia pelo Democratas Paulo Souto, para ratificar o apoio nas eleições deste ano. Participaram do encontro: Flavio Luiz, Antonio Carvalho Brito Gama, Jaime Badeca, Dr. Sales; Carlos Neiva, Roberto (Gráfica Printpex) e o vereador Bené Marques. ..

ELEIÇÕES 2012: MAURIÇOLA (PT) PROMETE VOTAR EM EDSON TANURI (PSDB).

 

A campanha da eleição 2010 nem começou e já tem gente em Juazeiro pensando no pleito de 2012. Sábado (11), o cantor, instrumentista e publicitário Carlos Maurício Dias Cordeiro (Mauriçola-PT) ao tomar conhecimento que o ex-secretário de Obras Edson Tanuri pode ser candidato a prefeito no próximo pleito, externou de forma espontânea: “Edson pode contar com o meu voto e o compromisso de realizar o jingle da campanha”.

O incrível é que a consideração vem de um “fiel escudeiro” do ex-prefeito Joseph bandeira e assessor do deputado estadual Roberto Carlos, que também disputou a eleição para prefeito de Juazeiro em 2008...

Para o líder do PV, atitude do PSDB colabora com retrocesso ambiental

O líder do Partido Verde na Câmara, deputado Edson Duarte (BA), disse que a atitude do PSDB de retirar o deputado Ricardo Trípoli (PSDB-SP) da titularidade da Comissão que analisa as propostas de alteração no Código Florestal Brasileiro, sinaliza que "o partido é favorável ao desmonte da legislação ambiental". Duarte criticou a substituição do parlamentar durante a reunião nesta segunda-feira, 5, que discute o relatório de Aldo Rebelo (PCdoB-SP). Trípoli é um dos deputados na Câmara que mais entende de meio ambiente e é contrário às propostas de alteração da atual legislação.

"O PSDB substituiu o deputado Ricardo Trípoli, que tem importante atuação na defesa da nossa legislação ambiental, pelo deputado Mendes Thame, que está doente e não pode participar dos trabalhos, e deixou como representante o deputado Duarte Nogueira, ex-secretário de Agricultura do estado de São Paulo e defensor dos interesses ruralistas. Essa atitude só pode sinalizar que o PSDB quer aprovar esse retrocesso ambiental", criticou Duarte.

O deputado voltou a reivindicar que os candidatos à presidência da República, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), se posicionem abertamente sobre as propostas de alteração no Código Florestal Brasileiro...